Macro em mouse e teclado: entenda prática proibida em jogos e torneios

Usar macro em mouses e teclados gamer é proibido em jogos como CS:GO, LoL, R6 e Dota 2

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Victor de Abreu, para o TechTudo

Diversos mouses e teclados gamers têm botões extras para macro. Os periféricos, vendidos por fabricantes como Razer, Multilaser e Logitech, permitem que o jogador configure uma série de comandos em um único clique ou apertar de tecla. Todavia, a prática é proibida em alguns jogos e competições de esportes, como no Counter Strike: Global Offensive (CS:GO), League of Legends (LoL) e Rainbow Six: Siege. A seguir, entenda como os macros funcionam, por que são proibidos e mal vistos pelas comunidades e relembre casos de pro players que foram punidos por usarem o "cheat".

Mamba HyperFlux, mouse da Razer tem botões extras que podem ser configurados para macro (Foto: Divulgação/Razer) Mamba HyperFlux, mouse da Razer tem botões extras que podem ser configurados para macro (Foto: Divulgação/Razer)

Mamba HyperFlux, mouse da Razer tem botões extras que podem ser configurados para macro (Foto: Divulgação/Razer)

O que é macro?

Em resumo, o macro é uma forma de programar sequências curtas ou longas de comandos em mouses e teclados. A ideia é que o usuário automatize um processo complicado ou demorado, personalizando o comando da forma que desejar. Assim, é possível dar ordens complexas com um único apertar de botão.

Há muitos mouses e teclados no mercado que viabilizam macro. Razer, Multilaser e Logitech são algumas das fabricantes que oferecem produtos com essa proposta. O mouse Razer Naga e o teclado Black Widow, por exemplo, têm design com diversos botões extras e vêm com um programa da fabricante que ajuda o usuário a personalizar os comandos dos botões.

Alguns mouses e teclados já possuem a opção para você configurar seus macros (Foto: Divulgação/Razer) Alguns mouses e teclados já possuem a opção para você configurar seus macros (Foto: Divulgação/Razer)

Alguns mouses e teclados já possuem a opção para você configurar seus macros (Foto: Divulgação/Razer)

De fato, macros podem facilitar sua vida em muitos jogos, diminuindo o tempo de aprendizado que você gastaria para dominar técnicas ou se acostumar a realizar certas combinações. Porém, o uso de macros não é aceito em alguns jogos online pelas próprias empresas e/ou pela comunidade dos games competitivos. Em alguns casos, você pode até ser punido por usar os comandos. É o que veremos no tópico seguinte.

Em quais jogos macro é proibido?

Raibow Six Siege, Dota 2, Overwatch e Counter Strike: Global Offensive são bons exemplos de jogos em que o uso de macros é proibido por suas produtoras e reprovado por boa parte de suas respectivas comunidades. Afinal, isso pode ser considerado uma forma alternativa de cheat, pois o jogador acaba por adquirir uma vantagem, mesmo que seja pequena, sobre outros jogadores que fazem o mesmo comando normalmente, mas de forma um pouco mais lenta ou menos efetiva.

Em FPSs como Raibow Six Siege e CS:GO, é possível utilizar macros para diminuir o recuo de certas armas e melhorar a estabilidade em sua mira. No caso de Overwatch e Dota 2, o recurso pode ser usado para realizar determinadas combinações de habilidades automaticamente.

Mesmo que você opte apenas por jogar estes games com macro casualmente, estará correndo risco de punição. Apesar de ser bastante complicado para as produtoras detectarem o uso de macros, visto que não se trata de uma modificação realizada dentro do jogo, outros jogadores podem denunciar você em caso de alguma ação suspeita.

Punições para uso de macro

A punição por usar macros varia de desenvolvedora para desenvolvedora e depende, ainda, do tipo de macro que você utilizar. Como pena, o usuário pode ser o banido do jogo por algumas semanas ou até para sempre. Dentro do cenário competitivo, alguns pro players já foram pegos e punidos por usarem os comandos.

Na Raibow Six Siege Pro League 2017, os jogadores da PENTA Sports acusaram seus adversários da beGenius de utilizarem macros, após serem derrotados por 2 a 1. A Ubisoft investigou o caso e confirmou que o jogador francês Stéphane "Shaiiko" Lebleu, da beGenius, executou combinações de um único botão em um curto intervalo de tempo e por dezenas de vezes. Shaiiko foi banido por dois anos das competições da ESL.

Graças às denúncias, o macro de Shaiiko foi descoberto (Foto: Reprodução/Youtube) Graças às denúncias, o macro de Shaiiko foi descoberto (Foto: Reprodução/Youtube)

Graças às denúncias, o macro de Shaiiko foi descoberto (Foto: Reprodução/Youtube)

Recentemente, outro caso de banimento por macro aconteceu no classificatório sul-americano para o The International 2018, maior competição de Dota 2 do mundo. No torneio, o jogador peruano Juan “Atun” Ochoa, da Thunder Predator, utilizou macros com o personagem Meepo. O jogo da Valve é famoso por ter alguns heróis com combos específicos e difíceis de serem executados.

O usuário caiovigg, no reddit, mostrou Atun usando os poofs do Meepo ao mesmo tempo, sendo isso impossível sem o uso de macros (Foto: Reprodução/Reddit) O usuário caiovigg, no reddit, mostrou Atun usando os poofs do Meepo ao mesmo tempo, sendo isso impossível sem o uso de macros (Foto: Reprodução/Reddit)

O usuário caiovigg, no reddit, mostrou Atun usando os poofs do Meepo ao mesmo tempo, sendo isso impossível sem o uso de macros (Foto: Reprodução/Reddit)

Na ocasião, a Thunder Predator havia derrotado as brasileiras Pain Gaming e SG e-Sports no classificatório. A trapaça foi descoberta por usuários do reddi e a equipe peruana foi eliminada. Os times brasileiras retornaram à competição, que foi vencida pela Pain Gaming.

MAIS DO TechTudo