Por Raquel Freire, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O Facebook apresentou seus próprios dispositivos para videochamadas: o Portal e o Portal+. Projetados para uso doméstico, os aparelhos têm como principal característica a tecnologia de inteligência artificial, presente na câmera e no sistema de áudio. Segundo a fabricante, o recurso passa a ideia de que o usuário está na mesma sala da pessoa com quem está falando.

O Portal é a versão menor, equipada com uma tela de 10 polegadas e vendido a US$ 199, cerca de R$ 750 na cotação atual. Já o Portal+ conta com um display giratório de 15 polegadas e tem preço de lançamento de US$ 349, algo em torno de R$ 1.315. Ambos estão em pré-venda nos Estados Unidos, e devem chegar em novembro. Ainda não há previsão de disponibilidade no Brasil.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Portal e Portal+, dispositivos com inteligêncoa artificial para videochamadas do Facebook  — Foto: Divulgação/Facebook Portal e Portal+, dispositivos com inteligêncoa artificial para videochamadas do Facebook  — Foto: Divulgação/Facebook

Portal e Portal+, dispositivos com inteligêncoa artificial para videochamadas do Facebook — Foto: Divulgação/Facebook

Não é necessário que o interlocutor também tenha uma unidade do Portal ou Portal+ para realizar as chamadas. Ele funciona com o bate-papo de vídeo do Facebook Messenger, seja nas conversas individuais ou em grupos de até sete pessoas.

Além do tamanho, os displays também apresentam diferentes resoluções de tela. O painel do Portal traz 1280 x 800 pixels, ao passo que o Portal+ é Full HD (1920 x 1080 pixels). A capacidade giratória da tela mais robusta permite alternar entre os modos retrato e paisagem com um simples toque.

Com relação ao software, o Facebook não apontou diferenças nos dois aparelhos. Ambos contam com a poderosa Smart Camera, o principal destaque do aparelho de chat. Contando com IA, a câmera inteligente rastreia o usuário de forma a se deslocar, aumentar ou reduzir o zoom para enquadrar a pessoa que está batendo papo. O rastreamento de movimento também é feito pelo sistema Smart Sound, que minimiza o ruído de fundo e melhora a voz de quem está falando. Dessa forma, tanto Portal quanto Portal+ conseguem focar no usuário, mesmo que ele esteja se movimentando.

Os dispositivos contam ainda com realidade aumentada, possível graças a recursos como o Story Time. A função consegue introduzir efeitos sonoros e visuais enquanto alguém está contando uma história, por exemplo, deixando o chat em vídeo mais divertido, especialmente para crianças.

Portal e Portal+ trazem recurso de realidade aumentada que adiciona efeitos especiais durante videochamadas  — Foto: Divulgação/Facebook Portal e Portal+ trazem recurso de realidade aumentada que adiciona efeitos especiais durante videochamadas  — Foto: Divulgação/Facebook

Portal e Portal+ trazem recurso de realidade aumentada que adiciona efeitos especiais durante videochamadas — Foto: Divulgação/Facebook

Integração com assistente de voz Alexa

O Portal traz integração com a Alexa, permitindo fazer tudo o que se faz com as caixas inteligentes da Amazon. Pesquisar receitas, controlar aparelhos conectados, fazer pedidos online e outras operações por meio de comandos de voz será uma tarefa simples. A novidade aqui é a ativação, que será feita com um comando personalizado: o "Ei, Portal".

Para se esquivar das polêmicas envolvendo a Alexa, o Facebook garantiu que o aparelho não ouve nem visualiza o ambiente sem estar ligado, além de não guardar os conteúdos das videochamadas, que são criptografadas. Os dois modelos inclusive acompanham uma capinha para bloquear a lente e continuar usando a tela.

A empresa também afirma que a inteligência artificial atua apenas localmente nos dispositivos, e não em seus servidores. Outra alegação é de que o sistema não tem reconhecimento facial nem identifica quem é o usuário. Apesar disso, o próprio texto de lançamento explicita que a senha de segurança do Portal só pode ser alterada em conjunto com a senha do Facebook, o que seria suficiente para identificar a pessoa.

Via Facebook

Quanto tempo resta para o Facebook? Opine no Fórum do TechTudo

MAIS DO TechTudo