Testamos a GoPro Hero 2018: câmera tem preço baixo e ficha modesta

A câmera de ação tem resolução de vídeo restrita a Full HD, mas custa cerca de R$ 750, em conversão direta

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Luciana Maline, da Redação

A GoPro Hero 2018 é a versão mais barata da famosa câmera de ação. Com ficha técnica bem mais modesta do que as irmãs Hero6 e Fusion, a máquina chegou aos EUA pelo preço de US$ 199, o que equivale a cerca de R$ 750, sem impostos. Ela conta com 10 megapixels para fazer fotos e resolução de vídeo restrita à Full HD.

Por outro lado, o modelo pode compensar em custo-benefício para quem busca resistência. Isso porque a Hero 2018 chegou com design idêntico ao da Hero6 e corpo à prova d'água sem necessidade de case. O TechTudo ficou uma semana com a GoPro Hero 2018 na bolsa. Veja a seguir as primeiras impressões.

GoPro Hero 2018 é o modelo mais em conta da marca; confira nossos testes (Foto: Luciana Maline/ TechTudo) GoPro Hero 2018 é o modelo mais em conta da marca; confira nossos testes (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

GoPro Hero 2018 é o modelo mais em conta da marca; confira nossos testes (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

Desempenho

Quem vem acompanhando o investimento da GoPro em qualidade de imagem e vídeo nas últimas gerações, vai se frustrar um pouco com as limitações da nova Hero. Para fotos, o modelo permite somente 10 megapixels, enquanto os modelos mais recentes fazem imagens em até 12 megapixels.

Vale lembrar que o a quantidade de megapixels é mais um agente para garantir detalhes, mais cores, brilho e contraste na imagem. Porém, um papel importante da especificação em fotografia digital é a maior definição na hora fazer novos cortes na edição da imagem, deixando os pixels em evidência. De um modo geral, a Hero 2018 produz fotos boas para publicar em redes sociais, mas, inegavelmente, você vai esbarrar em limitações na hora de editar a imagem.

A Hero 2018 também deixou de lado a possilidade de fotografar no formado RAW, conquista da Hero5 Black que permaneceu nos modelos posteriores. O formato, traduzido como "cru", tem como vantagem a produção de imagens com mais definição, nuances de cor e intensidade de luz, do que o já conhecido JPEG.

Foto tirada com a GoPro Hero 2018 em ambiente aberto e dia nublado. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo) Foto tirada com a GoPro Hero 2018 em ambiente aberto e dia nublado. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

Foto tirada com a GoPro Hero 2018 em ambiente aberto e dia nublado. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

O conjunto de configurações também foi simplificado. A máquina conta com três modos de enquadramento, que simulam diferentes lentes. São eles: estreito, médio e amplo. Entre eles, o que sofreu mais impacto com a redução da quantidade de megapixels é o "modo estreito" que, ao dar o zoom para aproximar o objeto, fica com nitidez e contornos prejudicados.

Além disso, a câmera faz leitura diferente de balanço de branco em cada um dos modos, mesmo mantendo o objeto fotografado e a posição do fotogrado. Assim, é possível notar abaixo que a imagem do "modo amplo" está mais amarelada do que a do "modo estreito". A câmera também permite ao usuário optar pelos modos "Lapso de tempo", "Disparo contínuo" e "Foto única" e deixou de lado algumas opções recentes mais voltadas para imagens com pouca luz.

A Hero 2018 conta com três modos que simulam diferentes lentes. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo) A Hero 2018 conta com três modos que simulam diferentes lentes. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

A Hero 2018 conta com três modos que simulam diferentes lentes. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

Isto porque as novas GoPro Hero6 Black e GoPro Fusion contam com aumento no alcance dinâmico, o que facilita a produção de imagens mais claras em ambiente pouco iluminados. Porém, a nova Hero 2018 manteve os dados de alcance dinâmico da GoPro Hero5 Black. Por isso, durante os testes, não apresentou um bom desempenho em ambientes noturnos, como mostra a foto abaixo. A imagem possui até uma boa iluminação, mas há prejuízo em contornos, nitidez e foco.

Foto tirada com a Hero 2018 em ambiente de pouca luz (Foto: Luciana Maline/ TechTudo) Foto tirada com a Hero 2018 em ambiente de pouca luz (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

Foto tirada com a Hero 2018 em ambiente de pouca luz (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

Quando o assunto é gravação de vídeos, a câmera oferece possibilidade de captura em 1080p (Full HD) a 30 ou 60 frames por segundo, ou a 1440p (Quad HD) , também a 30 ou 60 fps. As opções de resolução são bem adequadas para quem quer postar os vídeos no Instagram, Facebook ou até mesmo no YouTube. Porém, vale destacar que a tendência do mercado para câmeras de ação é a resolução 4K. Se você é um usuário mais exigente, esse fator auxilia não só no resultado final, mas dá maior liberdade na hora da pós-produção. Com isso, é possível fazer cortes e consertos de cor com mais facilidade, sem danificar muito as imagens capturadas.

