Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Processadores como os AMD Ryzen 3 2200G ou o Intel Core i5 8400 estão entre as melhores opções para PC gamer à venda no Brasil. Com diferentes propostas e faixas de preço, as CPUs fazem parte de uma seleção que cobre desde orçamentos mais baixos até computadores premium. Entre as principais especificações dos chips, estão a presença – ou não – de uma GPU integrada e a velocidade, que pode atingir valores acima dos 4.0 GHz.

Abaixo, você conhece detalhes dos processadores e compara as diferentes tecnologias. Entenda como cada uma das alternativas pode melhorar o desempenho do seu computador para jogos.

Para além do Threadripper: é possível montar PC para jogos com processadores bem mais em conta — Foto: Divulgação/AMD Para além do Threadripper: é possível montar PC para jogos com processadores bem mais em conta — Foto: Divulgação/AMD

Para além do Threadripper: é possível montar PC para jogos com processadores bem mais em conta — Foto: Divulgação/AMD

Em computador gamer, o uso do processador se manifesta de duas maneiras. A primeira delas é em jogos que exigem grande volume de processamento vinculado aos elementos de inteligência artificial e física. Neste caso, o processador é responsável por lidar com as rotinas que definem o comportamento de inimigos em um game de tiro, por exemplo. Em simulação física, você pode considerar jogos com implementações mais ambiciosas de simulação, como balística ou o comportamento de um carro de corrida na pista.

A outra área em que o processador é colocado sob estresse – e que pode impactar a performance gráfica do game – é o próprio controle do título durante a execução. Como é o processador que executa as instruções dos jogos, ter uma CPU mais rápida pode significar entregar instruções à placa de vídeo em um ritmo melhor, o que vai se traduzir em taxas de atualização em tela (FPS) maiores e mais estáveis.

Bom e barato: Ryzen 3 2200G

Ryzen 3 2200G tem quatro núcleos e GPU Radeon Vega de 8 unidades computacionais — Foto: Divulgação/AMD Ryzen 3 2200G tem quatro núcleos e GPU Radeon Vega de 8 unidades computacionais — Foto: Divulgação/AMD

Ryzen 3 2200G tem quatro núcleos e GPU Radeon Vega de 8 unidades computacionais — Foto: Divulgação/AMD

O Ryzen 3 2200G é um processador acelerado da AMD – ou seja, que combina processador e placa de vídeo – e que deve entregar uma performance convincente, mesmo a um preço mais baixo. Em relação à CPU, o modelo da AMD é um quad-core com velocidades de 3.5 a 3.7 GHz. Sem núcleos simulados via SMT (o "Hyper Threading da AMD"), a CPU tem ainda 4 MB de cache em L3. Quanto à placa de vídeo, o 2200G é acompanhado com um processador gráfico Vega 8. Essa GPU usa oito núcleos de processamento gráfico e pode atingir até 1.100 MHz de velocidade.

Embora seja um processador de entrada, ele deve funcionar bem para jogos simples, sobretudo com configurações gráficas mais baixas e sem a necessidade de uma placa de vídeo dedicada. No Brasil, o modelo pode ser encontrado a preços que saem dos R$ 469.

Para todas as necessidades: Core i5 8400 ou Ryzen 5 2400G

Ryzen 5 2400G tem bom nível de recursos e GPU integrada bastante superior às opções da Intel — Foto: Divulgação/AMD Ryzen 5 2400G tem bom nível de recursos e GPU integrada bastante superior às opções da Intel — Foto: Divulgação/AMD

Ryzen 5 2400G tem bom nível de recursos e GPU integrada bastante superior às opções da Intel — Foto: Divulgação/AMD

Sendo suficiente para a maior parte dos tipos de uso possíveis, o processador intermediário da Intel e uma APU da AMD disputam um mercado parecido, mas apresentam diferenças importantes. O i5 8400 da Intel é um hexa-core com direito a seis threads via Hyper Threading e velocidades de 2.8 a 4.0 GHz, graças ao turbo – o modelo também soma 9 MB de cache em L3. Já o Ryzen 5 2400G da AMD é quad-core, com oito linhas de execução por meio do SMT. Com relação à velocidade, o modelo fica entre 3.6 e 3.9 GHz, 4 MB de cache e tem a vantagem de realizar overclock, indisponível no chip da Intel.

Ambos os produtos contam com processamento gráfico integrado e, nesse quesito, o produto da AMD leva vantagem. O Ryzen roda com uma GPU Vega 11 que, além de 11 núcleos de processamento, atinge velocidade de 1.250 MHz e é suficiente para encarar jogos mais modestos. A UHD Graphics 630, placa gráfica do i5 8400, pode rodar a até 1.050 MHz.

O Ryzen 5 2400G pode ser encontrado a partir de R$ 720, enquanto o modelo da Intel tem valores na faixa dos R$ 880.

Top de linha: Core i7 8700K e Ryzen 7 2700X

Core i7 8700K aceita overclock e é um dos melhores processadores gamer da atualidade — Foto: Divulgação/Intel Core i7 8700K aceita overclock e é um dos melhores processadores gamer da atualidade — Foto: Divulgação/Intel

Core i7 8700K aceita overclock e é um dos melhores processadores gamer da atualidade — Foto: Divulgação/Intel

Hexa-core, o i7 8700K pertence à linha K de processadores da Intel. Isso significa que é possível realizar overclock nessa CPU – desde que ela seja instalada em uma placa-mãe Z370. As especificações do processador trazem velocidades de 3,7 a 4,7 GHz e, por meio do Hyper Threading, a possibilidade de se comportar como se fosse uma CPU de 12 núcleos. São 12 MB de cache em nível 3.

Como é comum nos processadores da Intel, o i7 8700K tem placa de vídeo integrada. No entanto, como é de baixa performance, a UHD Graphics 630 – a mesma do i5 8400 – é lenta e não deve ter desempenho suficiente para lidar com jogos mais pesados. O preço do processador premium da Intel é de R$ 1.630.

Para quem prefere plataformas da AMD, há uma boa alternativa: o Ryzen 7 2700X de segunda geração, com oito núcleos físicos e 16 simulados, que roda velocidades até 4.1 GHz. O processador da marca, como todo Ryzen, aceita overclock e tem performance destacada em aplicações que se beneficiam de muitos núcleos de processamento – como é o caso de games recentes. O 2700X é mais em conta do que o rival da Intel, podendo ser encontrado no Brasil por preço de R$ 1.590.

Muita performance: Série Extreme da Intel e Threadripper

Core i9 e Threadripper são para os endinheirados — Foto: Divulgação/Intel Core i9 e Threadripper são para os endinheirados — Foto: Divulgação/Intel

Core i9 e Threadripper são para os endinheirados — Foto: Divulgação/Intel

Se o orçamento não for um problema, existem as linhas Extreme da Intel, que vão do Core i5 ao Core i9, e os Threadripper da AMD. Entre os X-series da Intel, o Core i9 7980XE é o modelo top de linha. Essa CPU tem 18 núcleos de processamento e opera em velocidades de 2.6 a 4.2 GHz. O preço do superprocessador para comprar no Brasil está por volta de R$ 10 mil.

O Threadripper também tem mais de uma versão, mas a mais vigorosa delas é a 1950X. Esse processador soma 16 núcleos e opera em velocidades que vão de 3.4 a 4 GHz. No Brasil, o 1950X pode ser encontrado em valores na faixa dos R$ 5 mil.

Qual processador é melhor? Comente no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo