Por Filipe Garrett, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A oitava geração de processadores da Intel já é uma realidade no Brasil, principalmente em notebooks de marcas como Acer, Lenovo, Samsung e Dell. Mas, como ainda há diversas opções de laptops com a geração anterior, comparações entre esses processadores e os novos são muito comuns. Uma das principais diferenças está no modelo do chip, que, em alguns casos, tem a função turbo para melhorar a performance.

Pensando nisso, o TechTudo reuniu uma lista com algumas especificações e características próprias de cada processador. Conheça as diferenças e semelhanças entre os dois modelos.

Processadores de sétima geração, como i7 7500U (foto) têm menos núcleos e turbo menos agressivo que chips de oitava — Foto: Filipe Garrett/TechTudo Processadores de sétima geração, como i7 7500U (foto) têm menos núcleos e turbo menos agressivo que chips de oitava — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

Processadores de sétima geração, como i7 7500U (foto) têm menos núcleos e turbo menos agressivo que chips de oitava — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

Arquitetura

Quando você ler que determinado processador da Intel é de uma ou outra geração, na verdade, o assunto é sobre sua arquitetura. Em processadores, isso se refere ao projeto técnico da CPU, que vai desde o conjunto de recursos até o processo de fabricação: velocidade, consumo, número de núcleos, entre outros fatores. Ao comparar produtos de sétima e oitava geração, a contagem de núcleos dá uma certa vantagem aos processadores mais recentes, com 40% mais rapidez em relação aos seus equivalentes de geração anterior.

Desempenho

Com quatro núcleos e Hyper Threading – que faz a CPU se comportar como se fosse octa-core –, o i5 deve dar conta de um volume grande de instruções simultâneas, que é comum em renderização de vídeos.

Comparativos de performance entre i5 8250U e i7 7700U, dois processadores de notebooks típicos encontrados em produtos à venda no mercado brasileiro, mostram que o i5 pode ser 40% mais rápido. O site UserBenchmark, que agrega testes executados de forma independente por usuários do mundo todo, classifica o i5 como, no mínimo, 15% superior.

Vantagens do i5 são claras na ficha técnica: dobro de núcleos e turbo mais agressivo — Foto: Divulgação/Lenovo Vantagens do i5 são claras na ficha técnica: dobro de núcleos e turbo mais agressivo — Foto: Divulgação/Lenovo

Vantagens do i5 são claras na ficha técnica: dobro de núcleos e turbo mais agressivo — Foto: Divulgação/Lenovo

Outro diferencial entre os processadores é o alcance do turbo. O i5 de oitava geração tem velocidade de 1,6 GHz e pode alcançar 3,4 GHz – isso significa que o turbo cobre 1,8 GHz de ganho. Um i7 7500U tem 2,7 e 2,5 GHz de velocidade, ou turbo de 800 MHz.

A situação muda se o i7 de sétima geração não for da série U, mas da série H, como o i7 7700HQ. Nesse caso, trata-se de um Core i7 de quatro núcleos com vantagens consideráveis diante do i5 de oitava geração.

Calor e o problema do throttling

Em notebooks, processadores raramente operam em carga máxima por longos períodos de tempo. Uma grande quantidade de calor deve ser liberada ao funcionar com todos os núcleos, acionar o Hyper Threading e acelerar via turbo. Caso o computador não dê conta de dissipar a temperatura rapidamente, o sistema precisa diminuir sua velocidade para que a CPU não esquente a ponto de derreter. O nome que se dá a essa oscilação de desempenho em virtude do calor é throttling.

Isso significa que, dependendo do perfil de refrigeração do notebook, é possível que o i7 mais lento apresente melhor desempenho. Quanto melhor a dissipação do calor, mais tempo o processador funciona em alto rendimento.

Uso em atividades intensas, como jogos e edição de vídeo, depende muito da capacidade de refrigeração do notebook — Foto: Filipe Garrett/TechTudo Uso em atividades intensas, como jogos e edição de vídeo, depende muito da capacidade de refrigeração do notebook — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

Uso em atividades intensas, como jogos e edição de vídeo, depende muito da capacidade de refrigeração do notebook — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

Disponibilidade

Atualmente, já existe uma boa quantidade de notebooks no mercado brasileiro equipados com os novos processadores de oitava geração, situação que começa a refletir na linha anterior. Aqui, laptops típicos com chips de oitava geração tendem a apresentar o modelo Core i5 8250U – um quad-core com velocidades entre 1,6 e 3,4 GHz – e o i7 8550U – com os mesmos quatro núcleos e capaz de rodar até 4,0 GHz.

Dentre os processadores de sétima geração, os mais comuns são o i5 7200U – dual-core com velocidades de 2,5 a 3,4 GHz – e o i7 7500U – dois núcleos e velocidades de 2.7 a 3.5 GHz.

Trocar de processador ou placa de vídeo? Saiba no Fórum do TechTudo

MAIS DO TechTudo