Por Paulo Alves, para o TechTudo


Um novo golpe no Instagram e Facebook usa a Adidas, fabricante de artigos esportivos, para atrair usuários com uma falsa promoção desde segunda-feira (20). O perfil fake “adidasinfluenciadores” distribui uma corrente enganosa via Stories para convencer usuários a seguirem uma página, na esperança de ganhar supostos vales-presente e kits de roupas e acessórios da Adidas mensalmente.

Questionada pelo TechTudo, a Adidas negou a existência da promoção no Instagram e confirmou a suspeita de fraude. “O perfil falso adidasinfluenciadores publicou ontem uma promoção na qual a adidas supostamente recruta influenciadores. Assim como o perfil, a promoção é falsa. A adidas está tomando as medidas necessárias para punir os responsáveis, e reforça que se comunica exclusivamente por seu canal oficial @adidasbrasil”, disse a empresa em nota.

Golpe promete kits da Adidas para atrair vítimas no Instagram e Facebook — Foto: Reprodução/Instagram Golpe promete kits da Adidas para atrair vítimas no Instagram e Facebook — Foto: Reprodução/Instagram

Golpe promete kits da Adidas para atrair vítimas no Instagram e Facebook — Foto: Reprodução/Instagram

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O comunicado enganoso nas redes sociais pede que o usuário siga a página falsa e reposte o anúncio de recrutamento nos Stories. A promessa é de selecionar 100 pessoas para trabalharem como influenciadores digitais para a empresa, recebendo produtos para usarem de graça em troca de publicações na Internet. Além de retransmitir a mensagem, os criminosos solicitam que a vítima tenha, pelo menos, 200 seguidores.

Houve variações do golpe ao longo do dia, com os perfis secundários “adidasinfluenciadores2” e “adidasexpansor”. Neste último caso, a solicitação de supostos candidatos às vagas de influenciador passa de 100 para 300 pessoas.

Ainda não se sabe quantas vítimas teriam aderido à falsa campanha, mas o termo “adidas instagram” teve um pico de buscas no Google nas últimas horas e triplicou a média de dias anteriores. Algumas pessoas têm relatado casos semelhantes com outras patentes como, por exemplo, a loja de roupas Zara e a Nike, concorrente da Adidas no segmento de itens esportivos.

Buscas pelos termos "adidas instagram" triplicaram ao longo do dia 20 — Foto: Reprodução/Nicolly Vimercate Buscas pelos termos "adidas instagram" triplicaram ao longo do dia 20 — Foto: Reprodução/Nicolly Vimercate

Buscas pelos termos "adidas instagram" triplicaram ao longo do dia 20 — Foto: Reprodução/Nicolly Vimercate

Phishing

Golpes como esse usam o nome de marcas famosas para atrair vítimas, seja para clicar em links perigosos ou para inflar o número de seguidores de um perfil com o objetivo de vendê-lo depois. Nas redes sociais, criminosos têm usado bastante o sistema de anúncios para fazerem publicidade semelhante às marcas famosas.

Essa é a estratégia que caracteriza o phishing, quando o ataque deixa de envolver grande sofisticação tecnológica para lançar truques de engenharia social com o objetivo de enganar o maior número possível de usuários. Os maiores golpes de 2018 utilizaram, em grande parte, desse expediente para se espalhar na rede e atingir 48 milhões de brasileiros, segundo levantamento Kaspersky.

Como se proteger

A principal recomendação para evitar ser uma vítima é verificar o perfil anunciante. Na dúvida, é importante fazer uma busca manual pelo nome da empresa na ferramenta de pesquisa da rede social para descobrir o nome usado nos perfis verdadeiros. Tanto no Instagram quanto no Facebook, os perfis oficiais contam com um selo de verificação ao lado do nome.

Marcas famosas têm perfis com selo de verificação nas redes sociais — Foto: Reprodução/Paulo Alves Marcas famosas têm perfis com selo de verificação nas redes sociais — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Marcas famosas têm perfis com selo de verificação nas redes sociais — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Alguma sugestão de anti phishing free? Confira no Fórum do TechTudo.

Como remover vírus do pen drive

Como remover vírus do pen drive

Mais do TechTudo