Por Julio César Puiati, para o TechTudo


O evento principal do Mid-Season Invitational 2018 de League of Legends finalmente está prestes a começar. A partir desta sexta-feira (11), as seis melhores regiões do cenário competitivo se enfrentam em partidas MD1 na fase de grupos. Os quatro melhores colocados avançam para os playoffs e ganham a chance de disputar uma premiação de US$ 385 mil (R$ 1.3 milhão em conversão direta) destinada ao grande vencedor.

Flash Wolves (Taiwan) e EVOS Esports (Vietnã) confirmaram participação após vencer seus respectivos confrontos contra Gambit e SuperMassive pela fase de entrada. Team Liquid (América do Norte), KING-ZONE DragonX (Coreia do Sul), Fnatic (Europa) e Royal Never Give Up (China) se classificaram diretamente por participarem das ligas mais fortes do circuito. Os duelos, disputados em Paris, na França, serão transmitidos na Twitch e no YouTube.

Team Liquid

Doublelift é a esperança ofensiva da Liquid — Foto: Divulgação/Riot Games Doublelift é a esperança ofensiva da Liquid — Foto: Divulgação/Riot Games

Doublelift é a esperança ofensiva da Liquid — Foto: Divulgação/Riot Games

Desacreditada, a Team Liquid conquistou o título da North America League Championship Series (NA LCS) de forma surpreendente. O time liderado pelo lendário atirador Yiliang "Doublelift" Peng terminou a temporada regular apenas na quarta colocação, mas conseguiu derrotar Cloud9 e Echo Fox nos playoffs antes de encarar a 100 Thieves na grande final.

A equipe treinada por Jang "Cain" Nu-ri contou com série inspirada do mid laner Eugene "Pobelter" Park para despachar os adversários e levantar a taça. Graças ao triunfo, a organização norte-americana pôs fim a uma seca de dois anos e meio sem títulos regionais. É a primeira vez que a Team Liquid disputa uma edição de Mid-Season Invitational.

Os representantes dos Estados Unidos apresentaram uma evolução exponencial durante a fase de mata-mata e por isso chegam à competição com moral elevada. Além disso, o elenco conta com jogadores consagrados do cenário como o topo ex-SKT Jung "Impact" Eon-yeong e o suporte ex-paiN Gaming Kim "Olleh" Joo-sung.

Elenco: Team Liquid

Jogador Posição
Jung "Impact" Eon-yeong Topo
Jake "Xmithie" Puchero Caçador
Eugene "Pobelter" Park Meio
Yiliang "Doublelift" Peng Atirador
Kim "Olleh" Joo-sung Suporte
Joseph "Joey" Haslemann Reserva

KING-ZONE DragonX

Os antigos membros da Longzhu Gaming são os atuais campeões da League Champions Korea (LCK). A equipe treinada pelo técnico Kang "Hirai" Dong-hoon terminou a temporada regular em primeiro lugar com 16 vitórias em 18 partidas, se classificou diretamente para a grande final e derrotou a Afreeca Freecs por três a um.

Contratado junto a SK Telecom T1 em novembro de 2017, o caçador Han "Peanut" Wang-ho é um dos principais jogadores do elenco sul-coreano. O atirador Kim "PraY" Jong-in é outra referência técnica da equipe. O jogador ex-ROX Tigers foi eleito o MVP das finais após encerrar a série com 20 abates, 17 assistências e apenas quatro mortes combinadas.

Os atletas têm experiência de sobra em competições internacionais. Todos já participaram, pelo menos uma vez, do mundial organizado pela Riot Games. Além disso, os atletas fazem parte da região mais bem-sucedida do circuito competitivo de League of Legends. Não é exagero, portanto, credenciar a KING-ZONE como grande favorita ao título do MSI 2018.

Elenco: KING-ZONE

Nome Posição
Kim "Khan" Dong-ha Topo
Han "Peanut" Wang-ho Caçador
Gwak "Bdd" Bo-seong Meio
Kim "PraY" Jong-in Atirador
Kang "GorillA" Beom-hyeon Suporte
Moon "Cuzz" Woo-chan Reserva

Fnatic

Autor de dois pentakills na final regional, Rekkles vive grande fase — Foto: Divulgação/StarLadder Autor de dois pentakills na final regional, Rekkles vive grande fase — Foto: Divulgação/StarLadder

Autor de dois pentakills na final regional, Rekkles vive grande fase — Foto: Divulgação/StarLadder

A tradiconal Fnatic, campeã do primeiro Mundial de League of Legends em 2011, volta a disputar uma edição de Mid-Season Invitational após dois anos. Os atuais campeões da Europe League Championship Series (EU LCS) sobraram no split de primavera após ótima campanha de 14 vitórias e quatro derrotas na temporada regular.

Nos playoffs, a organização europeia ainda superaria Team Vitality e G2 Esports – até então tetracampeã da competição– antes de alcançar o lugar mais alto do pódio. O grande destaque da line up é sem dúvidas Martin "Rekkles" Larsson, eleito o MVP da primeira fase e da grande final. O atirador chega em grande fase para a disputa do mundialito.

A espinha dorsal da Fnatic é experiente em campeonatos internacionais. Além do craque Rekkles, Mads "Broxah" Pedersen, Rasmus "Caps" Winther e Paul "sOAZ" Boyer também estiveram presentes na campanha do último mundial. Naquela ocasião, o time comandado por Dylan "Dylan" Falco até se classificou para o mata-mata, mas acabou eliminado para a chinesa RNG.

