Por Gabriel Saguias, para o Techtudo


O modo competitivo do Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) é constituído atualmente pelos mapas Dust2, Mirage, Inferno, Overpass, Train, Nuke e Vertigo, que substituiu Cache em atualização de março de 2019. Em cada um deles, há posições que se destacam por serem mais eficientes, mais fortes, ou que ficaram famosas por grandes jogadas. Esses lugares recebem nomes específicos e é importante saber cada um, pois isso ajuda na comunicação com o seu time.

O mapa Inferno está presente no Counter-Strike desde as primeiras versões do jogo. Em outubro de 2016, o mapa recebeu uma atualização de melhoria e voltou à campanha ativa em 2017. Desde então, a Inferno tem sido bastante jogada nos competitivos e campeonatos. Abaixo, são listadas as principais call-outs do mapa. Vale lembrar que esses nomes são os mais utilizados no match making e que não são regra, já que a mesma posição pode ser conhecida por diferentes nomes.

Aprenda as principais call-outs do mapa Inferno no CS:GO — Foto: Reprodução/Arte Gabriel Saguias Aprenda as principais call-outs do mapa Inferno no CS:GO — Foto: Reprodução/Arte Gabriel Saguias

Aprenda as principais call-outs do mapa Inferno no CS:GO — Foto: Reprodução/Arte Gabriel Saguias

Alguns desses nomes têm histórias curiosas acerca de sua definição. Vale citar alguns deles. A banana, por exemplo, tem esse nome pois no CS 1.6 esse corredor tinha cor amarela e também o formato de uma banana. Ainda na banana, o carro, era na versão anterior da Inferno, realmente um carro. No rework do mapa, o carro foi substituído por barris, mas o nome permaneceu o mesmo entre os jogadores.

A região do NIP recebeu o nome após uma tática famosa do time Ninjas em Pyjamas (NiP), no CS 1.6, onde a região era crucial para a estratégia do time. A região do xuxa também foi batizada por um time, o g3nerationX. No treino, seus jogadores perceberam que o local ainda não tinha um nome específico e portanto, passaram a chamar de xuxa. O famoso telhado que leva o nome de Cogu é devido à famosa jogada de Raphael “Cogu” Camargo, ex-jogador da MIBR, que fez 4 kills contra a Fnatic, na final do ESWC 2006.

Há ainda algumas posições derivadas de outras, como o banco, do meio e o poço, na base CT. Porém, além de serem posições pouco utilizadas, não há exatamente um consenso quanto aos seus nomes. É importante destacar que esses nomes são definições dadas pelos jogadores e que qualquer um pode chamar a região da maneira que preferir, portanto, não são regras.

Mais do TechTudo