Por Bruna Telles

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O Brasil classificou duas equipes de Dota 2 para o Kuala Lumpur Major e fez história. Isso porque a paiN Gaming tornou-se a primeira organização do Dota 2 brasileiro a levar duas line ups para um Major de Dota 2: a paiN e a paiN X. Veja, a seguir, como foi a trajetória das equipes nas classificatórias do campeonato que vai premiar US$ 1 milhão (mais de R$ 4 milhões em conversão direta) .

paiN Gaming

A paiN Gaming segue como grande nome do Dota 2 sul-americano em 2018 — Foto: Divulgação/paiN Gaming A paiN Gaming segue como grande nome do Dota 2 sul-americano em 2018 — Foto: Divulgação/paiN Gaming

A paiN Gaming segue como grande nome do Dota 2 sul-americano em 2018 — Foto: Divulgação/paiN Gaming

A paiN Gaming é o time principal da organização. Força dominante no cenário sul-americano na temporada passada, o time fez história ao ser o primeiro representante do Brasil no The International.

A line up, composta pelos atletas William “hFn” Medeiros, Aliwi “w33” Omar, Otavio “tavo” Gabriel, Danylo “Kingrd” Nascimento e Rasmus “MiSeRy” Filipsen, foi a grande vencedora da qualificatória. A paiN terminou a competição com duas vitórias e líder do Grupo A. Classificada para os playoffs, a equipe jogou pela chave dos vencedores contra a Infamous, ganhando por 2 a 0. Na final da chave o time enfrentou a paiN X, equipe irmã a qual venceu pelo mesmo placar.

Com nove eliminações, William “hFn” Medeiros liderou o time para vitória na primeira partida. Na segunda rodada, foi a paiN X que saiu na frente. Mantendo vantagem constante de três mil de gold até os 30 minutos, na marca dos 33 a luta entre os times quebrou a economia da paiN X, deixando a paiN virar o jogo e vencer a segunda partida aos 34 minutos.

paiN X

Com trio de brasileiros ex-SG e-Sports e dois norte-americanos, a paiN X é a nova investidad a paiN Gaming no cenário de Dota 2 — Foto: Divulgação/Twitter paiN Gaming Com trio de brasileiros ex-SG e-Sports e dois norte-americanos, a paiN X é a nova investidad a paiN Gaming no cenário de Dota 2 — Foto: Divulgação/Twitter paiN Gaming

Com trio de brasileiros ex-SG e-Sports e dois norte-americanos, a paiN X é a nova investidad a paiN Gaming no cenário de Dota 2 — Foto: Divulgação/Twitter paiN Gaming

Já a paiN X é parte do projeto da organização para incentivar os cenários brasileiro e sul-americano de Dota 2. Após negociações realizadas nas últimas semanas, a segunda line up foi anunciada pelas redes sociais na última terça-feira (18). O time é composto pelo trio ex-SG e-Sports Adriano “4dr” Machado, Rodrigo “Liposa” Santos e Francis “FrancisLee” Lee e os norte-americanos Ravindu “Ritsu” Kodippili e Quinn “CC&C” Callahan.

Nas qualificatórias do Kuala Lumpur Major, a equipe enfrentou a Braxtone pela chave dos vencedores e ganhou por 2 a 0. Após perder para paiN Gaming na final, a painN X caiu para chave dos perdedores, onde enfrentou a Thunder Predator.

Foi uma série lenta e equilibrada. Embora tenham perdido a primeira partida, os brasileiros conseguiram se recuperar e vencer por 2 a 1, reencontrando a paiN nas finais da qualificatória. Apesar da nova derrota por 2 a 0, a vitória contra a Thunder Predator já havia garantido a pain X no Kuala Lumpur Major.

O próximo desafio

Organizado pela PGL, o Major foi a primeira competição do calendário 2018-19 de Dota 2 anunciada — Foto: Divulgação/PGL Organizado pela PGL, o Major foi a primeira competição do calendário 2018-19 de Dota 2 anunciada — Foto: Divulgação/PGL

Organizado pela PGL, o Major foi a primeira competição do calendário 2018-19 de Dota 2 anunciada — Foto: Divulgação/PGL

A Axiata Arena em Kuala Lumpur, Malásia, será palco do primeiro Major da temporada 2018-19 de Dota 2, entre os dias 9 e 18 de novembro, Com 16 times na disputa, o torneio terá premiação de US$ 1 milhão (mais de R$ 4 milhões em conversão direta) e 15 mil Pro Circuit Points em jogo. Para saber mais da próxima temporada, confira a lista de mudanças anunciadas pela Valve.

MAIS DO TechTudo