Um ponto que vale destaque para quem curte fazer vídeos com a GoPro é a presença do estabilizador eletrônico (EIS) de até três eixos, enquanto os modelos com lançamento anterior a 2017 contavam com estabilização optica. No período dos nossos testes, o recurso funcionou bem e alcançou imagens possíveis de serem usadas mesmo em situações de movimento.

Bateria

Assim como os modelos mais recentes, a Hero 2018 vem com uma bateria removível de lithium-ion, com 1.220 mAh. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo) Assim como os modelos mais recentes, a Hero 2018 vem com uma bateria removível de lithium-ion, com 1.220 mAh. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

Assim como os modelos mais recentes, a Hero 2018 vem com uma bateria removível de lithium-ion, com 1.220 mAh. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

A Hero 2018 vem com uma bateria removível de lithium-ion, com 1.220 mAh, 4.40V, mesma dos modelos mais recentes. Porém, a vantagem é que ela conta com um conjunto interno mais humilde do que as Hero6 Black e Hero5 Black, além de resoluções de foto e vídeo menores, o que também reduz o consumo de bateria.

Por dentro, ela traz um o processador Ambarella e não com o GP1, que é o modelo mais recente da marca e está presente na Hero6 Black, o que faz com que o consumo de energia seja menor. Assim, durante os testes, a bateria durou mais de um dia com uso moderado e cerca de 55 minutos em uso intenso, gravando a 1080p com 60fps.

Aliás, a relação entre resoluções mais restritas e processador funcionou muito bem, com respostas rápidas e, mesmo durante a captura em alta resolução, não teve qualquer travamento.

Design

GoPro Hero 2018 e GoPro Hero6 Black lado a lado: não houve qualquer mudança no design. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo) GoPro Hero 2018 e GoPro Hero6 Black lado a lado: não houve qualquer mudança no design. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

GoPro Hero 2018 e GoPro Hero6 Black lado a lado: não houve qualquer mudança no design. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

Neste quesito, não há surpresas. A GoPro Hero 2018 possui design idêntico ao das Hero6 Black e Hero5 Black, com o mesmo material de revestimento "emborrachado". No conjunto de medidas, encontramos os mesmos 99 mm de altura, 221 mm de largura e 69 mm de profundidade, além do peso de 400 gramas, o que faz da câmera altamente portátil. Quanto a entradas e saídas, ela também conta com micro HDMI, USB-C e slot para microSD.

GoPro Hero 2018: entradas e saídas (Foto: Luciana Maline/ TechTudo) GoPro Hero 2018: entradas e saídas (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

GoPro Hero 2018: entradas e saídas (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

Monitor

Mesmo sem surpresas, não se pode negar um ponto a favor da Hero (2018): ela é a GoPro mais barata com o corpo à prova d'água, sem necessidade de case. Por sinal, ela pode ficar submersa em até 10 metros. Além disso, a câmera ainda conta com um monitor de LCD touchsreen de 2 polegadas, que é sensível ao toque e não necessitou de mais de um comando para realizar uma ação.

A nova GoPro conta com um monitor de LCD de 2 polegadas. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo) A nova GoPro conta com um monitor de LCD de 2 polegadas. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

A nova GoPro conta com um monitor de LCD de 2 polegadas. (Foto: Luciana Maline/ TechTudo)

Conclusão

A GoPro Hero 2018 foi lançada em março deste ano, nos EUA, por US$ 199, e ainda não há preço e nem previsão de desembarque em território nacional. No entanto, a câmera promete chegar ao mercado brasileiro como uma atualização da Hero5 Session, que conta com as vantagens de portabilidade e resistência de uma câmera de ação, mas peca em experiência de uso, ao remover o monitor de seu design.

Só para comparação, a Hero5 Session foi lançada nos Estados Unidos, em 2016, por US$ 299. O modelo chegou ao Brasil seis meses depois, com preço inicial de R$ 1.899. Se a Hero 2018 seguir a lógica de preço reduzido, ela surgirá como uma boa opção para usuários iniciantes, que não querem pagar altos valores por configurações que não devem usar.

Pensa em comprar a Hero6 Black? Dá só uma olhada no vídeo e veja se vale a pena:

GoPro Hero 6 Black: veja motivos para comprar e não comprar a câmera de ação

GoPro Hero 6 Black: veja motivos para comprar e não comprar a câmera de ação

MAIS DO TechTudo