ECS Season 5: Astralis derrota Team Liquid e ganha torneio de CS:GO

NRG se destacou ao derrotar a FaZe Clan ainda na fase de grupos; veja tudo que rolou na final do torneio de CS:GO

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Luiz Felipe Lima, para o TechTudo

A Esports Championship Series Season 5, torneio de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), terminou no último domingo (10) e consagrou a Astralis como campeã. As finais presenciais da competição ocorreram na SSE Arena, em Londres, e foram divididas em Fase de Grupos e Playoffs. Os times lutavam pelo prêmio total de US$ 660 mil (aproximadamente R$ 2,5 milhões em conversão direta).

Team Liquid, Fnatic, Astralis, G2 Esports eram as representantes europeias, enquanto Cloud9, Luminosity, FaZe Clan e NRG Esports eram as equipes norte-americanas. Astralis e FaZe Clan já chegaram como as preferidas para conquistar o título, mas NRG e Team Liquid mostraram ser as principais candidatas a derrubar o favoritismo. Veja, a seguir, tudo o que aconteceu na Season 5 da ECS.

ECS Season 5 chegou ao fim no último fim de semana, com grandes times da Europa e Estados Unidos (Foto: Reprodução/YouTube ECS) ECS Season 5 chegou ao fim no último fim de semana, com grandes times da Europa e Estados Unidos (Foto: Reprodução/YouTube ECS)

ECS Season 5 chegou ao fim no último fim de semana, com grandes times da Europa e Estados Unidos (Foto: Reprodução/YouTube ECS)

Fase de Grupos

Dias 8/6 e 9/6

Grupos ECS Season 5

Grupo A Grupo B
Astralis NRG Esports
Team Liquid FaZe Clan
Fnatic G2 Esports
Cloud9 Luminosity Gaming

A Fase de Grupos aconteceu no formato de dupla eliminação. Após o sorteio dos primeiros confrontos, as equipes se enfrentariam em séries melhor de uma partida (MD1) e, a partir daí, a chave seguia de formas distintas: os vencedores continuariam se enfrentando em MD1, enquanto os perdedores se enfrentariam em séries melhor de três partidas (MD3). Com isso, duas equipes de cada grupo sairiam classificadas para os playoffs.

No Grupo A, os confrontos correram da forma esperada, com a Astralis se classificando em 1º lugar e a Team Liquid em 2º. No grupo B, entretanto, a situação foi diferente. NRG e FaZe se enfrentaram no duelo final entre os vencedores e protagonizaram uma disputa surpreendente na Cache, mapa de destaque na Operação Bravo e na Operação Fênix.

Com um lado CT avassalador e ótima atuação de Ethan “nahtE” Arnold, a NRG abriu 11 a 4 logo na primeira metade do mapa e deixou a vitória encaminhada. Ao vencer novamente o pistol round na troca de lado e mais três rounds na sequência, a equipe alcançou o map point já no round 20, e com bastante tranquilidade venceu o mapa por 16 a 8. Fechando a série MD1, os norte-americanos demonstraram a sua capacidade de derrotar os favoritos e mandaram a FaZe para a repescagem, fazendo com que os europeus se classificassem em 2º do grupo.

Com o avanço de FaZe, Astralis, Liquid e NRG, as outras equipes deram adeus à competição. Luminosity e Cloud9 ficaram em 4º lugar em seus respectivos grupos, conquistando US$35 mil (cerca de R$ 130 mil) cada, enquanto G2 e Fnatic ficaram em 3º, levando US$ 45 mil (cerca de R$ 170 mil) cada.

Playoffs

Team Liquid 2 x 0 NRG Esports

  • 16 x 6 (Inferno)
  • 16 x 8 (Nuke)

Astralis 2 x 0 FaZe Clan

  • 16 x 14 (Train)
  • 16 x 8 (Inferno)

Os primeiros confrontos dos Playoffs tinham apelo regional. Liquid e NRG fizeram um confronto totalmente americano, enquanto a série de Astralis e FaZe seria o duelo entre os maiores times europeus atuais. A fase de Playoffs tinha uma chave de eliminação única e em séries MD3, ou seja, perder significava ser eliminado do torneio, o que aconteceu com NRG e FaZe.

Do lado americano, o confronto foi mais unilateral. Com boa performance de Keith “NAF” Markovic, a Liquid fez valer a sua escolha do mapa Inferno e, após abrir 10 a 5 na primeira metade, conseguiu uma vitória tranquila por 16 a 6. Já na Nuke, escolha da NRG, a situação parecia mais equilibrada até a segunda metade: terminando seu lado TR com uma apertada vitória parcial de 8 a 7, a Liquid deu um banho no lado CT, vencendo outros oito rounds e perdendo apenas um.

