Por Isabela Giantomaso, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A Minizinha é a máquina de pagamentos online mais barata do PagSeguro. O modelo está à venda por R$ 68,40, com possibilidade de parcelamento em até 12 vezes de R$ 5,70. O aparelho é uma boa opção para quem precisa de um equipamento para realizar vendas com cartões e não pretende gastar muito no investimento.

Mais simples, a maquininha trabalha apenas com Bluetooth, precisando de um celular ou tablet com conexão à Internet por perto para realizar as operações. Além disso, a Minizinha aceita apenas cartões com chip e envia os comprovantes de pagamento por e-mail ou SMS. Antes de comprar, confira todos os detalhes da máquina e saiba se vale a pena para você.

Minizinha tem Bluetooth para parear com aplicativo do celular ou tablet — Foto: Divulgação/PagSeguro Minizinha tem Bluetooth para parear com aplicativo do celular ou tablet — Foto: Divulgação/PagSeguro

Minizinha tem Bluetooth para parear com aplicativo do celular ou tablet — Foto: Divulgação/PagSeguro

Como funciona?

O modelo é o único da fabricante que não trabalha com chip embutido. Para usar, é preciso conectá-lo a um celular ou tablet via Bluetooth. Vale lembrar que o dispositivo deve ter o aplicativo PagSeguro Vendas instalado e conexão à internet.

Após parear os aparelhos e fazer a ativação da máquina, todas as vendas são feitas por intermédio do smartphone ou tablet. No aplicativo, é possível cadastrar um cardápio ou produtos mais vendidos para agilizar nas cobranças e adicionar 10% de serviço no valor total.

Aplicativo para Android e iOS receber pagamentos quando conectado com a Minizinha — Foto: Divulgação/PagSeguro Aplicativo para Android e iOS receber pagamentos quando conectado com a Minizinha — Foto: Divulgação/PagSeguro

Aplicativo para Android e iOS receber pagamentos quando conectado com a Minizinha — Foto: Divulgação/PagSeguro

O cliente insere a senha no teclado físico da máquina e pode escolher receber o comprovante de pagamento por SMS no celular ou por e-mail. Depois, o vendedor pode conferir o fluxo de caixa e as contas pelo aplicativo, disponível para Android e iPhone (iOS).

Quais cartões e bandeiras a Minizinha aceita?

Por ser mais simples e barata, a Minizinha aceita apenas cartões com chip, ou seja, não funciona com cartões com tarja magnética. O modelo trabalha com transações em crédito, débito e voucher alimentação. Nesse último caso, o dono da máquina deve fazer um credenciamento com as empresas responsáveis por Alelo, Sodexo, Ticket e VR. Para crédito e débito, as bandeiras aceitas são: Mastercard, Visa, Elo, Cabal, Hipercard e Hiper.

Empresários podem optar por cartão pré-pago da empresa para usar dinheiro — Foto: Divulgação/PagSeguro Empresários podem optar por cartão pré-pago da empresa para usar dinheiro — Foto: Divulgação/PagSeguro

Empresários podem optar por cartão pré-pago da empresa para usar dinheiro — Foto: Divulgação/PagSeguro

Taxas

De acordo com o PagSeguro, durante os três primeiros meses – ou R$ 1.500 em vendas – o usuário que tiver a Minizinha não precisa pagar taxas. Depois, as cobranças entram na tabela padrão da empresa, que não inclui adesão ou aluguel, uma vez que o empreendedor faz a compra do aparelho.

Para vendas em débito, a taxa é de 2,39% e o dinheiro é enviado para a conta do empresário em até um dia. Já no crédito, os custos são progressivos de acordo com a escolha do dono da máquina, como indicado na tabela abaixo. Para vendas parceladas, há um acréscimo de 2,99% ao mês. No caso de voucher, as taxas e prazos de recebimento são negociados junto à bandeira, assim como o credenciamento para trabalhar com os cartões.

Taxas para pagamento no crédito

Prazo de recebimento à vista parcelado
1 dia 4,99% 5,59%
14 dias 3,99% 4,59%
30 dias 3,19% 3,79%

Com foco em microempreendedores, o PagSeguro também oferece opção de receber o valor das vendas em um cartão pré-pago gratuito, dispensando a necessidade de uma conta bancária para usar o dinheiro. Outro recurso é a possibilidade de cadastrar até cinco contas no aplicativo.

Preço

A Minizinha custa R$ 68,40, valor que pode ser parcelado em até 12 vezes de R$ 5,70. O PagSeguro promete cinco anos de garantia no aparelho, que vem na caixa com cabo USB, adesivo de bandeiras para colocar no comércio e manuais de ativação.

Diferença dos outros modelos

Máquina tem teclados físicos e visor monocromático — Foto: Divulgação/PagSeguro Máquina tem teclados físicos e visor monocromático — Foto: Divulgação/PagSeguro

Máquina tem teclados físicos e visor monocromático — Foto: Divulgação/PagSeguro

O preço da Minizinha é um dos principais diferenciais do aparelho, já que o valor cheio da máquina é praticamente uma única parcela da Moderninha Pro, a mais avançada do PagSeguro. No entanto, com o preço baixo, o modelo também oferece menos funções, com tecnologia mais básica, como a necessidade de um celular ou tablet com Internet para fazer as vendas, o que não acontece com a Minizinha Chip e a Moderninha Wi-Fi, aparelhos intermediários da fabricante.

Reclame Aqui

No Reclame Aqui, site em que consumidores podem relatar problemas com as empresas, o PagSeguro tem nota média de 6,42 nas avaliações, uma reputação que pode ser considerada como boa. Entre as principais reclamações dos clientes estão o estorno do valor pago, problemas na finalização da compra e mau atendimento no SAC. De todas as pessoas que fizeram um comentário no site sobre a vendedora de máquinas de pagamento, 74,7% afirmam que voltariam a fazer negócio com a companhia.

Ficha técnica

  • Conectividade: Bluetooth
  • Bateria: Até 4 horas de duração
  • Voltagem: Bivolt
  • Visor: Monocromático
  • Teclado: Físico
  • Peso: 88 g
  • Dimensões: 10 x 5,93 x 1,35 cm
  • Preço: R$ 68,40
  • Garantia: 5 anos

MAIS DO TechTudo