Clash Royale: Brasil é bicampeão da Nations Cup 2018; relembre campanha

Brasil faturou mais de R$ 100 mil em prêmio; veja os destaques da competição

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Por Bruna Telles, para o TechTudo

A Clash Royale Nations Cup 2018 consagrou o Brasil bicampeão. Os jogadores brasileiros venceram a Venezuela por 4-2 e faturaram o prêmio de € 25 mil (mais de R$ 100 mil em conversão direta). Ao todo, o torneio durou três meses e contou com 52 seleções. A final foi disputada no dia 29 de julho no teatro Guimeré em Tenerife, Espanha. Relembre, a seguir, a trajetória do Brasil na competição.

Time brasileiro conquita segunda vitória da Nations Cup de Clash Royale (Foto: Divulgação/Twitter (CRNations Cup)) Time brasileiro conquita segunda vitória da Nations Cup de Clash Royale (Foto: Divulgação/Twitter (CRNations Cup))

Time brasileiro conquita segunda vitória da Nations Cup de Clash Royale (Foto: Divulgação/Twitter (CRNations Cup))

A campanha brasileira

O Brasil foi representado por Victor, Renan Cava, Wen, King João, Asuchini, Nova|Guuh, Surgical TS, Nova|Jeff, Gustavo, Kaique LDS e o capitão Notorious ike. Nas qualificatórias, o time teve como adversários as seleções do Uruguai e Portugal, vencendo ambos e indo para fase de grupos para enfrentar Costa Rica, Porto Rico e Taiwan no Grupo B. Com duas vitórias e uma derrota, os brasileiros ficaram em segundo lugar no grupo e garantiram vaga nos playoffs.

Apresentação do time brasileiro antes da partida classificatória contra a Itália (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional) Apresentação do time brasileiro antes da partida classificatória contra a Itália (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional)

Apresentação do time brasileiro antes da partida classificatória contra a Itália (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional)

Nos playoffs, os brasileiros venceram a Colômbia por 4-1, e perderam para a a China por 2-4 (entretanto, ela não foi em confronto direto, pois a seleção chinesa não esteve presente na Nations Cup por problemas com visto). O passaporte para final foi carimbado ao vencer a Itália por 4-2. Como último adversário, o Brasil teria um dos favoritos da competição: a Venezuela, que chegou aos playoffs sem perder nenhuma partida.

A grande final

Asuchini abriu o placar em favor do Brasil (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional) Asuchini abriu o placar em favor do Brasil (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional)

Asuchini abriu o placar em favor do Brasil (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional)

A série final começou com o brasileiro Asuchini, que usou uma deck agressivo e venceu o venezuelano RaiderTm02. Em seguida, Surgical TS aumentou a vantagem para 2-0, porém viu sua invencibilidade brevemente ameaçada ao perder o primeiro jogo. Apesar dessa única derrota, o atleta venceu o set e ainda foi eleito MVP da competição.

Wen iniciou a partida com tranquilidade, porém não fez boas escolhas de cartas e teve uma partida difícil contra a Venezuela (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional) Wen iniciou a partida com tranquilidade, porém não fez boas escolhas de cartas e teve uma partida difícil contra a Venezuela (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional)

Wen iniciou a partida com tranquilidade, porém não fez boas escolhas de cartas e teve uma partida difícil contra a Venezuela (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional)

No terceiro set, Wen perdeu para o astro da Venezuela xPedro15 e colocou o placar em 2-1. Os venezuelanos precisavam de mais uma vitória para o empate, mas o Brasil venceu outro set, chegando aos 3-1. Foi aí que Renan Cava, em partida contra Fusgo, deixou o primeiro match point escapar, e o placar foi para 3-2.

Coube a King João a tarefa de fechar a série que deu o título a seleção brasileira (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional) Coube a King João a tarefa de fechar a série que deu o título a seleção brasileira (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional)

Coube a King João a tarefa de fechar a série que deu o título a seleção brasileira (Foto: Reprodução/Liga de Videojuegos Profesional)

Com a Venezuela próxima do empate, King João e Osledy Chacon disputaram o set que seria definitivo para ambas as seleções. Com a carta Bola de Fogo, o atleta brasileiro derrubou a torre do venezuelano e fechou o placar em 4-2.

Calendário competitivo de Clash Royale

Com o fim da Clash Royale Nations Cup, o Brasil segue para Clash Royale League. Entre os dias 1 de agosto e 14 de novembro será disputada a divisão Latino Americana da competição, que terá as presenças brasileiras da RED Canids, paiN Gaming e Vivo Keyd.

MAIS DO TechTudo