Por Victor de Abreu, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Howling Abyss é um mapa de rota única de League of Legends. Encontrado no modo de jogo chamado ARAM, no mapa os dois times, com cinco jogadores cada, se enfrentam em uma batalha com poucas estratégias, mas muita diversão. É um modo de jogo em que os campeões são escolhidos de forma aleatória e todos são colocados em uma ponte para iniciarem uma batalha campal, sem a possibilidade de retornar à base para recuperar a vida.

League of Legends; confira o nosso guia completo para iniciantes

League of Legends; confira o nosso guia completo para iniciantes

Neste guia, vamos mostrar um pouco a respeito do Howling Abyss e do ARAM, suas histórias, como você vai poder aproveitar o modo de jogo para se divertir e, quem sabe, aumentar seu leque de campeões e melhorar suas habilidades individuais em League of Legends (LoL).

Afinal, o que significa ARAM?

Antes de falarmos de Howling Abyss, vamos falar do modo de jogo em si. ARAM é a abreviação de “All-Random All-Middle”. Basicamente, a proposta é colocar todos os jogadores com campeões aleatórios jogando em uma rota única.

Nos primórdios de League of Legends, o mapa do ARAM era chamado de Proving Grounds, uma ponte feita de pedras cinzas e inserida em um cenário sombrio. Ele foi criado inicialmente com o intuito de ser apenas um tutorial, ajudando os novos jogadores a aprenderem como se jogava League of Legends. No entanto, não demorou muito para a Riot Games fazer do mapa um modo jogo alternativo, tornando um atrativo grande para jogadores que buscavam apenas se divertir, sem se preocupar tanto com mecânicas avançadas e metas utilizadas em Summoner’s Rift.

Proving Grounds, o primeiro mapa do modo de jogo ARAM e também do tutorial — Foto: Reprodução/Youtube Proving Grounds, o primeiro mapa do modo de jogo ARAM e também do tutorial — Foto: Reprodução/Youtube

Proving Grounds, o primeiro mapa do modo de jogo ARAM e também do tutorial — Foto: Reprodução/Youtube

Embora com um foco na diversão, é um modo de jogo interessante para você evoluir e se arriscar a jogar com aquele campeão que esqueceu que comprou ou pensa que não é capaz de jogar. O ARAM é um modo onde as batalhas de times iniciam logo no começo, e será bom ter o mínimo de noção em lutas entre times para saber quando avançar e quando recuar.

Além disso, é um bom lugar para você se acostumar a jogar com determinados campeões. Claro que não será a mesma experiência de Summoner’s Rift, visto que não há sentinelas, movimentação pelo mapa, objetivos pelo mapa e estratégias mais avançadas. Porém, pode ter certeza que você colherá alguns frutos quando jogar ARAM.

A chegada do Howling Abyss

Na terceira temporada de League of Legends, o mapa Proving Grounds foi substituído, dando lugar ao Howling Abyss. Segundo a história do próprio jogo, a ponte de Proving Grounds foi destruída após tantas batalhas, tornando praticamente impossível o retorno da mesma.

Howling Abyss está presente nas terras geladas de Freljord, uma das regiões de Runeterra. O design, aquele clima polar, a nevasca pintando todo o cenário de branco e as referências da história e de campeões de Freljord, chamou bastante a atenção dos jogadores. Assim como a existência uma história interessante da própria ponte, que aguça a nossa curiosidade e faz com que buscamos notar mais referências e aproveitar as interações presentes no mapa.

Para os jogadores que não se interessam tanto pelas histórias de Runeterra, Howling Abyss é apenas uma parada para diversão, jogar com campeões diferentes e simplesmente relaxar um pouco.

Partidas em Howling Abyss também não são tão demoradas. Muitos jogadores optam por esse modo de jogo por esse motivo. — Foto: Reprodução/Victor de Abreu Partidas em Howling Abyss também não são tão demoradas. Muitos jogadores optam por esse modo de jogo por esse motivo. — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Partidas em Howling Abyss também não são tão demoradas. Muitos jogadores optam por esse modo de jogo por esse motivo. — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Mapa e recursos de Howling Abyss

Antes de partirmos para o mapa, vamos à tela de seleção de campeões:

ARAM e seu draft — Foto: Reprodução/Victor de Abreu ARAM e seu draft — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

ARAM e seu draft — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Essa é a primeira tela que vemos quando encontramos uma partida. Aleatoriamente, o jogo escolherá um campeão para você. No caso da imagem, o Twisted Fate. Caso você não goste tanto da escolha, você poderá utilizar os dados, logo abaixo, para trocar por outro campeão aleatório ou usar os campeões disponíveis - aqueles que membros do seu time não quiseram jogar e utilizaram do dado para trocar.

