Por Filipe Garrett, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A Philips comercializa no Brasil smart TVs mais baratas, que são direcionadas para usuários que preferem economizar na hora de investir em uma televisão inteligente. As opções 4K da fabricante custam cerca de R$ 1.899 – e estão entre as mais em conta do mercado nacional no momento. Os modelos oferecem tecnologia Ambilight, além de HDR e outros recursos de aprimoramento de imagem.

O consumidor também pode encontrar aparelhos Full HD e até HD que, apesar de serem mais simples, ainda assim usam tecnologias da Philips que prometem imagens de melhor qualidade. Quer saber se a smart TV da Philips é boa para você? Conheça modelos, especificações, sistema e preços nas linhas a seguir.

Smart TV: o que você precisa saber para comprar um aparelho novo

Smart TV: o que você precisa saber para comprar um aparelho novo

Design

A Philips investe em designs discretos em seus televisores e, como outros fabricantes, segue um padrão estético de TVs com bordas bem finas. Com perfis menores, as TVs devem ocupar pouco espaço em racks ou mesas, além de facilitar a instalação em paredes por meio de suportes VESA.

O que chama a atenção nas smart TVs da Philips é a tecnologia exclusiva "Ambilight". O recurso consiste em um conjunto de LEDs no entorno do televisor que acendem de acordo com o tom das cores exibidas pela tela. A ideia é dar mais imersão a quem assiste a um filme em um ambiente escuro, por exemplo.

Ambilight ilumina o ambiente no entorno da TV a partir das cores exibidas na tela em um dado momento — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Ambilight ilumina o ambiente no entorno da TV a partir das cores exibidas na tela em um dado momento — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Ambilight ilumina o ambiente no entorno da TV a partir das cores exibidas na tela em um dado momento — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Embora não tenha impacto nenhum na qualidade de imagem, o Ambilight é um diferencial importante dos televisores da marca. No entanto, a configuração também pode ser desativada caso o usuário assim deseje.

Qualidade de imagem e som

A Philips comercializa televisores de resolução 4K, Full HD e HD. Nas opções 4K, a marca aposta em displays LED, HDR e algumas tecnologias exclusivas para melhorar a qualidade de imagem. O “Micro Dimming” balança o brilho da tela para intensificar índices de contraste em toda o display. Já o recurso “Pixel Plus” processa as imagens para eliminar rastros e proporcionar transições mais fluídas. Todas essas características se concentram na chamada série 6000 da marca. Essa linha abriga os modelos 4K da Philips e está disponível em versões de 43, 50, 55 e 65 polegadas no Brasil.

Mesmo as TVs mais caras da Philips buscam atender o básico: 4K e HDR — Foto: Divulgação/Philips Mesmo as TVs mais caras da Philips buscam atender o básico: 4K e HDR — Foto: Divulgação/Philips

Mesmo as TVs mais caras da Philips buscam atender o básico: 4K e HDR — Foto: Divulgação/Philips

Em um patamar abaixo está a linha 5100, que oferece um modelo de 43 polegadas com qualidade Full HD. O aparelho não possui tecnologias avançadas de imagem, como a resolução UHD, HDR e Micro Dimming. No entanto, o televisor é compatível com o Pixel Plus da Philips, recurso que promete imagens mais fluídas. Há outro televisor da série 5100 que conta com 32 polegadas. Porém, a resolução é HD (inferior ao Full HD) e, portanto, mais simples em termos de tecnologia de imagem.

É importante observar que, mesmo nas alternativas top de linha, com 4K e HDR, a Philips fica um pouco atrás de outras marcas, que oferecem produtos com tecnologias mais avançadas, como telas de pontos quânticos ou OLED. Vale ressaltar, porém, que esses recursos premium rendem produtos muito mais caros. Por isso, o consumidor deve avaliar se prioriza economia ou técnica avançada.

Sistema operacional

Opção da Philips por sistema operacional mais simples é ponto de atenção — Foto: Divulgação/Philips Opção da Philips por sistema operacional mais simples é ponto de atenção — Foto: Divulgação/Philips

Opção da Philips por sistema operacional mais simples é ponto de atenção — Foto: Divulgação/Philips

Um ponto de atenção importante referente aos televisores da Philips fica por conta do sistema operacional. A plataforma escolhida é própria da marca holandesa. Embora seja compatível com apps mais populares – como Netflix e YouTube –, o sistema pode ficar abaixo das expectativas para usuários que são mais exigentes em termos de aplicativos e serviços.

Consumidores que compraram as TVs da marca manifestam uma posição bem crítica a respeito do sistema operacional em sites como o Reclame Aqui. Além disso, nas análises dos produtos disponíveis no próprio site da empresa, há consumidores que relatam insatisfação em relação à simplicidade e à lentidão da televisão na hora de responder aos comandos.

Garantia

A Philips oferece garantia por 12 meses contra defeitos de fabricação. Em caso de problemas, o consumidor deve entrar em contato com a fabricante para ser encaminhado a postos de assistência técnica. Caso a cidade de residência não possua um posto oficial, o consumidor terá de enviar o produto defeituoso para reparos.

No Reclame Aqui, a Philips apresenta uma performance intermediária quando o assunto é se posicionar diante de reclamações e críticas do consumidor. Nos últimos 12 meses, foram 2.076 relatos referentes a problemas e insatisfações relacionadas aos televisores da marca. A empresa respondeu 93,2% das queixas com um tempo médio de resposta de 17 dias.

TVs da Philips buscam atrair o consumidor que quer economizar — Foto: Divulgação/Philips TVs da Philips buscam atrair o consumidor que quer economizar — Foto: Divulgação/Philips

TVs da Philips buscam atrair o consumidor que quer economizar — Foto: Divulgação/Philips

A questão é que o índice de solução — em que a resposta dada pela Philips satisfez o queixante — é de 76,5%. Isso significa que praticamente uma em cada quatro reclamações não foi atendida. Outro ponto relevante é que apenas 62,9% dos usuários do Reclame Aqui que prestaram reclamações sobre TVs da Philips voltariam a comprar um televisor da marca.

Preço

Como mostramos no tópico referente à qualidade de som e imagem, a Philips não disputa espaço no mercado com as linhas mais caras de marcas rivais. Apesar de representar que as TVs da empresa holandesa são menos avançadas, a ausência de recursos premium contribui para preços mais baixos.

Atualmente, o aparelho mais caro da Philips conta com display de 65 polegadas, tecnologia 4K e recurso Ambilight. O modelo está à venda por cerca de R$ 4.845, que pode ser considerado um preço competitivo diante de outras opções com a mesma dimensão de tela.

Outro exemplo dessa estratégia de disputar mercado em busca de preços mais baixos está na TV 4K de menor tela da marca, com 43 polegadas. O televisor sai por R$ 1.900 – um valor justo em comparação com smart TVs parecidas de outras fabricantes, que oferecem o aparelho por mais de R$ 2 mil.

MAIS DO TechTudo