Celulares

Por Wallace Nascimento, para o TechTudo

O que muda no BlackBerry KEY2: saiba diferenças em relação ao KEYone O que muda no BlackBerry KEY2: saiba diferenças em relação ao KEYone

A BlackBerry lançou recentemente o KEY2, smartphone que substitui o KEYone, de fevereiro de 2017. Com características de modelos premium, como câmera dupla e boa quantidade de memória RAM, o smartphone mantém a tradição da fabricante de combinar um teclado QWERTY físico com tela sensível ao toque. Ele ainda traz algumas mudanças significativas.

Posicionando-se entre os intermediários premium, o KEY2 chega ao mercado com o processador Snapdragon 660 e as mesmas 4,5 polegadas de tela de seu antecessor. No entanto, ainda não há informações sobre o lançamento do smartphone no Brasil, como ocorreu com o KEYone. Confira, nas linhas a seguir, as novidades da nova geração e saiba as principais diferenças entre os celulares.

Blackberry Key2 combina teclado físico e tela touch — Foto: Divulgação/BlackBerry Blackberry Key2 combina teclado físico e tela touch — Foto: Divulgação/BlackBerry

Blackberry Key2 combina teclado físico e tela touch — Foto: Divulgação/BlackBerry

Design e tela

Em termos de design, a BlackBerry manteve a tradição. O smartphone tem estrutura mais parruda principalmente pela presença do teclado físico, o que remete aos famosos celulares lançados pela fabricante no passado. No entanto, o KEY2 é consideravelmente mais fino, com 8,5 mm contra 9,4 mm de seu antecessor.

Por conta do teclado QWERTY, o KEY2 precisa alocar um display com tamanho inferior ao padrão do mercado atual. Assim como a geração anterior, o dispositivo conta com tela IPS LCD de 4,5 polegadas na proporção 3:2. A resolução é Full HD (1620 x 1080 pixels) com densidade de 434 pixels por polegada (ppi).

Blackberry Key2 tem tela IPS LCD de 4,5 polegadas e alumínio série 7000 nas laterais — Foto: Divulgação/BlackBerry Blackberry Key2 tem tela IPS LCD de 4,5 polegadas e alumínio série 7000 nas laterais — Foto: Divulgação/BlackBerry

Blackberry Key2 tem tela IPS LCD de 4,5 polegadas e alumínio série 7000 nas laterais — Foto: Divulgação/BlackBerry

Câmeras

Uma das maiores mudanças em relação à geração anterior, o KEY2 conta com câmera dupla de 12 MP na parte traseira, com aberturas de f/1.8 e f/2.6. O telefone tem promete entregar imagens bem iluminadas e com boa profundidade de campo, além de permitir fotos com o famoso efeito bokeh – popularizado como Modo Retrato pelo iPhone 7 Plus.

No KEYone, a parte traseira contava com um sensor único de 12 megapixels com abertura f/2.0, quantias baixas em comparação a demais concorrentes, como Moto Z2 Play e Galaxy S8, ambos com lente f/1.7. Para vídeos, os dois smartphones gravam em resolução 4K.

Para selfies, os números permaneceram semelhantes: a lente tinha 8 MP e abertura f/2.2 no KEYone e manteve a mesma resolução, mas com abertura f/2.0, o que na prática deve render melhorias quando se trata de iluminação. Ambos contam com flash LED.

Câmera dupla de 12 MP e aberturas de f/1.8 e f/2.6 promete realizar boas fotos noturnas — Foto: Divulgação/BlackBerry Câmera dupla de 12 MP e aberturas de f/1.8 e f/2.6 promete realizar boas fotos noturnas — Foto: Divulgação/BlackBerry

Câmera dupla de 12 MP e aberturas de f/1.8 e f/2.6 promete realizar boas fotos noturnas — Foto: Divulgação/BlackBerry

Processador, memória RAM e armazenamento

A Blackberry substituiu o Snapdragon 625 (8 núcleos e 2 GHz) do KEYone pelo Snapdragon 660 (8 núcleos e 2,2 GHz) no KEY2. A ficha técnica fica completa com memória RAM de 6 GB contra 4 GB do KEYone brasileiro. As especificações devem ser suficientes para rodar as principais tarefas do dia a dia, como apps de redes sociais e email, sem travamentos.

Enquanto o KEYone trazia armazenamento de 64GB – com suporte a cartão microSD de até 256 GB –, o KEY2 têm duas opções para compra, com 64 GB ou 128 GB de memória interna. O suporte a cartão é o mesmo.

