Por Isabela Giantomaso, para o TechTudo


O WhatsApp é o app de mensagens mais popular no Brasil atualmente. No entanto, ainda há quem sinta falta do MSN Messenger, principal mensageiro para PC do começo dos anos 2000. Após cinco anos de seu desligamento, algumas funções do programa, que não estão no aplicativo para celulares, permanecem na memória de muitas pessoas. Alguns exemplos são os Winks, animações que ocupavam a tela inteira, e o famoso recurso para “chamar atenção”, que tremia a tela do usuário.

Para matar a saudade do MSN e conferir quais novidades o WhatsApp trouxe para as conversas online, o TechTudo separou alguns tópicos sobre os dois mensageiros. Veja o comparativo nas linhas a seguir.

MSN ou WhatsApp? Compare funções dos mensageiros populares no Brasil — Foto: Arte/TechTudo MSN ou WhatsApp? Compare funções dos mensageiros populares no Brasil — Foto: Arte/TechTudo

MSN ou WhatsApp? Compare funções dos mensageiros populares no Brasil — Foto: Arte/TechTudo

Popularidade no Brasil

Segundo dados de 2007 divulgados pela Microsoft, o Brasil era o país com mais usuários no MSN: aproximadamente 30 milhões de pessoas. No mundo, eram por volta de 250 milhões de contas. O tempo passou, e o avanço tecnológico facilitou ainda mais o acesso à internet. Hoje, o WhatsApp tem cerca de 1,5 bilhão de usuários ativos no mundo, sendo 120 milhões no território nacional.

Animações

Winks eram imagens animadas e com som que cobriam grande parte da tela do computador — Foto: Reprodução/MSN Winks eram imagens animadas e com som que cobriam grande parte da tela do computador — Foto: Reprodução/MSN

Winks eram imagens animadas e com som que cobriam grande parte da tela do computador — Foto: Reprodução/MSN

Uma das principais lembranças que os órfãos do MSN guardam do software são os Winks. Quando enviadas para um amigo, as figuras animadas “pulavam” na tela assim que a janela da conversa era aberta. Para muitos era um incômodo e um susto, que vinha acompanhado também de sons, como um homem arrotando, um emoticon mandando beijos e um porco pulando.

Além disso, o serviço de mensagens da Microsoft contava com a possibilidade de enviar letras animadas. Os caracteres eram cadastrados como emoticons apareciam automaticamente quando os respectivos códigos eram digitados na conversa.

Letras animadas funcionavam como emoticons; algumas piscavam e brilhavam — Foto: Reprodução/MSN Letras animadas funcionavam como emoticons; algumas piscavam e brilhavam — Foto: Reprodução/MSN

Letras animadas funcionavam como emoticons; algumas piscavam e brilhavam — Foto: Reprodução/MSN

No WhatsApp, as animações não são tão específicas ou interrompem as conversas. Com os GIFs, usuários podem enviar imagens já cadastradas no banco de dados do aplicativo, sem precisar salvá-las no celular ou no computador. Há figuras de filmes, séries, personagens e desenhos divertidos com frases.

Informações no perfil

Ao escutar uma música no computador, nome e artistas podiam ser exibidos abaixo do nickname — Foto: Reprodução/MSN Ao escutar uma música no computador, nome e artistas podiam ser exibidos abaixo do nickname — Foto: Reprodução/MSN

Ao escutar uma música no computador, nome e artistas podiam ser exibidos abaixo do nickname — Foto: Reprodução/MSN

Outros destaques do MSN Messenger eram o subnick – um espaço para escrever abaixo do apelido – e as músicas exibidas no perfil, por meio da integração entre o software de mensagens e o Windows Media Player, que identificava o que estava escutando no computador. Os recursos permitiam personalizar o perfil e muitas vezes passar algum recado para os amigos.

No WhatsApp, a personalização é mais simples, com a possibilidade de adicionar um “recado” no perfil, abaixo do nome. Muitos costumam utilizar o espaço para emojis, frases e status como “ocupado”, “disponível” ou “apenas ligações urgentes”. Para reforçar a ideia de conferir o que o amigo está fazendo no momento, o app também permite adicionar Status: histórias que ficam disponíveis por 24 horas, assim como no Instagram e no Snapchat.

WhatsApp: funções curiosas do status 

WhatsApp: funções curiosas do status

Online e visualizado

O terror de muitos usuários do WhatsApp, o “check azul” da mensagem visualizada, e a denúncia de que está online no app não existiam no MSN. Para a liberdade dos usuários, era possível definir o status como disponível, ausente, ocupado ou invisível — este último fazia com que você entrasse no mensageiro sem ser percebido e, principalmente, sem “subir plaquinha”.

Sempre que um usuário entrava no MSN, uma aba lateral surgia na tela de todos os seus amigos com a mensagem “[nickname] acabou de entrar”. O recurso era utilizado por muitos para chamar a atenção, como durante jogos de futebol para comemorar um gol.

Ficar entrando e saindo do MSN para chamar atenção era uma prática comum — Foto: Reprodução/MSN Ficar entrando e saindo do MSN para chamar atenção era uma prática comum — Foto: Reprodução/MSN

Ficar entrando e saindo do MSN para chamar atenção era uma prática comum — Foto: Reprodução/MSN

Fontes

Além das letras animadas, o serviço de mensagens substituído pelo Skype também permitia alterar a fonte dos textos, colocando tudo em negrito, itálico ou com uma cor específica. Era uma forma de cada usuário dar seu toque especial no MSN.