É um mapa simples, sem tantos mistérios em relação aos recursos que ele possui. Suas peculiaridades em relação ao Summoner’s Rift podem ser vistas na imagem abaixo:

A base de Howling Abyss — Foto: Reprodução/Victor de Abreu A base de Howling Abyss — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

A base de Howling Abyss — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Aí está o Howling Abyss. O ARAM, como já sabemos e podemos ver na imagem, é um modo de jogo com uma única rota. Logo no começo, somos avisados a respeito da “Compra Limitada” e da “Regeneração da Plataforma Desativada”. Ou seja, não podemos realizar uma compra se deixarmos a fonte e não é possível regenerar a nossa vida estando na mesma fonte, como acontece em Summoner’s Rift.

Além disso, todos os personagens, com exceção do Azir, começam no nível 3, com três pontos de habilidades para distribuir em seu campeão. Caso você jogue de Azir no ARAM, você perceberá apenas uma diferença: a habilidade “Surja” já estará habilitada automaticamente. Na verdade, isso é uma forma de ajudar o jogador que não possui conhecimento sobre o campeão.

Itens de cura aparecem na ponte de Howling Abyss — Foto: Reprodução/Victor de Abreu Itens de cura aparecem na ponte de Howling Abyss — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Itens de cura aparecem na ponte de Howling Abyss — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

A rota única possui alguns recursos que podem ajudar você e seu time quando estiverem com vida ou mana baixa. Próximo das torres, há pequenas plataformas que fazem nascer itens que concedem vida e mana para seu campeão. Além disso, quando pegar o item, ocorrerá um efeito igual ao ativo do item “Redenção”, curando seus aliados e até mesmo seus inimigos, caso estejam no alcance do círculo.

O Feitiço "Marca", uma simples bola de neve — Foto: Reprodução/Victor de Abreu O Feitiço "Marca", uma simples bola de neve — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

O Feitiço "Marca", uma simples bola de neve — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

O ARAM conta com um feitiço próprio. A “Marca” lança uma bola de neve que, caso atinja o alvo, seja um campeão adversário ou uma minion inimiga, você poderá ativar novamente o feitiço e se lançar contra o alvo atingido. É um feitiço muito divertido de se utilizar e com certeza uma peculiaridade positiva do mapa.

Itens existentes apenas em Howling Abyss — Foto: Reprodução/Victor de Abreu Itens existentes apenas em Howling Abyss — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Itens existentes apenas em Howling Abyss — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Howling Abyss também disponibilizará alguns itens que só aparecerão nesse mapa. Por exemplo, os itens do guardião, opções para o começo da rota de qualquer tipo de campeão.

Por último, há um item especial chamado de “Porito”. Ele só existe em Howling Abyss e serve apenas para alimentar os pequenos Poros que aparecem no meio do mapa. Caso um único Poro receba a quantidade necessária de Poritos, ele ficará gigante e explodirá.

No mais, o objetivo em Howling Abyss é o mesmo que em Summoner's Rift, derrubar as torres, o inibidor e o nexus inimigo. Embora alguns jogadores levem muito a sério um simples ARAM, pode ter certeza que, de uma forma geral, será uma experiência tranquila e sem tanto estresse.

Quando terminar de derrubar as estruturas, o nexus estará livre para o GG! — Foto: Reprodução/Victor de Abreu Quando terminar de derrubar as estruturas, o nexus estará livre para o GG! — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Quando terminar de derrubar as estruturas, o nexus estará livre para o GG! — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

As histórias e curiosidades de Freljord e Howling Abyss

Howling Abyss é um mapa em que você encontrará algumas interações. Os vendedores das duas lojas, Lado Azul e Lado Vermelho, também fazem parte da história. No lado azul, Greyor, o Viking. No lado vermelho, Lyte, o eremita.

