Redes sociais

Por Paulo Alves, para o TechTudo


Em abril, o WhatsApp ganhou uma ferramenta que permite baixar e consultar os dados pessoais do usuário armazenados nos servidores da empresa. O aplicativo também levou ao Android a função de trava de áudio, que até então estava disponível apenas para iPhone (iOS).

Celulares com o sistema do Google ainda receberam uma função que permite ouvir uma mensagem de voz antes de enviar no chat, além do teste de novas notificações que organizam alertas por prioridade. Veja, a seguir, as principais novidades do mensageiro nesse mês.

Veja todas as novidades que chegaram ao WhatsApp em abril — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo Veja todas as novidades que chegaram ao WhatsApp em abril — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Veja todas as novidades que chegaram ao WhatsApp em abril — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Relatório de dados do usuário

Atendendo exigências da nova lei de proteção de dados da União Europeia, o WhatsApp liberou uma forma de baixar informações pessoais no aplicativo. Disponível no WhatsApp Beta para Android, versão de testes do aplicativo, a ferramenta permite solicitar um relatório com dados do usuário armazenados no servidor da empresa. Ainda não se sabe quando o recurso estará disponível para todos.

O relatório exibe informações como contatos, número de grupos, foto de perfil e configurações de privacidade que foram definidas pela última vez no celular. No entanto, diferente das informações do Facebook, o pacote de dados não traz mensagens do usuário, já que o conteúdo do chat é protegido por criptografia e não permite acesso por parte do próprio WhatsApp.

WhatsApp liberou, em abril, ferramenta para solicitar dados — Foto: Raquel Freire/TechTudo WhatsApp liberou, em abril, ferramenta para solicitar dados — Foto: Raquel Freire/TechTudo

WhatsApp liberou, em abril, ferramenta para solicitar dados — Foto: Raquel Freire/TechTudo

Trava de áudio para Android

O WhatsApp tornou mais simples o processo de gravação de mensagens de áudio longas no Android. Ao pressionar o botão de microfone do aplicativo, o usuário pode deslizar para cima para travar o gravador e continuar a falar com as mãos livres. O app segue captando a voz do usuário sem precisar tocar na tela do celular. Ao terminar, é possível enviar ou cancelar para descartar a mensagem.

O recurso demorou para chegar ao Android, e está disponível, por enquanto, apenas no WhatsApp Beta. A versão para iPhone já oferece a trava de áudio desde novembro de 2017.

WhatsApp no iPhone: como usar a trava para mensagem de áudio

WhatsApp no iPhone: como usar a trava para mensagem de áudio

Ouvir áudio antes de enviar

Logo após a chegada da trava de áudio, o WhatsApp levou ao Android a opção de ouvir a mensagem antes de enviar. O recurso está disponível apenas na versão Beta e por meio de um truque: é preciso gravar o áudio, sair do WhatsApp e acessar o app novamente, já que a função é uma espécie de backup caso o usuário seja obrigado a fechar o programa repentinamente. A ferramenta também previne que o áudio seja perdido ao receber uma ligação.

O recurso também veio com atraso em comparação com a versão para iPhone, que já tem prévia de áudio desde janeiro de 2018.

Truque no WhatsApp para Android permite ouvir áudio antes de enviar — Foto: Helito Bijora/TechTudo Truque no WhatsApp para Android permite ouvir áudio antes de enviar — Foto: Helito Bijora/TechTudo

Truque no WhatsApp para Android permite ouvir áudio antes de enviar — Foto: Helito Bijora/TechTudo

Notificações prioritárias

O WhatsApp permite destacar notificações do WhatsApp na tela de notificações do Android. Ao ser ativado, é possível manter alertas de mensagens sempre no topo da sua lista de notificações, mesmo após a chegada de avisos mais recentes. O recurso está disponível a partir da versão Beta 2.18.117.

WhatsApp Beta ganhou suporte a notificações prioritárias — Foto: Helito Bijora/TechTudo WhatsApp Beta ganhou suporte a notificações prioritárias — Foto: Helito Bijora/TechTudo

WhatsApp Beta ganhou suporte a notificações prioritárias — Foto: Helito Bijora/TechTudo

Nova forma de remoção para administrador

Administradores de grupo ganharam o poder de revogar o privilégio de outros administradores de um jeito simples. Para isso, basta acessar o menu de usuários e abrir as opções de um contato específico. A remoção pode ser realizada com apenas um toque, desde que o participante não seja o criador da conversa.