Elenco: Fnatic

Nome Posição
Paul "sOAZ" Boyer Topo
Mads "Broxah" Pedersen Caçador
Rasmus "Caps" Winther Meio
Martin "Rekkles" Larsson Atirador
Zdravets "Hylissang" Iliev Suporte
Gabriël "Bwipo" Rau Reserva

Royal Never Give Up

Uzi é a grande estrela da Royal Never Give Up — Foto: Divulgação/Riot Games Uzi é a grande estrela da Royal Never Give Up — Foto: Divulgação/Riot Games

Uzi é a grande estrela da Royal Never Give Up — Foto: Divulgação/Riot Games

Após bater na trave quatro vezes, a Royal Never Give Up finalmente voltou a sagrar-se campeã da League of Legends Pro League (LPL). E olha que a campanha dos chineses na temporada regular nem foi tão boa assim. A equipe comandada pelo treinador Lee "Heart" Gwan-hyung concluiu a primeira etapa em terceiro lugar no grupo A após 12 vitórias e sete derrotas.

A organização se reinventou nos playoffs. Derrotou Team WE, Snake Esports, Invictus Gaming e a grande rival EDward Gaming na série valendo o bicampeonato. Ídolo da torcida, o célebre e talentoso atirador Jian "Uzi" Zi-Hao, duas vezes vice-campeão mundial, se destacou em atuações sólidas com os campeões Varus, Ashe e Xayah.

Os representantes da China chegam como segunda força ao MSI 2018. Historicamente, a região costuma bater de frente com os oponentes da Coreia do Sul – o que não deve ser diferente na atual edição. Uzi chega confiante com o primeiro grande título conquistado na bagagem, assim como os demais companheiros de elenco.

Elenco: RNG

Jogador Posição
Yan "Letme" Jun-Ze Topo
Liu "Mlxg" Shi-Yu Caçador
Li "Xiaohu" Yuan-Hao Meio
Jian "Uzi" Zi-Hao Atirador
Shi "Ming" Sen-Ming Suporte
Hung "Karsa" Hau-Hsuan Reserva

Flash Wolves

Moojin foi o MVP da série contra a SuperMassive — Foto: Divulgação/Riot Games Moojin foi o MVP da série contra a SuperMassive — Foto: Divulgação/Riot Games

Moojin foi o MVP da série contra a SuperMassive — Foto: Divulgação/Riot Games

A paiN Gaming conhece muito bem a Flash Wolves. A organização brasileira se classificou para a fase de grupos do Mundial 2015 e enfrentou a até então desconhecida equipe taiwanesa pelo grupo A. Do anonimato à região emergente mais poderosa do cenário, os Lobos acumularam participações em todos os torneios internacionais realizados desde então.

Os representantes de Taiwan foram dominantes na trajetória que culminou em título da League of Legends Master Series (LMS). O elenco treinado por Chen "WarHorse" Ju-Chih perdeu apenas uma única partida durante toda a campanha. Na fase de entrada do MSI 2018, não encontrou muitas dificuldades para despachar a Gambit e confirmar a classificação.

A Flash Wolves mescla a juventude do topo Su "Hanabi" Chia-Hsiang com a experiência dos remanescentes de 2015 Hu "SwordArt" Shuo-Chieh e Huang "Maple" Yi-Tang. Embora não seja considerada uma das quatro potências em League of Legends, a equipe tem capacidade para surpreender. Assim como surpreendeu há dois anos e meio.

Elenco: Flash Wolves

Jogador Posição
Su "Hanabi" Chia-Hsiang Topo
Kim "Moojin" Moo-jin Caçador
Huang "Maple" Yi-Tang Meio
Lu "Betty" Yu-Hung Atirador
Hu "SwordArt" Shuo-Chieh Suporte
Chen "Morning" Kuan-Ting Reserva

EVOS Esports

A EVOS bateu a SuperMassive para chegar à fase de grupos do MSI 2018 — Foto: Divulgação/Riot Games A EVOS bateu a SuperMassive para chegar à fase de grupos do MSI 2018 — Foto: Divulgação/Riot Games

A EVOS bateu a SuperMassive para chegar à fase de grupos do MSI 2018 — Foto: Divulgação/Riot Games

O Vietnã conquistou recentemente o status de região independente e não foi à toa. Após encher os olhos dos espectadores com grandiosas atuações da GIGABYTE Marines no Mid-Season Invitational 2017, o país do Sudeste Asiático agora contará com os garotos da EVOS Esports para fazer história.

Os atuais campeões da Vietnam Championship Series (VCS) foram soberanos na temporada regular com 12 vitórias em 14 jogos. Nas séries de mata-mata, já automaticamente classificada para as finais, derrotou justamente a Marines pelo placar de três a dois. O jovem caçador Nguyễn "YiJin" Lê, de apenas 17 anos, foi eleito o MVP do primeiro split.

Ex-jogador da GIGABYTE, Phan "Stark" Công volta a disputar uma edição de MSI. O atual topo da EVOS Esport fez um bom primeiro semestre, apresentou mecânicas apuradas na fase de entrada e tem tudo para realizar uma boa campanha em Paris. Embora cheguem como franco-atiradores, os vietnamitas já mostraram no passado que podem complicar.

Elenco: EVOS Esports

Jogador Posição
Phan "Stark" Công Topo
Nguyễn "YiJin" Lê Caçador
Đoàn "Warzone" Văn Meio
Nguyễn "Slay" Ngọc Atirador
Lê "RonOP" Thiên Suporte
Trương "Beyond" Vĩnh Reserva

Quer acompanhar as partidas do primeiro dia da fase de grupos? Confira a programação:

Sexta-feira (11/05)

  • Fnatic x RNG (6h)
  • EVOS Esports x Flash Wolves (7h)
  • KING-ZONE x Team Liquid (8h)
  • Flash Wolves x Fnatic (9h)
  • Team Liquid x EVOS Esports (10h)
  • RNG x KING-ZONE (11h)

MAIS DO TechTudo