Por Igor Nishikiori, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp
Quer comprar uma JBL Go? Conheça prós e contras da caixa de som portátil Quer comprar uma JBL Go? Conheça prós e contras da caixa de som portátil

A JBL Go é uma caixa de som Bluetooth portátil da marca da Harman. Por conta do preço baixo e da portabilidade, o aparelho figura entre os mais buscados no Brasil. À venda oficialmente por R$ 199, o speaker wireless está com 45% de desconto, e sai por por R$ 109 no site da JBL, com frete grátis incluso. A promoção vai até 23 de setembro e vale apenas para as caixinhas coloridas (rosa, amarelo, azul, ciano e laranja). É possível encontrá-la ainda mais barata em lojas online, por a partir de R$ 99, de acordo com o Compare TechTudo.

Será que a caixa de som vale a pena para você? Para te ajudar a escolher, o TechTudo listou os prós e os contras da JBL Go a seguir.

Caixa de som Bluetooth: cinco dicas para usar melhor

Caixa de som Bluetooth: cinco dicas para usar melhor

Quer comprar uma caixa de som barata? Encontre os melhores preços no Compare TechTudo

Ficha técnica - JBL Go

  • Lançamento no Brasil: Junho de 2016
  • Preço oficial: R$ 199
  • Dimensões: 6,5 x 8 x 3 cm
  • Peso: 144 g
  • Cores: Preto, azul, amarelo, rosa, laranja, cinza e ciano
  • Conectividade: Bluetooth 4.1
  • Entradas: MicroUSB e P2 (3,5 mm)
  • Bateria: 5 horas (600 mAh)
  • Driver: 40 mm
  • Potência: 3 watts RMS
  • Frequência de resposta: 180 a 20.000 Hz
  • Sensibilidade: 80 dB

PONTOS POSITIVOS

1. Preço

A JBL Go é a caixa de som sem fio de entrada da marca. Como dito acima, embora seu preço oficial seja de R$ 199, não é difícil encontrá-la por menos de R$ 100 no mercado nacional. O valor atrativo fica mais evidente se compararmos com o novo modelo Go 2, que normalmente é vendido na faixa dos R$ 200 e que traz poucas novidades em relação ao antecessor.

Na comparação com outros aparelhos de marcas mais consagradas à venda no Brasil, a JBL Go tem apenas a Philips BT50AX/78 competindo em termos de preço. Mais barato que eles, apenas as caixas de som sem fio genéricas, que normalmente possuem uma qualidade de som inferior e durabilidade mais frágil.

2. Design

Seu pequeno tamanho — de 6,5 x 8 x 3 cm — faz a JBL Go caber literalmente na bolsa e se torna uma opção ideal para levar na praia, no piquenique ou em passeios diversos. O dispositivo ainda vem com uma alça na lateral para colocar um cordão ou uma pulseira.

Seu material externo é todo revestido de borracha, o que deve torná-la resistente a leves impactos, e é vendida em seis cores. A única parte negativa é que esse modelo não é à prova d’água como outras caixas de som da JBL.

JBL GO tem modelos com cores chamativas e uma alça lateral — Foto: Divulgação/JBL JBL GO tem modelos com cores chamativas e uma alça lateral — Foto: Divulgação/JBL

JBL GO tem modelos com cores chamativas e uma alça lateral — Foto: Divulgação/JBL

3. Volume alto sem distorção

Um ponto a se considerar da JBL Ga é que sua potência não é das melhores (apenas 3 watts RMS), o que a torna nada aconselhável para eventos maiores, como festas ou churrascos com muitas pessoas, por exemplo. Mas, mesmo assim, o speaker deve ser capaz de reproduzir músicas em volume bem alto sem causar distorção. Segunda a JBL, a Go tem uma sensibilidade de 80 dB, que é considerado o limite seguro de audição sem prejudicar os ouvidos.

Em outras palavras, embora não seja tão potente como caixas de som maiores, o aparelho promete entregar um áudio claro e nítido mesmo com o som nas alturas. Para entender melhor, confira esse texto.

PONTOS NEGATIVOS

1. Graves fracos

Quem espera batidas mais fortes pode se decepcionar com o som produzido pela JBL Go. De acordo com suas especificações, a caixinha de som tem uma frequência de resposta de 180 Hz a 20.000 Hz.

Explicando mais claramente: quanto mais a frequência se aproxima do zero, melhor é capacidade do aparelho de reproduzir sons graves. A JBL Boombox, por exemplo, que tem como ponto forte justamente seus graves, possui um limite mínimo de frequência de 50 Hz. Outras caixas têm limites de até 20 Hz, assim como fones de ouvido de qualidade. Portanto, a Go deve pecar bastante nesse quesito.

2. Bateria

Uma informação importante de qualquer dispositivo sem fio é saber o quanto sua bateria aguenta com uma única recarga, e nesse assunto a JBL Go vai mal. De acordo com a fabricante, o tempo estimado de reprodução é de cinco horas (o que pode variar dependendo da altura do som).

Com isso, o portátil fica atrás de seus principais concorrentes, como a Sony SRS-XB10 (16 horas de carga) e a irmã JBL Clip 2 (oito horas contínuas). Portanto, na dúvida, é sempre bom ter junto um carregador de bateria portátil.

3. Ausência de funcionalidades

A JBL Go conta com funções bem básicas. Graças ao seu microfone embutido, é possível atender chamadas e usar as assistentes de voz dos smartphones, como Google Assistente e Siri, apertando apenas um botão. No entanto, as funcionalidades extras param por aí.

JBL Go não tem recursos extras, como o JBL Connect — Foto: Divulgação/JBL JBL Go não tem recursos extras, como o JBL Connect — Foto: Divulgação/JBL

JBL Go não tem recursos extras, como o JBL Connect — Foto: Divulgação/JBL

O interessante recurso JBL Connect, que permite sincronizar as caixas de som Bluetooth da marca, não está presente na Go. Da mesma maneira, não há conectividade NFC, que possibilita o pareamento instantâneo dos dispositivos. Para usuários comuns, isso pode não afetar tanto, mas para os mais exigentes fica a sensação de que o aparelho é básico demais.

Via JBL

MAIS DO TechTudo