Por Intel


A família Core não para de crescer. Ao longo dos últimos 12 meses, os processadores da Intel começaram a ganhar novos integrantes, como o I3-8100, o I5-8400 e o I7-8700. Eles representam um grande salto evolutivo em termos de capacidade de processamento, velocidade de operação e consumo de energia. Entenda o que a Oitava geração tem a oferecer para os usuários que valorizam desempenho de ponta.

Desempenho surpreendente para edição de vídeo e imagem em altíssima resolução — Foto: Thinkstock Desempenho surpreendente para edição de vídeo e imagem em altíssima resolução — Foto: Thinkstock

Desempenho surpreendente para edição de vídeo e imagem em altíssima resolução — Foto: Thinkstock

1. Quais são as vantagens dessa nova geração?

São duas vezes mais rápidos quando comparados com processadores de máquinas com cinco anos de uso. Esse resultado é possível graças a uma série de fatores. Entre eles, a configuração para Core i3 com quatro núcleos e os primeiros Core i5 com seis, o que aumenta a velocidade de processamento e reduz o consumo de energia. Graças à funcionalidade Intel Hyper-Threading, cada um dos núcleos do processador tem a capacidade de trabalhar em duas tarefas ao mesmo tempo.

2. Esses processadores funcionam em notebooks e desktops?

Sim. Existem modelos para os dois tipos de computadores. No caso dos notebooks, já surgiram vários modelos de ponta, de diferentes fabricantes, que utilizam a Oitava geração de processadores – entre eles, o Lenovo IdeaPad 320, o Dell Inspiron 15 7000, o Asus Zephyrus M, o Acer Aspire Nitro e o Samsung Odyssey Z.

3. Então posso ter um notebook com desempenho de desktop?

Exatamente. A nova geração de processadores ajuda a romper com um antigo preconceito, o de que notebooks nunca eram tão poderosos quanto computadores de mesa. Com a Oitava geração, o desempenho de portáteis fica ainda mais próximo ao dos fixos.

4. Preciso de mobilidade, quais os benefícios?

A Oitava geração proporciona designs mais leves e finos, além de alta duração de bateria, o que permite ao usuário se locomover o dia todo sem precisar plugar na tomada.

Novos níveis de performance em megatarefa para os games mais recentes — Foto: Thinkstock Novos níveis de performance em megatarefa para os games mais recentes — Foto: Thinkstock

Novos níveis de performance em megatarefa para os games mais recentes — Foto: Thinkstock

5. Sou gamer. O que eu ganho com a nova geração?

Ao lidar com até quatro placas de vídeo, os novos processadores permitem operar com até quatro monitores simultâneos. Com isso, você pode jogar em alta qualidade, e ao mesmo tempo gravar as partidas e transmiti-las ao vivo sem streaming. Em termos de taxa de quadros por segundo, a Oitava geração tem desempenho 25% maior que a sétima.

6. Quem são os maiores beneficiados?

Todos os usuários têm a ganhar com a evolução dos processadores Intel® Core™. Mas o benefício é sentido, em especial, por quem mais precisa de desempenho. É o caso, por exemplo, dos gamers, que contam com visuais em 3D 360 graus mais imersivos e controles mais precisos. Quem precisa lidar com arquivos pesados, como editores de vídeo, também vai sentir uma diferença expressiva.

7. Por que um editor de vídeo se interessaria?

Imagine ter a capacidade de editar e encodar conteúdo ao mesmo tempo. Essa vantagem representa um ganho incrível de produtividade. Editar vídeos 4K em 360°, por exemplo, poderá ser feito até 32% mais rapidamente.

8. Vale a pena fazer o upgrade?

Sem dúvida. As qualidades desses novos processadores potencializam a experiência do usuário, na medida em que aumentam o conforto e a economia. Para games, overclockers e criadores de conteúdo que precisam de desempenho premium, a Oitava geração Intel® Core™ representa um enorme ganho de tempo.

Intel
MAIS DO TechTudo