Por Thássius Veloso, da redação


O Brasil possui pelo menos 1 milhão de redes Wi-Fi liberadas para uso de qualquer pessoa, segundo dados do Instabrigde, aplicativo que mantém informações sobre as conexões. Onde os moradores têm maior probabilidade de conseguir um bom acesso livre à internet? Na região metropolitana do Recife. A cidade aparece em primeiro lugar no ranking do Wi-Fi brasileiro, cujo teor o TechTudo publica com exclusividade.

O país vive um boom do Wi-Fi grátis. A base de dados do Instabridge registrava 100 mil conexões deste tipo em 2015. Com a marca do primeiro milhão, o Brasil agora responde por metade dos pontos de acesso salvos no aplicativo em todo o mundo.

Mapa do Wi-Fi mostra conexões livres próximas do usuário — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo Mapa do Wi-Fi mostra conexões livres próximas do usuário — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Mapa do Wi-Fi mostra conexões livres próximas do usuário — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

O levantamento leva em consideração a estabilidade da internet, a quantidade de vezes em que o ponto Wi-Fi foi utilizado e as atualizações recentes enviadas por membros da plataforma, entre outros fatores.

A pesquisa evidencia que São Paulo, com a maior base de redes cadastradas, é a região com menor probabilidade de o internauta conseguir se conectar a uma boa rede Wi-Fi logo na primeira tentativa.

Wi-Fi grátis no Brasil

Posição Região Redes Wi-Fi com melhor conexão Total de redes Wi-Fi cadastradas
Recife (PE) 41,31% 20 mil
Campinas (SP) 38,40% 15 mil
Fortaleza (CE) 38,22% 19 mil
Curitiba (PR) 38,08% 16 mil
Salvador (BA) 36,54% 19 mil
Porto Alegre (RS) 35,74% 15 mil
Brasília (DF) 35,05% 21 mil
Rio de Janeiro (RJ) 34,03% 74 mil
Belo Horizonte (MG) 33,71% 25 mil
10º São Paulo (SP) 33,37% 115 mil

Disponível para Android e iPhone (iOS), o aplicativo oferece uma maneira fácil de conectar o celular à rede Wi-Fi livre mais próxima. A configuração é realizada com poucos cliques, o que atraiu mais de 10 milhões de downloads do Instabridge na Google Play Store. Cada participante pode adicionar informações sobre novos roteadores, inclusive o login e a senha. Depois de validadas, as credenciais ficam armazenadas e disponível para consulta da comunidade.

Os criadores do Instabridge garantem que o procedimento não infringe nenhuma lei. Eles esclarecem que o aplicativo "não irá hackear nem mudar a senha de nenhum Wi-Fi" e também afirmam que o usuário "será conectado legalmente a senhas públicas e compartilhadas".

“Somos o único app que verifica todos os pontos de Wi-Fi e reconhece os que realmente funcionam ou não”, diz o gerente de marketing e comunidade Nathan Ethur. “Nossa missão não é apenas trazer internet para todos, mas também oferecer o acesso à internet de qualidade, ajudando as pessoas a navegar de forma mais barata e mais rápida”, complementa.

O ranking não leva em consideração a velocidade de acesso à internet. Segundo Ethur, pesquisas internas apontam que os adeptos do Instabridge têm como prioridade se conectar à rede, sem necessariamente exigir um acesso veloz. “Por isso, a probabilidade de conexão às redes cadastradas pela comunidade é um fator levado em consideração neste apontamento que levantamos”, explica.

Cada rede Wi-Fi cadastrada na plataforma possui uma ficha repleta de informações, entre elas a velocidade obtida em testes realizados por outros usuários. Ao recorrer à ferramenta, parcela dos usuários busca poupar a franquia de dados do pacote de telefonia móvel – estamos falando do 4G e do 3G. Também há aquelas pessoas que já extrapolaram o limite estabelecido pela operadora e só têm Wi-Fi à disposição para navegar na internet.

Mais Wi-Fi: como encontrar a senha de sua rede atual no Windows

Mais Wi-Fi: como encontrar a senha de sua rede atual no Windows

MAIS DO TechTudo