Caso visite Howling Abyss com personagens que possuem relação com Freljord, como Ashe, Sejuani, Lissandra, Volibear, Anivia, Gragas, Nunu e outros, Greyor terá uma interação especial com eles

Caso encontre Greyor com a campeã Ashe, uma de suas falas a lembrará que ela possui uma arma Glacinata e que é preciso sabedoria para utilizá-la. — Foto: Reprodução/Victor de Abreu Caso encontre Greyor com a campeã Ashe, uma de suas falas a lembrará que ela possui uma arma Glacinata e que é preciso sabedoria para utilizá-la. — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Caso encontre Greyor com a campeã Ashe, uma de suas falas a lembrará que ela possui uma arma Glacinata e que é preciso sabedoria para utilizá-la. — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Também funcionará com personagens de Piltover, como Ezreal, Vi, Caitlyn e Jayce. No entanto, apenas no lado vermelho, local onde Lyte está localizado.

Em uma das interações de Lyte, ele afirma que conheceu a mãe da Caitlyn e que ela era uma cientista brilhante — Foto: Reprodução/Victor de Abreu Em uma das interações de Lyte, ele afirma que conheceu a mãe da Caitlyn e que ela era uma cientista brilhante — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Em uma das interações de Lyte, ele afirma que conheceu a mãe da Caitlyn e que ela era uma cientista brilhante — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Na mesma época do lançamento do mapa em 2013, os jogadores foram agraciados com mais informações a respeito de Freljord e consequentemente de Howling Abyss. Um evento chamado “Batalha por Freljord” trouxe uma nova perspectiva sobre as rivalidades entre as tribos presentes nessa região. As campeãs Ashe, Sejuani e Lissandra eram líderes das tribos Avarosianos, Garra do Inverno e Praeglacius respectivamente. As guerras pela paz ou pela proteção dos tesouros de Freljord ficaram mais claras. Além disso, foi o momento que ficou marcado pelo remake da campeã Sejuani e também do campeão Trundle.

O ícone "Garra do Inverno" foi dado para os jogadores leais a Sejuani na época — Foto: Reprodução/Victor de Abreu O ícone "Garra do Inverno" foi dado para os jogadores leais a Sejuani na época — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

O ícone "Garra do Inverno" foi dado para os jogadores leais a Sejuani na época — Foto: Reprodução/Victor de Abreu

Lissandra foi o ponto forte nesse evento, visto que ela era a mais nova campeã e ainda foi contemplada com um épico tema da tela de login. Lissandra ganhou o carinho dos jogadores por simplesmente colocar sua voz nessa tela, fazendo muitos ouvirem todo seu discurso por várias vezes antes de entrar no jogo.

Lissandra ganhou uma marcante tela de login — Foto: Divulgação/Riot Games Lissandra ganhou uma marcante tela de login — Foto: Divulgação/Riot Games

Lissandra ganhou uma marcante tela de login — Foto: Divulgação/Riot Games

“Esperamos tanto por este dia. Estivemos tão pacientes. Agora, minhas crianças, meus Praeglacius, é a nossa vez. Eu vi o futuro, e ele é frio. Os Observadores retornarão e estão muito satisfeitos com vocês. Eles levarão embora sua fome, eles levarão embora sua dor, vocês renascerão, assim como eu, e se tornarão Glacinatas. Nós tomaremos de volta o que é nosso. As outras tribos não serão capazes de nos impedir. Eles não passam de meros flocos de neve, e nós somos a avalanche”.

Junto a isso, um Easter Egg dentro de Howling Abyss. Antigamente, quando vencíamos um ARAM e ficávamos parados por 30 segundos, simplesmente observando a tela de vitória, Lissandra começava um novo discurso e colocava novas informações a respeito da rivalidade entre tribos, Ashe, Sejuani e Freljord. Infelizmente esse Easter Egg não existe mais em Howling Abyss, mas com certeza fez muitos jogadores aguardarem alguns segundos para iniciar uma nova partida após uma vitória nesse mapa.

Nunca jogou LoL? Veja o vídeo com a primeira partida de um iniciante:

Nunca jogou LoL? Saiba como mandar bem em sua primeira partida

Nunca jogou LoL? Saiba como mandar bem em sua primeira partida

*Esse conteúdo faz parte do projeto Guia LoL, patrocinado pela Riot.

MAIS DO TechTudo