Por outro lado, o WhatsApp oferece poucas opções de personalização, acompanhando sempre a fonte que está configurada no celular — caso utilize uma versão no PC, não há como fazer alterações. Para personalizar os textos e destacar trechos importantes há apenas opções de negrito, itálico e sublinhado, incluídas a partir de caracteres especiais.

WhatsApp acompanha fonte configurada no celular e permite colocar textos em negrito, itálico ou sublinhado — Foto: Carol Danelli/TechTudo WhatsApp acompanha fonte configurada no celular e permite colocar textos em negrito, itálico ou sublinhado — Foto: Carol Danelli/TechTudo

WhatsApp acompanha fonte configurada no celular e permite colocar textos em negrito, itálico ou sublinhado — Foto: Carol Danelli/TechTudo

Videochamadas

Para não criar um ambiente monótono, programas de mensagens costumam oferecer opções para vídeos e conversas de áudio. No caso do MSN, era possível aceitar uma chamada para usar a webcam ou o microfone. As imagens eram exibidas em um ícone lateral na tela, mantendo a caixa de texto disponível.

Chamadas de áudio e vídeo também estavam disponíveis no mensageiro da Microsoft — Foto: Reprodução/MSN Chamadas de áudio e vídeo também estavam disponíveis no mensageiro da Microsoft — Foto: Reprodução/MSN

Chamadas de áudio e vídeo também estavam disponíveis no mensageiro da Microsoft — Foto: Reprodução/MSN

No WhatsApp, há opções para conversas de voz, como uma ligação, e por vídeo. Além disso, usuários podem enviar áudios facilmente para amigos ou em grupos “em tempo real”, o que era praticamente impossível no mensageiro da Microsoft.

WhatsApp permite alternar entre chamadas de voz e vídeo sem desligar

WhatsApp permite alternar entre chamadas de voz e vídeo sem desligar

Envio de arquivos

Falando em envio de áudios pelo MSN, essa era uma ferramenta disponível no software, mas que demandava tempo e uma boa conexão com a internet. O programa para PC permitia enviar músicas, documentos e vídeos dentro das conversas. No entanto, com a baixa velocidade da internet na época, qualquer processo pedia uma dose de paciência.

Com versões para smartphone e computador, o WhatsApp, por outro lado, facilita o envio de qualquer arquivo e também o compartilhamento de contatos e localização. É possível, por exemplo, enviar um documento em PDF para o chefe, ou todas as fotos e vídeos capturados instantaneamente para os amigos — basta estar conectado em uma rede 3G ou Wi-Fi, é claro.

Como enviar um vídeo grande pelo WhatsApp

Como enviar um vídeo grande pelo WhatsApp

Conversas em grupos

Para conversar com todos os amigos ao mesmo tempo, marcar uma reunião ou resolver qualquer questão com muitas pessoas pelo MSN Messenger era preciso abrir uma nova janela e convidar todos os contatos. No entanto, os grupos eram temporários – assim que a tela era fechada, o usuário saía da conversa, precisando solicitar a alguém individualmente caso quisesse voltar ao bate-papo.

Grupos no WhatsApp podem ter até 256 contatos adicionados sem a temporalidade do MSN — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo Grupos no WhatsApp podem ter até 256 contatos adicionados sem a temporalidade do MSN — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Grupos no WhatsApp podem ter até 256 contatos adicionados sem a temporalidade do MSN — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

De forma mais duradoura, os grupos do WhatsApp trabalham a partir da criação de uma conversa com todos os contatos, que só deixam de participar quando clicam em “Sair do grupo”. É possível ter até 256 pessoas e todos os recursos de áudio, envio de arquivos e imagens animadas ficam disponíveis normalmente.

Recursos extras

Ao chamar atenção no MSN Messenger, toda a tela da conversa tremia  — Foto: Reprodução/MSN Ao chamar atenção no MSN Messenger, toda a tela da conversa tremia  — Foto: Reprodução/MSN

Ao chamar atenção no MSN Messenger, toda a tela da conversa tremia — Foto: Reprodução/MSN

Achou que esqueceríamos da famosa função para “Chamar atenção” do MSN? É claro que não! Como um alerta, a ferramenta fazia com que a aba da conversa com a pessoa que enviou o chamado saltasse na tela automaticamente. Além disso, o bate-papo “tremia” e um som alto era emitido no computador, muitas vezes dando um susto em quem recebia.

Semelhante ao que está disponível hoje no Facebook Messenger com o Instant Games, o serviço da Microsoft também contava com jogos para brincar em dupla ou em grupo. Entre as principais opções estavam o Campo Minado, Paciência, Xadrez, Damas e Jogo da Velha.

MSN Messenger oferecia games como Jogo da Velha, Damas e Campo Minado para brincar com amigos online — Foto: Reprodução/Microsoft MSN Messenger oferecia games como Jogo da Velha, Damas e Campo Minado para brincar com amigos online — Foto: Reprodução/Microsoft

MSN Messenger oferecia games como Jogo da Velha, Damas e Campo Minado para brincar com amigos online — Foto: Reprodução/Microsoft

Apesar de não ter essas funções divertidas, o WhatsApp conta atualmente com uma configuração extra para auxiliar na segurança dos dados dos usuários: a criptografia. A proteção funciona de ponta-a-ponta e, segundo o aplicativo, impede que o conteúdo das mensagens seja interceptado por criminosos, hackers e pelo próprio Facebook — dono do app.

Com informações: Nacion

MAIS DO TechTudo