Por Paulo Alves, para o TechTudo


Com a proximidade do Dia dos Pais, criminosos já investem em golpes para atrair vítimas no Facebook. Segundo o DFNDR Lab, da PSafe, pelo menos 60 páginas falsas surgiram na última semana para se aproveitar de pessoas que buscam compras para a data. O método é antigo: imitar a fanpage de alguma loja famosa para vender produtos que não existem. O objetivo é obter os dados bancários e de cartões de créditos dos consumidores enganados.

Páginas falsas de lojas brasileiras têm até bot para atendimento ao cliente — Foto: Reprodução/PSafe Páginas falsas de lojas brasileiras têm até bot para atendimento ao cliente — Foto: Reprodução/PSafe

Páginas falsas de lojas brasileiras têm até bot para atendimento ao cliente — Foto: Reprodução/PSafe

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O foco está em anunciar produtos muito procurados, como celulares de última geração e TVs 4K, com descontos aparentemente vantajosos. Ao ser atraído pelos preços atrativos, o usuário clica no link da oferta e cai em um site falso da loja imitada. A partir daí os hackers passam a coletar todas as informações financeiras digitadas pela própria vítima ao prosseguir com a compra. Os dados são, depois, usados em uma segunda fase do golpe para gerar ganhos para os criminosos.

Apesar de o golpe do tipo phishing ser antigo, as iscas para atrair vítimas vêm se sofisticando. Para ficarem mais convincentes, as páginas contam até mesmo com bots que se fazem passar por centrais de atendimento com tira-dúvidas inteligente no Facebook Messenger.

Como se proteger

As páginas nunca trazem o nome da loja. Em vez disso, lançam mão de termos genéricos como "Dia dos pais é aqui", "Especial dia dos pais" ou "Mês dos pais". Para enganar os visitantes, elas abusam de material promocional copiados dos lojistas reais. A DFNDR Lab identificou páginas falsas imitando Casas Bahia, Ponto Frio, Lojas Americanas, Submarino, entre outras.

A PSafe identificou páginas falsas de alguns dos principais lojistas do país — Foto: Reprodução/Paulo Alves A PSafe identificou páginas falsas de alguns dos principais lojistas do país — Foto: Reprodução/Paulo Alves

A PSafe identificou páginas falsas de alguns dos principais lojistas do país — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Para escapar do perigo, usuários devem sempre checar se o link clicado direciona para o site oficial da loja - cuidado com os endereços quase idênticos usados pelos criminosos. Além disso, recomenda-se confirmar a existência da promoção diretamente com a empresa nos canais oficiais.

WhatsApp: cinco dicas para usar o app com segurança

WhatsApp: cinco dicas para usar o app com segurança

MAIS DO TechTudo