Antes, era preciso remover o usuário e adiciona-lo novamente ao grupo para que se tornasse um membro comum. A novidade chegou primeiro ao iPhone, mas surgiu mais tarde no WhatsApp Beta para Android.

WhatsApp já permite remover administradores em grupos facilmente — Foto: Marvin Costa/TechTudo WhatsApp já permite remover administradores em grupos facilmente — Foto: Marvin Costa/TechTudo

WhatsApp já permite remover administradores em grupos facilmente — Foto: Marvin Costa/TechTudo

Recuperação de fotos e vídeos antigos

O WhatsApp tornou mais flexível o download de mídias que foram apagadas do celular. A partir da versão 2.18.106 do mensageiro para Android, é possível recuperar fotos e vídeos que haviam sido removidos da memória. O recurso funciona desde que o conteúdo tenha sido recebido há, no máximo, quatro meses. A função permite baixar novamente os arquivos em caso de exclusão acidental ou depois de executar uma limpeza no smartphone.

Anteriormente, o WhatsApp permitia baixar apenas as mídias de 30 dias atrás que ainda não haviam sido obtidas nenhuma vez. Agora, o download pode ser realizado mesmo que já tenha sido feito. Para funcionar, é preciso que a miniatura da foto ou do vídeo ainda estejam presentes na conversa.

WhatsApp permite baixar novamente mídias apagadas do aparelho — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo WhatsApp permite baixar novamente mídias apagadas do aparelho — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

WhatsApp permite baixar novamente mídias apagadas do aparelho — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Criptografia no WhatsApp Business

Acompanhando a repercussão negativa do caso Cambridge Analytica no Facebook, o WhatsApp liberou novas informações que reiteram a presença de criptografia na versão Business do aplicativo. A empresa afirmou em abril que todas as mensagens e ligações de voz no app são protegidas de ponta a ponta, e só os usuários que participam da comunicação têm acesso.

O WhatsApp aproveitou para deixar claro, porém, que a criptografia não impede que várias pessoas tenham acesso ao chat. A proteção vale para os dispositivos que enviam e recebem as informações, e não evitam que os dados sejam lidos por mais de uma pessoa do outro lado da conversa. Em comunicações empresariais, como é o caso do WhastApp Business, a empresa lembra que esse cenário tende a ser ainda mais comum.

WhatsApp reafirma presença de criptografia na versão Business — Foto: Rita Silveira/TechTudo WhatsApp reafirma presença de criptografia na versão Business — Foto: Rita Silveira/TechTudo

WhatsApp reafirma presença de criptografia na versão Business — Foto: Rita Silveira/TechTudo

Golpes

Em abril houve ao menos dois golpes no WhatsApp que chamaram atenção. O mais sério deles envolveu uma campanha falsa do Bolsa Família, que acusou alerta em mais de 600 mil celulares com o aplicativo DFNDR Security, da PSafe, instalado. O crime se deu por meio de mensagens com falsa promessa de depósito em contas de beneficiários reais do programa. Para ganhar o suposto prêmio, diversas vítimas acabaram instalando apps com malware no celular.

Outro golpe teve como alvo usuários de telefones pré-pagos. Com promessa de receber recargas de celular grátis, vítimas baixaram apps com propagandas que visavam apenas gerar rendimentos em publicidade para os criminosos. O caso também foi revelado pela PSafe, e usa um método parecido com o golpe do Bolsa Família. Segundo a empresa, 26 mil pessoas foram atingidas em apenas um dia.

Golpe no WhatsApp usou nome do Bolsa Família para atrair cliques — Foto: Thássius Veloso / TechTudo Golpe no WhatsApp usou nome do Bolsa Família para atrair cliques — Foto: Thássius Veloso / TechTudo

Golpe no WhatsApp usou nome do Bolsa Família para atrair cliques — Foto: Thássius Veloso / TechTudo

Mais do TechTudo