Por Diego Borges, da BGS 2018

Hitman 2 mantém a antiga fórmula e aposta em missões mais complexas Hitman 2 mantém a antiga fórmula e aposta em missões mais complexas

Hitman 2 foi anunciado este ano para PS4, Xbox One e PC sem grandes alardes. O novo título tem a dura missão de ser mais do que apenas uma continuação de uma franquia que, para muitos, já mostra sinais de desgaste. O TechTudo conferiu a versão demo disponibilizada na BGS 2018 e conta tudo. Confira:

Um modo mais descontraído de se jogar

Hitman sempre foi uma franquia pela tive um carinho desde os primeiros títulos. Em uma era onde boa parte dos games eram limitados a "andar e atirar", o título trouxe elementos de stealth, obrigando o jogador a agir sorrateiramente ao invés de simplesmente largar balas contra seus inimigos.

HITMAN 2 — Foto: Divulgação/Warner HITMAN 2 — Foto: Divulgação/Warner

HITMAN 2 — Foto: Divulgação/Warner

O novo título não foge em nada em relação às suas origens. Você ainda controla o agente careca em missões um tanto complexas. Na versão disponibilizada, nosso objetivo era abater uma piloto de corridas em plena atividade. Isso mesmo, é preciso eliminar seu alvo durante uma prova em andamento.

Para isso, o jogo te dá um leque de opções para concluir a missão. A mais sensata e discreta, foi me infltrar na equipe da piloto e sabotar o seu carro, com o intuito de sofrer um acidente. Tudo correu corretamente e o alvo foi eliminado. E o melhor: sem levantar qualquer suspeita.

Hitman 2 — Foto: Divulgação/Warner Hitman 2 — Foto: Divulgação/Warner

Hitman 2 — Foto: Divulgação/Warner

Foi o suficiente para ter uma prévia do como o jogo será flexível em relação ao desfecho da missão. Por exemplo, ao invés de ter todo esse trabalho, eu também tive como opção simplesmente encontrar uma arma previamente escondida e ter a destreza de disparar um tiro fatal contra a vítima. Entretanto, optei por fazer da boa e velha maneira, o que deu para notar como vai funcionar o sistema de disfarce e de percepção de seus oponentes.

Mas não pense que foi fácil, deu trabalho encontrar a chave do boxe, eliminar um mecânico para assumir seu posto e remover a peça sem que alguém perceba a diferença. O que me facilitou bastante foi a I.A. dos inimigos, que não é tão apurada ao ponto de perceberem meu comportamento um tanto suspeito nos locais de acesso restrito, ou na hora de simplesmente entrar e examinar o veículo.

HITMAN 2 — Foto: Divulgação/Warner HITMAN 2 — Foto: Divulgação/Warner

HITMAN 2 — Foto: Divulgação/Warner

Essa complexidade agrada muito os fãs da franquia como meu. Mas pode afastar os jogadores menos pacientes, afinal, essa foi apenas uma missão de dezenas que estarão presentes na versão final. Portanto, é preciso lembrar que Hitman sempre preza pela paciência de ser sorrateiro, se você procura um game de ação frenética, esse não é o título mais indicado.

Em relação a parte visual do jogo, achei que os gráficos deixam um pouco a desejar. Em muitos momentos percebi elementos com um detalhamento bem simples, além de personagens muito genéricos, com alguns sem qualquer expressão facial definida. Mas, como se trata de uma versão que ainda não é a final, o jeito é esperar e torcer para que tudo fique melhor até o dia 13 de novembro, quando Hitman 2 chegarás às lojas.

Mais do TechTudo