Por Paulo Alves, para o TechTudo


Há cinco anos o Google anunciou o Chromecast como uma alternativa barata para transformar qualquer TV em smart. Formado apenas por uma antena Wi-Fi e conexões USB e HDMI, o aparelho representou uma inovação curiosa no mundo das centrais de mídia domésticas, já que dispensava o uso de um set-top box e controle remoto para assistir a conteúdos em streaming na televisão convencional.

Embora ainda tente se popularizar no Brasil, o produto é um sucesso no resto do mundo. Em relação ao preço, o Chromecast 2 chegou às lojas brasileiras por R$ 399. Atualmente, o mesmo modelo está disponível por menos de R$ 200. Confira a seguir os fatos mais marcantes do dispositivo que reproduz fotos e vídeos na TV por meio do celular.

Chromecast: dicas para quem quer comprar o aparelho

Chromecast: dicas para quem quer comprar o aparelho

Lançamento

O Chromecast foi anunciado em 2013 trazendo diversas vantagens no consumo de multimídia em casa. Por apenas US$ 35 nos EUA – algo em torno de R$ 130, na cotação atual –, o aparelho chegou oferecendo conexão entre smartphone e qualquer TV com entrada HDMI para fazer streaming de conteúdos de YouTube, Netflix, Google Play Filmes e Google Play Música.

A proposta se mantém a mesma até hoje: oferecer a funcionalidade básica de um media center como a Apple TV sem precisar gastar tanto. Além de reprodução de vídeos em apps compatíveis, o Chromecast permitia espelhar a tela do celular Android e enviar conteúdo do computador por meio do Google Chrome.

O primeiro Chromecast foi lançado em 2013, prometendo substituir as set-top boxes — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo O primeiro Chromecast foi lançado em 2013, prometendo substituir as set-top boxes — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

O primeiro Chromecast foi lançado em 2013, prometendo substituir as set-top boxes — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Chegada ao Brasil

O Google demorou para trazer o Chromecast oficialmente ao Brasil: o produto veio apenas 11 meses depois do lançamento nos EUA. Com um sistema mais maduro, o aparelho chegou pelo preço de R$ 199, oferecendo uma quantidade maior de serviços compatíveis, como Vevo e, mais tarde, Spotify. Aplicativos do Google, como o Slides, também passaram a ser suportados, expandindo as possibilidades de uso da TV como um monitor Wi-Fi para o smartphone.

Aos poucos, diversos apps na Google Play começaram a oferecer compatibilidade. Alguns, como o LocalCast, permitiram fazer o streaming de vídeos armazenados na galeria, além de conectar o celular ao computador para transmitir a sua biblioteca pessoal de filmes e séries na TV sem precisar de cabos.

Segunda geração e Chromecast Audio

Com o sucesso do primeiro modelo, o Google lançou em setembro de 2015 a segunda geração do Chromecast. O aparelho ganhou conectividade Wi-Fi mais estável e um novo design, que abandonou o formato de barra para adotar um corpo redondo com um cabo HDMI flexível. O preço nos EUA se manteve em US$ 35.

Chromecast Audio trouxe conexão P2 para reproduzir músicas em caixas de som por meio da rede Wi-Fi — Foto: Divulgação/JBL Chromecast Audio trouxe conexão P2 para reproduzir músicas em caixas de som por meio da rede Wi-Fi — Foto: Divulgação/JBL

Chromecast Audio trouxe conexão P2 para reproduzir músicas em caixas de som por meio da rede Wi-Fi — Foto: Divulgação/JBL

Na mesma ocasião, o Google lançou o Chromecast Audio, um dispositivo similar ao Chromecast dedicado a caixas de som. O princípio era o mesmo: levar conexão Wi-Fi a aparelhos analógicos para fazer streaming de conteúdo. O dispositivo trouxe mais qualidade para reprodução de músicas por meio da rede sem fio, permitindo reaproveitar alto-falantes convencionais de sistemas de som antigos.

Chegada dos novos modelos ao Brasil

Os novos modelos demoraram ainda mais para desembarcar no Brasil, chegando apenas em abril de 2016. O lançamento coincidiu com a compatibilidade do app Globo Play, que passou a permitir o ver novelas e outros programas da TV Globo na TV via Wi-Fi.

Modelo demorou algum tempo para chegar ao Brasil, mas trouxe recursos interessantes — Foto: Caio Bersot/TechTudo Modelo demorou algum tempo para chegar ao Brasil, mas trouxe recursos interessantes — Foto: Caio Bersot/TechTudo

Modelo demorou algum tempo para chegar ao Brasil, mas trouxe recursos interessantes — Foto: Caio Bersot/TechTudo

O Chromecast 2 também trouxe suporte a uma leva de jogos compatíveis com a tecnologia de streaming, usando a TV como monitor e o celular como joystick. O aparelho chegou às lojas brasileiras com preço salgado de R$ 399. Atualmente, o mesmo modelo pode ser encontrado por menos de R$ 200 no Brasil.

Chromecast Ultra

Versão com suporte a 4k do Chromecast apresentou pela primeira vez entrada Ethernet para conexão cabeada — Foto: Divulgação/Google Versão com suporte a 4k do Chromecast apresentou pela primeira vez entrada Ethernet para conexão cabeada — Foto: Divulgação/Google

Versão com suporte a 4k do Chromecast apresentou pela primeira vez entrada Ethernet para conexão cabeada — Foto: Divulgação/Google

Em outubro de 2016, o Google anunciou nos EUA o Chromecast Ultra, versão turbinada do aparelho compatível com vídeos em 4K com tecnologias HDR e Dolby Vision. Para suportar formatos com quatro vezes mais qualidade que a resolução Full HD, o aparelho ganhou também suporte a Internet cabeada, possibilitando transmitir alta taxa de dados via streaming. O modelo foi lançado no exterior por US$ 69, cerca de R$ 260 em conversão direta. O produto ainda não é vendido oficialmente em lojas brasileiras.

Vale a pena comprar um Chromecast? Descubra no Fórum do TechTudo

MAIS DO TechTudo