Times

Por Lucas Schuenck, para o TechTudo


Os jogadores norte-americanos de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) da iBuyPower protagonizaram um episódio inédito no cenário mundial em agosto de 2014. Em partida contra a NetcodeGuides.com, pela quinta temporada da CEVO Professional League, a equipe que era franca favorita a vencer o jogo perdeu por um placar elástico: 16x4. A derrota inesperada gerou desconfiança e rumores de que a partida havia sido perdida de propósito, o que foi comprovado em janeiro de 2015, após investigações.

Os rumores foram corroboradas como verídicos pelo jornalista Richard Lewis, em janeiro de 2015. Lewis trabalhava em um site de apostas de CS:GO e publicou um artigo com evidências de que a maioria dos jogadores da iBuyPower haviam apostado contra o próprio time e perdido a partida de propósito.

Line up da iBuyPower envolvida no escândalo de apostas no CS:GO — Foto: Reprodução/ESEA Line up da iBuyPower envolvida no escândalo de apostas no CS:GO — Foto: Reprodução/ESEA

Line up da iBuyPower envolvida no escândalo de apostas no CS:GO — Foto: Reprodução/ESEA

Além dos atletas que atuaram na partida, outros jogadores também foram envolvidos no escândalo, como Derek "dboorN" Boorn. Mensagens do atleta para uma ex-namorada, por aplicativo de texto, foram utilizadas como evidências para caracterizar o matchfix (resultado combinado, em tradução livre).

Conforme as investigações seguiam, um novo fato veio à tona. O site NetcodeGuides.com, que dava nome ao time e tinha como proprietário Casey Foster, possuía Sam "DaZed" Marine, capitão da iBuyPower, como co-proprietário. Isto tornou ainda mais suspeita as atividades em relação ao escândalo.

No final do mês de janeiro do mesmo ano, a Valve se posicionou. Por meio do artigo "Integrity and Fair Play" (Integridade e Jogo Limpo, em tradução livre), a desenvolvedora declarou que "depois de investigar as atividades em contas relevantes, foi possível perceber que uma quantidade substancial de skins de alto valor dos jogadores da iBuyPower e de Casey Foster, fundador da NetCodeGuides.com, foi apostada". Com a informação, a empresa decidiu, em um primeiro momento, banir indefinidamente os envolvidos de qualquer evento patrocinado por ela.

Cerca de um ano depois, em 2016, a Valve lançou um segundo artigo sobre o tema intitulado "A Follow Up To Integrity and Fair Play" (Dando sequência à Integridade e Jogo Limpo, em tradução livre). Neste, os banimentos tiveram seu status alterado de "por tempo indefinido" para "permanente".

Saiba quem foram os punidos:

  • Duc "cud" Pham - Ex-jogador aspirante. Proprietário de uma das contas realizadoras das apostas;
  • Derek "dboorN" Boorn - Ex-jogador profissional de CS 1.6 e CS:GO. Participou de campeonatos de prestígio internacional, sendo campeão da Major Esea Invite Finals Season 4, em 2009. Proprietário de uma das contas realizadoras das apostas;
  • Casey "caseyfoster" Foster - Ex-jogador profissional de Counter-Strike: Source e co-proprietário da NetcodeGuides.com;
  • Sam "DaZeD" Marine - Ex-jogador profissional de CS 1.6 e CS:GO e co-proprietário da NetcodeGuides.com. Entre suas atuações mais notáveis, terminou em terceiro lugar na primeira Major da história do CS:GO, a ESWC 2012;
  • Braxton "swag" Pierce - Ex-jogador profissional de CS:GO. Foi campeão da RGN Pro Series, quarto lugar na cs_summit 1 e primeiro na Minor Fragadelphia 11;
  • Keven "AZK" Larivière - Ex-jogador profissional de CS 1.6 e CS:GO. Venceu na ESEA Global Finals Season 15, ESEA Season 16 - Global Invite Division, CEVO Season 5 Professional e ficou em segundo na FACEIT League - Season 2;
  • Joshua "steel" Nissan - Ainda em atividade. Atua pela Ghost, mas só pode participar de campeonatos que não possuem patrocínio direto da Valve.

Em julho de 2017, os jogadores tiveram suas punições suspensas dos eventos organizados pela ESL e ESEA. Em setembro do mesmo ano, a organizadora de campeonatos DremHack seguiu o movimento e também liberou os jogadores para atuarem em seus torneios.

Jogando limpo, atingindo a glória

Apenas um jogador da antiga line up da iBuyPower não recebeu nenhum tipo de punição. Tyler "Skadoodle" Latham se recusou a aceitar qualquer tipo de benefício ilegal na oportunidade, o que foi confirmado tanto pela investigação da Valve, quanto pelo jornalista Richard Lewis. Skadoodle, em 2018, sagrou-se campeão de sua primeira Major, a ELEAGUE Boston, atuando pela Cloud9.

Skadoodle e seu time levantando o troféu da Eleague Major Boston: 2018 — Foto: Valve/Divulgação Skadoodle e seu time levantando o troféu da Eleague Major Boston: 2018 — Foto: Valve/Divulgação

Skadoodle e seu time levantando o troféu da Eleague Major Boston: 2018 — Foto: Valve/Divulgação

Mais do TechTudo