Notebooks

Por Isabela Giantomaso, para o TechTudo


O Mi Notebook Air é um modelo da Xiaomi que traz em suas especificações proteção de vidro de ponta a ponta, bateria de até 11 horas e placa gráfica Nvidia dedicada. O produto está disponível para comprar em lojas virtuais pelo preço de US$ 469 (cerca de R$ 1.749) e US$ 799 (R$ 2.980) com telas de 12,5 e 13,3 polegadas, respectivamente. Como a fabricante não está mais presente no mercado nacional, ele precisa ser importado pelo usuário, que deve considerar as taxas alfandegárias.

Antes de fazer o investimento, veja se o Xiaomi Mi Notebook Air é bom para você e descubra os pontos positivos e negativos de importar o portátil. O modelo foi lançado em 2016, mas, nos últimos dois anos, recebeu atualizações na ficha técnica para reforçar o processamento dos chips da Intel.

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

PONTOS POSITIVOS

1. Tela

Um dos diferenciais do Mi Air é a tela Full HD (até 1920 x 1080p) com proteção de vidro de ponta a ponta. O recurso promete prolongar a vida útil do display, além de evitar que pessoas ao redor vejam o que o usuário está fazendo no computador. De acordo com a Xiaomi, o visor laminado do notebook também reduz o brilho para ajudar em uso interno e externo e deve ficar 1,8 vezes melhor que monitores desktop de 24 polegadas com a mesma resolução.

2. Design

Notebook pesa pouco mais de 1 kg com espessura de 12,9 mm e 14,8 mm dependendo do tamanho da tela — Foto: Divulgação/Xiaomi

Além da tela, o design geral, com estrutura metálica e teclas retroiluminadas, é um ponto positivo do Xiaomi Mi Air. Na opção de 12,5 polegadas, o notebook pesa 1,07 kg com 12,9 mm de espessura. Já o modelo de 13,3” pesa 1,28 kg e tem 14,8 mm na lateral. As bordas também contam com moldura ultrafina com 5,59 mm. Com as especificações, o modelo promete ser ideal para carregar na mochila no dia a dia sem causar incômodos.

3. Placa de vídeo

O Mi Air promete ser um notebook com bom desempenho para jogos, edições de vídeos e tarefas intensas. Para ajudar na missão, o laptop vem com placa de vídeo Nvidia Geforce 940MX com 1 GB GDDR5 dedicada no modelo de 13,3 polegadas. De acordo com a Xiaomi, a configuração permite efeitos suaves de animação combinados com a tela Full HD, melhorando a experiência de imersão durante os games.

PONTOS NEGATIVOS

1. Processador

Apesar de placa de vídeo dedicada, processador de 2016 pode deixar desempenho ultrapassado — Foto: Divulgação/Xiaomi

O Xiaomi Mi Air é um notebook lançado em 2016 com processador Intel Core i5 de 6ª geração. Ao longo dos últimos dois anos, a fabricante chinesa atualizou o modelo e incluiu chips de 7ª e 8ª geração. No entanto, nas lojas, os aparelhos disponíveis ainda são mais facilmente encontrados com a configuração antiga, o que coloca a linha atrás de concorrentes como o LG Gram 2018 e os modelos Lenovo ThinkPad L Series, que oferecem especificações semelhantes, mas com processador atualizado garantido.

2. Taxas

Ao comprar um produto da Xiaomi, é preciso considerar quanto será necessário pagar de taxas alfandegárias, já que a fabricante não está presente no mercado brasileiro. A versão de 12,5 polegadas do Mi Air custa US$ 469 (cerca de R$ 1.740) e US$ 799 (R$ 2.970) para a opção de 13,3”, valores acima da isenção de impostos. Assim, é cobrada uma taxa de até 60% do valor do notebook, além do frete cobrado pela loja virtual que realizar a importação. Dessa forma, o preço total pode ultrapassar os R$ 4 mil.

3. Tempo de entrega

Taxas e tempo de entrega devem ser considerados na compra do Mi Notebook Air — Foto: Divulgação/Xiaomi

Assim como as taxas de importação, outro ponto essencial para se considerar durante a compra é o tempo de entrega de produtos chineses no Brasil. Para quem está precisando de um notebook com urgência, o Mi Air pode não ser um bom negócio: dependendo da loja, o produto pode demorar até 90 dias para chegar ao país. Além disso, corre o risco de ficar na Receita Federal ou na fila dos Correios por mais alguns meses, atrasando ainda mais a entrega do computador.

Mais do TechTudo