A equipe dinamarquesa Astralis avançou para a final com uma bela performance sobre a FaZe Clan (Foto: Reprodução/YouTube ECS) A equipe dinamarquesa Astralis avançou para a final com uma bela performance sobre a FaZe Clan (Foto: Reprodução/YouTube ECS)

A equipe dinamarquesa Astralis avançou para a final com uma bela performance sobre a FaZe Clan (Foto: Reprodução/YouTube ECS)

Já entre FaZe e Astralis, a situação foi diferente. A FaZe teve um bom início no seu mapa de escolha (Train), ao abrir 10 a 5 na primeira metade, mas não contava com o poder da Astralis no lado CT: a FaZe chegou a alcançar 14 a 9 e quase atingiu o map point, mas a Astralis venceu sete rounds em sequência e, levando até o último round possível, venceu a Train por 16 a 14. No mapa Inferno, a Astralis definiu a série, fazendo 10 a 5 no lado TR. A equipe dinamarquesa ainda chegou a perder o pistol round da segunda metade, mas se recuperou e fechou a série por 16 a 8.

Grande Final

Astralis 2 x 0 Team Liquid

  • 16 x 14 (Mirage)
  • 16 x 11 (Dust II)

Team Liquid e Astralis protagonizaram uma final "Europa vs. EUA" (Foto: Reprodução/YouTube ECS) Team Liquid e Astralis protagonizaram uma final "Europa vs. EUA" (Foto: Reprodução/YouTube ECS)

Team Liquid e Astralis protagonizaram uma final "Europa vs. EUA" (Foto: Reprodução/YouTube ECS)

O início do duelo entre Team Liquid e Astralis foi desastroso para a equipe norte-americana. A Liquid perdeu o pistol round e oito rounds em sequência no seu mapa de escolha e parecia que não conseguiria se recuperar. Entretanto, mesmo em desvantagem de 15 a 4 no seu lado CT da Mirage, os norte-americanos conseguiram emplacar dez rounds em sequência e levar a para o round decisivo.

Nesse último round, Nick “nitr0” Cannella foi colocado em um clutch 1v3, mais ainda conseguiu eliminar dois oponentes. No entanto, ao tentar entrar no bombsite B pela região do mercado e desarmar a bomba, acabou sendo eliminado por Nicolai “device” Reedtz, que abriu a série com vitória da Astralis.

Na Dust II, mapa de escolha da Astralis, o lado TR da Liquid parecia afiado: apesar de perder o pistol round, a Liquid conseguiu se recuperar no anti-eco e acumulou 11 vitórias no round antes da segunda metade. Contando com um clutch 1v3 de Epitácio “TACO” de Melo, que foi da rampa B até o bombsite eliminando seus oponentes, o mapa parecia bastante encaminhado para a Liquid.

Os norte-americanos, porém, não estavam preparados para o que viria da Astralis no lado TR. Após um pistol round de Emil “Magisk” Reif, que eliminou três oponentes no bombsite B, o que se viu foi um passeio dos dinamarqueses, que rapidamente viraram o placar de 5 a 10 para 14 a 10. No entanto, nem mesmo a conquista de um round pela Liquid parou o ímpeto da Astralis, que conseguiu vencer novamente e, com um belo domínio do bombsite A e da varanda na rodada 27, fechou a série por 16 a 11 e conquistou o título.

Com o fim dos Playoffs, FaZe e NRG empataram na 3ª e 4ª colocação, conquistando US$ 65 mil (cerca de R$ 246 mil) cada. Com o 2º lugar, a Team Liquid faturou US$ 120 mil (pouco mais de R$ 450 mil), enquanto a conquista do torneio garantiu à Astralis US$ 250 mil (pouco mais de R$ 940 mil).

Próximo torneio: ESL One Belo Horizonte

O próximo grande torneio de CS:GO será a ESL One: Belo Horizonte. Contando com grandes equipes como a Team Liquid e a FaZe, o campeonato também terá a presença de line-ups brasileiras: a SK Gaming, de Gabriel “Fallen” Toledo, e a NTC, de João “felps” Vasconcellos, estão classificadas e vão disputar o título. A ESL One: BH acontecerá entre os dias 15 e 17 de junho.

MAIS DO TechTudo