Por Carolina Ribeiro, para o TechTudo


Catfish é um termo usado para se referir a pessoas que criam perfis falsos na Internet para enganar usuários emocionalmente e/ou financeiramente. Os criminosos costumam fingir interesse na vítima para conquistar sua confiança e depois aplicam o golpe, como extorquir dinheiro, vazar fotos íntimas, roubar dados bancários - além de “partir” o coração da vítima.

Devido à sedução requerida para que a vítima seja enganada e o golpe ocorra, aplicativos de namoro como o Tinder, por exemplo, são visados pelos criminosos. Mas existem diversas formas de se proteger e identificar os perfis fakes em redes sociais. Por isso, o guia a seguir explica tudo sobre Catfish, incluindo a definição do termo, os perigos desse golpe, dicas de como se proteger e identificar um perfil falso em sites de relacionamento.

Pessoas mal-intencionadas criam perfis falsos em apps de namoro para fazer Catfish — Foto: Divulgação Pessoas mal-intencionadas criam perfis falsos em apps de namoro para fazer Catfish — Foto: Divulgação

Pessoas mal-intencionadas criam perfis falsos em apps de namoro para fazer Catfish — Foto: Divulgação

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O que é Catfish

A palavra “Catfish” significa peixe-gato em tradução literal. O termo é uma gíria em inglês usada para pessoas mal-intencionadas que criam um ou mais perfis falsos na Internet para enganar usuários emocionalmente e até financeiramente. O conceito, segundo o dicionário Merriam-Webster, surgiu em 2010 com o lançamento do documentário Catfish, que conta a história de um homem que sofre o golpe de mesmo nome. Em uma das cenas do filme, a esposa da vítima faz uma analogia ao caso com uma anedota sobre pescadores que misturam peixes-gato à pesca de bacalhaus para que eles permaneçam em alerta até a chegada à terra firme.

Ou seja, Catfish consiste em fingir ser outra pessoa em sites e aplicativos de namoro com fotos e informações de terceiros, a fim de aplicar esquemas diversos em outros usuários da plataforma. Como se escondem por trás de perfis falsos, os golpistas evitam o contato tanto por vídeo quanto pessoalmente para que a sua identidade verdadeira não seja revelada. À medida que a manipulação ocorre, o criminoso pode extorquir dinheiro, pedir favores ou chantagear emocionalmente a vítima, de forma parecida a como o peixe-gato atiça o bacalhau na metáfora do documentário Catfish.

O Tinder é um dos principais alvos de Catfish por ser um app de relacionamento famoso no mundo inteiro. Além disso, ele ocupa uma posição de destaque no Brasil, já que é um dos países com o maior número de usuários cadastrados na rede social. O aplicativo proíbe a aplicação de golpes em sua plataforma e a divulgação de dados de terceiros sem autorização. Dependendo do caso, o Tinder pode tomar medidas como excluir tudo o que estiver relacionado ao perfil falso.

Perigos do golpe

Há diversos riscos, tanto emocionais quanto financeiros, para as vítimas do Catfish. O criminoso finge interesse na vítima para conquistar sua confiança e depois aplicar o golpe. Entre eles vazar nudes (fotos íntimas), extorsão de dinheiro e arquivos infectados com vírus que podem roubar seus dados pessoais e bancários, além de uma desilusão amorosa.

Arquivos infectados enviados por quem faz Catfish podem roubar seus dados  — Foto: Pond5 Arquivos infectados enviados por quem faz Catfish podem roubar seus dados  — Foto: Pond5

Arquivos infectados enviados por quem faz Catfish podem roubar seus dados — Foto: Pond5

Como identificar um perfil fake

Para não cair na cilada do Catfish, veja abaixo algumas dicas para descobrir se um perfil é fake:

  • Fique atento aos perfis de pessoas bem-sucedidas. O criminoso pode usar uma identidade virtual falsa para se passar por um estrangeiro com profissão de renome;
  • Procure o nome e foto da pessoa em buscadores, como o Google. Os golpistas usam imagens e informações de outros usuários, geralmente com boa aparência, para atrair as suas vítimas;
  • Faça uma conversa por vídeo. Essa é uma forma de descobrir se a pessoa é realmente a mesma das fotos usadas no perfil;
  • Desconfie se a pessoa pedir dinheiro.

Procure fotos da pessoa no Google para checar a sua identidade — Foto: Reprodução/FreePik Procure fotos da pessoa no Google para checar a sua identidade — Foto: Reprodução/FreePik

Procure fotos da pessoa no Google para checar a sua identidade — Foto: Reprodução/FreePik

Violação em perfis falsos

Os sites e apps de relacionamento costumam ter regras de conduta para proibir atitudes inadequadas e criminosas. O Tinder possui normas a serem seguidas pelos usuários e sua violação pode significar, em alguns casos, a expulsão definitiva da pessoa no aplicativo.

De acordo com as diretrizes do Tinder, qualquer conteúdo (seja ele fotos, textos, marcas registradas, nomes comerciais ou qualquer mídia copiada) reproduzido sem permissão dentro do app pode violar os direitos autorais. Neste caso, o aplicativo tem a autonomia de remover tudo o que estiver relacionado ao perfil falso na plataforma.

No Tinder é possível denunciar perfis e mensagens que violem os termos de uso da plataforma — Foto: Reprodução/Helito Bijora No Tinder é possível denunciar perfis e mensagens que violem os termos de uso da plataforma — Foto: Reprodução/Helito Bijora

No Tinder é possível denunciar perfis e mensagens que violem os termos de uso da plataforma — Foto: Reprodução/Helito Bijora

No entanto, vale lembrar que é preciso denunciar os perfis para que o Tinder tenha ciência dos golpistas presentes no aplicativo. O passo a passo é fácil. Ao se deparar com um perfil falso na plataforma, toque sobre o botão “…” e escolha a opção “Denunciar [nome]”. Você poderá, então, indicar o motivo da denúncia para que o Tinder tome uma providência. No caso de marcar a opção “Outros”, dê mais informações ao aplicativo. Após a análise, o Tinder deve excluir qualquer conteúdo (fotos e mensagens) do perfil falso.

Como se proteger do Catfish

Existem diversos cuidados que o usuário pode tomar para se prevenir do golpe. Confira a seguir algumas dicas de como se proteger do Catfish:

  • Desconfie se a pessoa tem sempre uma desculpa para evitar o contato por chamada de vídeo ou marcar um encontro pessoalmente;
  • Não abra arquivos enviados pelo suposto golpista e mantenha o antivírus atualizado. O arquivo pode estar infectado e roubar seus dados pessoais e financeiros;
  • Fique atento as histórias inventadas e dificuldades financeiras do criminoso. Em alguns casos, o golpista pode convencer a vítima a enviar dinheiro com uma história bem contada;
  • Pesquise sobre a pessoa no Google ou qualquer outro buscador. Assim, o usuário pode confirmar se as fotos e informações do perfil são reais ou não.

Dicas de como se proteger do Catfish — Foto: Pond5 Dicas de como se proteger do Catfish — Foto: Pond5

Dicas de como se proteger do Catfish — Foto: Pond5

Golpe no roteador: como evitar? Troque dicas no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo