Por Camila Iglesias, da redação

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O Apple Watch 4 (oficialmente chamado de Series 4), lançado nesta quarta-feira (12) junto com os novos iPhones, traz uma tela redesenhada, com display 30% maior que a de seu antecessor, mas mantendo as mesmas dimensões. O relógio, que tem preço sugerido de US$ 399 (cerca de R$ 1.650 em conversão direta) , tem o intuito de cuidar da saúde e da segurança dos usuários, trazendo recursos como detecção de quedas e um sistema para a realização de eletrocardiograma (ecg). Com ele, a Apple também lançou o watchOS 5, com uma interface diferente feita para a nova tela.

O Apple Watch 4 estará disponível nas cores prata, dourado e cinza espacial para encomenda no dia 14 de setembro e chegará às lojas em 21 de setembro. O acessório pode vir nos tamanhos 44 mm ou 40 mm, saindo por US$ 399 na versão apenas com Wi-Fi, e US$ 499 (R$ 2.060) na 4G. Ainda não há informações sobre a disponibilidade do produto nas lojas brasileiras. No entanto, a Apple anunciou que o Apple Watch 3 caiu de preço para $279 (R$ 1.150).

iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone XR: Apple faz lançamento de celulares

iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone XR: Apple faz lançamento de celulares

Tela e design

O design do Apple Watch 4 foi o que mais chamou a atenção no lançamento. O display está 30% maior que o do Apple Watch 3, mas a espessura do relógio diminuiu, de 11,4 mm para 10,7 mm no modelo de 2018. A área de visualização aumentou substancialmente, tendo 977 mm² (44 mm) ou 759 mm² (40 mm). A tela OLED com Force Touch tem resolução de 368 x 448 pixels (44 mm) e 324 x 394 pixels (40 mm). Uma novidade é a presença da tecnologia LTPO, que reduz o consumo de energia, dando uma vida útil de 18 horas com uma carga para o acessório.

A digital crown está 30% menor, mas mais sensível, com resposta tátil e 21% mais componentes. O microfone mudou de lado, o que significa menos eco e melhor qualidade das ligações, segundo a Apple, que também promete um alto-falanto 50% mais potente. A parte de trás é composta de cerâmica e cristal de safira. Além disso, uma versão preta e outra dourada foram adicionadas às opções de cor.

Apple Watch 4 tem display 30% maior — Foto: Thássius Veloso / TechTudo Apple Watch 4 tem display 30% maior — Foto: Thássius Veloso / TechTudo

Apple Watch 4 tem display 30% maior — Foto: Thássius Veloso / TechTudo

Desempenho e armazenamento

O relógio tem 16 GB de capacidade e o novo chip S4, que com um processador de dois núcleos de 64 bits, promete fazer com que o Apple Watch 4 funcione até duas vezes mais rápido. O chip S4 chama atenção por não ser somente um processador, ele pode ser rotulado como um System in Package (SiP) completo. Isso significa que ele concentra vários elementos e componentes em um só lugar, apresentando um sistema mais completo em um espaço menor. O Watch 4 é o único produto do mundo que funciona exclusivamente com tecnologia SiP, de acordo com a Apple.

Detector de quedas e eletrocardiograma

A preocupação com a saúde do usuário é uma das maiores novidades do Apple Watch 4. O acessório, que já surpreendia por conseguir verificar frequência cardíaca, agora consegue realizar um verdadeiro eletrocardiograma. Eletrodos localizados na coroa trabalham em conjunto com o cristal de safira que está presente na traseira do acessório para ler os sinais elétricos do coração. É só posicionar o dedo na coroa que um ECG será gerado em um aplicativo próprio em 30 segundos.

Importante lembrar que para conter um exame desses, o Apple Watch 4 passou por testes e foi aprovado pela Food and Drug Administration (FDA), uma agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, e pela Associação Americana do Coração (AHA). Com isso, o serviço está garantido no território americano, mas não chegará para todos os países. Durante o evento de lançamento, a Apple mostrou o interesse de expandir esse recurso para outras regiões no futuro.

É possível fazer um eletrocardiograma no Apple Watch 4 — Foto: Divulgação/Apple É possível fazer um eletrocardiograma no Apple Watch 4 — Foto: Divulgação/Apple

É possível fazer um eletrocardiograma no Apple Watch 4 — Foto: Divulgação/Apple

Além disso, o relógio registra seus batimentos cardíacos durante todo o dia. Com isso, o dispositivo te enviará uma notificação se detectar uma frequência muito alta ou muito baixa de batimentos, podendo alertar sobre uma possível doença antes mesmo do usuário perceber os sintomas. Os dados relacionados à saúde do coração são todos automaticamente salvos no app Saúde do iPhone, podendo levar dados mais completos para uma visita ao médico, por exemplo.

Com acelerômetro de até 32 de força g e giroscópio aprimorado, o Apple Watch 4 consegue sentir quando o usuário sofre uma queda. Ao analisar a trajetória do pulso e o impacto na aceleração, o relógio emite um alerta e oferece a opção de ignorar ou ligar para serviços de emergência. Se não houver resposta em 60 segundos, o relógio liga automaticamente para o resgate e manda uma mensagem para seus contatos de emergência.

Alerta é emitido quando Watch 4 detecta queda do usuário — Foto: Divulgação/Apple Alerta é emitido quando Watch 4 detecta queda do usuário — Foto: Divulgação/Apple

Alerta é emitido quando Watch 4 detecta queda do usuário — Foto: Divulgação/Apple

Outros recursos

O novo watchOS chega com vários novos recursos e funcionalidades para o usuário. Ele permite exibir até oito aplicações ao mesmo tempo na tela. As funções com foco na saúde são diversas, como o SOS de Emergência, que manda mensagem e localização para contatos cadastrados e exibe ficha médica na tela para auxiliar no resgate. O app Respirar tem o intuito de ajudar o usuário a desacelerar, exibindo exercícios de respiração com temas diferenciados. Aplicativos para melhorar a qualidade do sono, monitorar a diabetes ou lembrar de beber água também estão disponíveis.

O esporte está lado a lado com a saúde no Apple Watch 4. O app Exercício consegue se adaptar às suas atividades favoritas e agora tem ioga e trilha. O acessório também é capaz de detectar automaticamente um exercício que está sendo praticado pelo usuário. A resistência à água até 50 m permite que o relógio registre atividades na piscina e no mar. Ao girar a Digital Crown, o alto-falante emite vibrações sonoras que expulsam a água de dentro dele.

Relógio faz detecção automática de exercícios — Foto: Divulgação/Apple Relógio faz detecção automática de exercícios — Foto: Divulgação/Apple

Relógio faz detecção automática de exercícios — Foto: Divulgação/Apple

Preço e disponibilidade

O Apple Watch 4 estará disponível para encomenda no dia 14 de setembro e chegará às lojas em 21 de setembro. Ele virá nas cores prata, dourado e cinza espacial. A versão 40 mm apenas com Wi-Fi será vendida por US$ 399 (R$ 1.650 em conversão direta e sem impostos) e com 4G por US$ 499 (R$ 2.060). Já o relógio de 44 mm custará $429 (R$ 1.805) com Wi-Fi e $529 (R$ 2.225) com 4G. Ainda não há informações sobre a disponibilidade do produto nas lojas brasileiras.

MAIS DO TechTudo