Por Gabriel Ribeiro, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O Instagram parou de mostrar os posts em ordem cronológica em 2016 e passou a permitir que algoritmos escolham o que é importante para cada usuário. Na época, isso desagradou muita gente e, até hoje, há pedidos para que o app retorne ao feed antigo. No entanto, conforme explicou o Instagram, isso não vai acontecer, já que os resultados são bastante positivos: os usuários estão vendo mais postagens e gastando mais tempo na rede social de fotos e vídeos.

Na última semana, o Instagram reuniu a imprensa nos Estados Unidos para explicar como o aplicativo seleciona o que as pessoas veem no feed, ou seja, como o Instagram funciona.

Instagram usa algoritmo para mostrar o que é relevante — Foto: Carolina Oliveira/TechTudo Instagram usa algoritmo para mostrar o que é relevante — Foto: Carolina Oliveira/TechTudo

Instagram usa algoritmo para mostrar o que é relevante — Foto: Carolina Oliveira/TechTudo

Antes da mudança do feed cronológico para o atual, os usuários estavam perdendo até 70% das postagens dos amigos. Esse número mudou depois que os algoritmos passaram a trabalhar. De acordo com a rede social, o conteúdo postado por cerca de 800 milhões de perfis é visualizado 90% das vezes.

Isso só é possível graças ao machine learning, quando o algoritmo consegue "aprender" conforme o uso. A ideia é que, com isso, mesmo que usuários diferentes sigam o mesmo conjunto de perfis, eles tenham um feed personalizado.

O algoritmo leva em conta três fatores principais:

  • Interesse: quando o algoritmo faz uma análise em tempo real das postagens e prevê o que é mais importante baseado no histórico do usuário.
  • Novidade: o Instagram dá prioridade para as publicações mais recentes em detrimento das mais antigas.
  • Relacionamento: consiste em o quão próximo você é da pessoa que fez a publicação. Isso é medido com a quantidade de interações que são feitas, como curtidas e comentários.

Instagram não voltará ao feed cronológico — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo Instagram não voltará ao feed cronológico — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

Instagram não voltará ao feed cronológico — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

O algoritmo inclui também um conjunto de informações secundárias, como a frequência em que o usuário abre o aplicativo, a quantidade de perfis seguidos e o tempo passado no Instagram. Por exemplo, se você passa muito tempo com o app aberto e segue muitas pessoas, o algoritmo vai trabalhar para que você receba uma variedade maior de posts de perfis diferentes. Agora, se você abre o app apenas por período curto por dia, a tendência é ver apenas o que o algoritmo julgar mais importante.

Outras dúvidas sobre o feed

A rede social também esclareceu algumas dúvidas. Stories e vídeos ao vivo não têm qualquer influência no algoritmo. O Instagram não oculta nenhum conteúdo, ou seja, mesmo que o post não tenha muita interação, você vai vê-lo em algum momento se continuar rolando o feed. Também não há qualquer tipo de punição ou prioridade entre fotos e vídeos ou posts com muitas hashtags.

Com um número colossal de publicações por dia, a alternativa encontrada pelas redes sociais com muitos usuários é tentar achar uma forma de tornar o feed mais atrativo, dando preferência para o que é mais relevante. O Instagram afirmou que não tem qualquer intenção de voltar ao feed cronológico. O Facebook também segue a mesma linha.

Isso abre brecha para outras redes sociais. A Vero, por exemplo, nasceu com a intenção de não ter qualquer influência de algoritmos na organização do feed.

Como saber quem não aceitou seu pedido para seguir no Instagram

Como saber quem não aceitou seu pedido para seguir no Instagram

MAIS DO TechTudo