Snapdragon 660 e uma memória RAM de 6 GB devem ser suficientes para um bom desempenho — Foto: Divulgação/BlackBerry Snapdragon 660 e uma memória RAM de 6 GB devem ser suficientes para um bom desempenho — Foto: Divulgação/BlackBerry

Snapdragon 660 e uma memória RAM de 6 GB devem ser suficientes para um bom desempenho — Foto: Divulgação/BlackBerry

Bateria

O KEY2 traz melhorias na bateria, com capacidade de 3.500 mAh contra 3.505 mAh da versão anterior. No KEYone, a Blackberry afirma que o usuário pode ficar até 26 horas longe da tomada, enquanto a promessa da nova geração é de até dois dias de uso moderado. Ambos são compatíveis com o sistema de recarga rápida Quick Charge 3.0.

Cinco tópicos que devem ser analisados na hora de comprar celular

Cinco tópicos que devem ser analisados na hora de comprar celular

Versão do Android

O Blackberry KEY2 foi lançado com a versão mais recente do sistema operacional do Google, o Android O (8.1). O KEYone, por sua vez, foi lançado com o Android N (7.1), mas está prestes a receber a atualização pela fabricante, de acordo com o site TechRadar.

A plataforma recebe algumas personalizações da marca, como divisão de tela para a exibição de dois aplicativos simultaneamente e atalhos personalizáveis.

Android 8.1 sai de fábrica com softwares especiais de segurança da Blackberry — Foto: Divulgação/BlackBerry Android 8.1 sai de fábrica com softwares especiais de segurança da Blackberry — Foto: Divulgação/BlackBerry

Android 8.1 sai de fábrica com softwares especiais de segurança da Blackberry — Foto: Divulgação/BlackBerry

Recursos extras

Além de estar mais alto e com teclas 20% maiores, o KEY2 traz alguns recursos interessantes em seu teclado QWERTY para facilitar a vida dos usuários. Um deles é a possibilidade de digitar deslizando o dedo pelas teclas físicas, recurso semelhante ao descontinuado teclado Swype, presente no Android e no iPhone (iOS).

É possível ainda cadastrar cada tecla para realizar funções específicas como ligar para algum contato e abrir aplicativos. O celular conta com um leitor de impressões digitais alojado na tecla de espaço do dispositivo.

Segurança sempre foi uma das maiores preocupações da BlackBerry. Portanto, a fabricante disponibiliza recursos especiais, como a Pasta Segura, para manter aplicativos protegidos através da biometria, e o DTEK, que monitora o aparelho verificando quais dados estão sendo compartilhados com os apps instalados.

Leitor de impressões digitais fica alocado na barra de espaço do teclado QWERTY — Foto: Divulgação/BlackBerry Leitor de impressões digitais fica alocado na barra de espaço do teclado QWERTY — Foto: Divulgação/BlackBerry

Leitor de impressões digitais fica alocado na barra de espaço do teclado QWERTY — Foto: Divulgação/BlackBerry

Preço e onde comprar

Mesmo sendo um smartphone intermediário, o KEYone chegou ao Brasil em 2017 pelo preço sugerido de R$ 3.500, valor alto considerando suas especificidades. Atualmente, o smartphone pode ser encontrado por cerca de R$ 2.799 no comércio eletrônico.

Ainda não há informações sobre o lançamento do KEY2 no país. A equipe de comunicação da BlackBerry foi consultada, mas não se manifestou sobre o assunto. O smartphone pode ser importado por US$ 649 nos Estados Unidos (aproximadamente R$ 2.500 na cotação atual).

Ficha técnica BlackBerry KEYone e KEY2

Especificações KEYone KEY2
Lançamento Fevereiro de 2017 Junho de 2018
Preço R$ 3.500 US$ 649 (EUA)
Tela 4,5 polegadas 4,5 polegadas
Resolução de tela Full HD (1620 x 1080 pixels) Full HD (1620 x 1080 pixels)
Processador Snapdragon 625 (octa-core) de 2 GHz Snapdragon 660, (octa-core) de 2,2 GHz
Memória RAM 4 GB 6 GB
Armazenamento 64 GB 64 GB e 128 GB
microSD Sim, até 256 Sim, até 256
Câmera principal 12 MP (abertura f/2.0) Dupla, 12 MP (abertura f/1.8 e f/2.6)
Câmera frontal 8 MP com flash LED (abertura f/2.2) 8 MP com flash LED (abertura f/2.0)
Bateria 3.505 mAh com Quick Charge 3.0 3.500 mAh com Quick Charge 3.0
Cores Preto Preto e prata
Dimensões e peso 149.1 x 72.4 x 9.4 mm; 180 gramas 151.4 x 71.8 x 8.5mm; 168 gramas

Com informações: TechRadar.

Qual o melhor celular intermediário? Opine no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo