Internet

Por Taysa Coelho, Para o TechTudo


A pesquisa TIC Kids Online Brasil divulgou os hábitos de jovens brasileiros na Internet, e como lidam com as oportunidades e perigos presentes da rede. O levantamento, publicado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) na última semana, foi feito em 2017 com crianças e adolescentes de todo o Brasil entre nove e 17 anos de idade.

O estudo aponta, por exemplo, um aumento do uso da Internet por jovens para acompanhar notícias, apesar de ainda consumirem bastante entretenimento no ambiente online. Além disso, constata-se que o computador está perdendo espaço para os celulares na hora de se conectar à rede. Confira a seguir mais alguns dados curiosos do estudo.

Pesquisa mostra hábitos de crianças na rede — Foto: Pond5 Pesquisa mostra hábitos de crianças na rede — Foto: Pond5

Pesquisa mostra hábitos de crianças na rede — Foto: Pond5

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Oito em cada dez crianças e adolescentes são usuários de Internet

A pesquisa descobriu que 85% dos jovens utilizam a rede, número que corresponde ao total de 24,7 milhões de brasileiros conectados. Desses, 71% afirmaram usá-la mais de uma vez ao dia. O acesso à web, no entanto, ainda se mostra pouco igualitário ao longo do país: enquanto 93% das crianças do Sudeste dizem navegar na Internet, esse percentual cai para 63% na região Norte.

2. Mais de 90% acessam a rede pelo smartphone

Cada vez mais populares, os celulares aparecem na pesquisa como o principal meio de acesso à rede mundial de computadores. Dos entrevistados, 93% indicaram que usam dispositivos do gênero para acessar sites e redes sociais, uma diferença espantosa quando comparada ao resultado de 2012 da pesquisa, quando somente 21% deram a mesma resposta.

93% das crianças e jovens brasileiros acessam a Internet pelo smartphone — Foto: Lucas Mendes/TechTudo 93% das crianças e jovens brasileiros acessam a Internet pelo smartphone — Foto: Lucas Mendes/TechTudo

93% das crianças e jovens brasileiros acessam a Internet pelo smartphone — Foto: Lucas Mendes/TechTudo

O levantamento estima ainda que 44% das crianças e adolescentes acessaram a Internet exclusivamente por meio de smartphones, número que representa 11 milhões de pessoas. Também segundo a apuração, o aparelho seria o principal meio de acesso para jovens da área rural (57%), do Norte (59%) do país e da classe DE (67%).

3. Eles usam menos computadores

Computadores são menos usados atualmente pelos jovens para acessar a Internet — Foto: Luciana Maline/TechTudo Computadores são menos usados atualmente pelos jovens para acessar a Internet — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Computadores são menos usados atualmente pelos jovens para acessar a Internet — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Enquanto o uso do smartphones entre a população dos nove aos 11 anos cresce ano após ano, o dos computadores vem diminuindo. Esse tipo de aparelho (levando em conta computadores de mesa, notebooks e tablets) é utilizado por somente 53% do público para acessar a Internet. Eles, no entanto, já foram bem mais populares e, em 2013, eram aproveitados por 90% de crianças e jovens para esse mesmo fim.

4. 51% dos jovens conectados leem e/ou assistem a notícias pela Internet

Engana-se quem pensa que os jovens brasileiros utilizam a Internet somente para bater papo, jogar games e acessar entretenimento. A TIC Kids Online Brasil descobriu que 51% dos jovens se conectam para consumir notícias e se manterem atualizados. Esse número representa um crescimento relevante, uma vez que o hábito atingia somente 34% deles em 2013.

5. Comunicação e entretenimento predominam

Apesar do crescimento no consumo de notícias, as atividades ligadas à comunicação e o entretenimento predominam. Oito em cada dez crianças e jovens dizem que enviam mensagens instantâneas quando conectados à Internet, 77% afirmam assistir a vídeos online, 75% ouvem músicas e 73% navegam em redes sociais.

Troca de mensagens instantâneas predomina entre jovens — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo Troca de mensagens instantâneas predomina entre jovens — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Troca de mensagens instantâneas predomina entre jovens — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

No entanto, não só para o lazer que a web vem sendo utilizada: 76% dos entrevistados navegam na rede para fazer pesquisas para trabalhos escolares, enquanto 28% deles procuram informações sobre saúde. Além disso, 12% conversam na Internet sobre política ou problemas da cidade ou país, 4% participam de campanhas ou protestos na rede e 22 jovens declararam querer saber sobre o que acontece em sua comunidade.

6. Quase 40% já viram alguém ser discriminado na rede

O cyberbullying é um problema real e pode afetar a vida de muitos jovens. A pesquisa TIC Kids Online Brasil descobriu que 39% dos brasileiros entre 9 e 17 anos conectados à rede viram alguém ser discriminado na Internet. Os principais motivos para a hostilidade virtual foram cor de pele (indicado por 26%), aparência física (16%), orientação sexual (14%), religião (11%) e classe social (10%). 22% dos entrevistados confessaram já terem sido tratados de maneira ofensiva na web. Já 15% deles admitiram já ter usado a rede para atacar alguém.

7. 70% acreditam que sabe mais de Internet do que os pais

Sim, agora é comprovado que os adolescentes e pré-adolescentes acreditam saber mais do que os pais. Pelo menos no que diz respeito à navegação na Internet, uma vez que 70% deles afirmaram isso na pesquisa. Além disso, sete em cada dez deles afirmam saber bastante sobre como usar a rede, e 81% concordam que há muitas coisas na Internet que são boas para pessoas da sua idade.

81% dos jovens acreditam que a Internet tem coisas boas para pessoas da sua idade — Foto: Luana Marfim/TechTudo 81% dos jovens acreditam que a Internet tem coisas boas para pessoas da sua idade — Foto: Luana Marfim/TechTudo

81% dos jovens acreditam que a Internet tem coisas boas para pessoas da sua idade — Foto: Luana Marfim/TechTudo

No que diz respeito à segurança na navegação, 63% sabem alterar as configurações de privacidade nas redes sociais, mesmo percentual daqueles que acreditam ser capazes de verificar se uma informação encontrada na Internet está correta ou não. Quase 90% também creem ter discernimento para decidir o que deve ou não ser compartilhado, e 62% sabem desativar as funções de geolocalização, que permitem rastrear onde a pessoa está através do dispositivo móvel.

8. 75% têm permissão de usar redes sociais sem supervisão

O diálogo com os pais sobre o uso da Internet também foi um tema abordado pela pesquisa TIC Kids Online Brasil. Das crianças e jovens entrevistados, 78% afirmaram poder enviar mensagens instantâneas sem supervisão, 77% têm permissão de assistir a vídeos e filmes online desacompanhados, e 75% usam as redes sociais sozinhos.

Maioria dos jovens acredita que sabe navegar na Internet melhor que os pais e responsáveis — Foto: Pond5 Maioria dos jovens acredita que sabe navegar na Internet melhor que os pais e responsáveis — Foto: Pond5

Maioria dos jovens acredita que sabe navegar na Internet melhor que os pais e responsáveis — Foto: Pond5

Em contrapartida, os adolescentes disseram estar sendo orientados pelos familiares quanto ao uso da rede: 83% dos pais e responsáveis explicam que alguns sites são bons e outros são ruins, 84% ensinam como se portar na rede com outras pessoas e 79% educam sobre como navegar com segurança.

9. 42% já tiveram contato online com alguém que não conheciam pessoalmente

Um dos riscos do uso da Internet por crianças e adolescentes é a aproximação de pessoas desconhecidas mal-intencionadas, que podem se aproveitar da inocência dos menores para cometer crimes. A pesquisa revelou que 42% dos brasileiros entre nove e 17 anos com acesso à rede já tiveram contato online com alguém que não conheciam pessoalmente, sendo 27% dessas comunicações feitas pelas redes sociais e 21% através de serviços de mensagens instantâneas. O total cai para 22% para aqueles que afirmaram efetivamente já terem encontrado pessoalmente com um indivíduo que conheceram na web.

10. 58% têm os celulares checados pelos responsáveis

57% das crianças e adolescentes não têm acesso ao celular o tempo todo — Foto: Pond5 57% das crianças e adolescentes não têm acesso ao celular o tempo todo — Foto: Pond5

57% das crianças e adolescentes não têm acesso ao celular o tempo todo — Foto: Pond5

Mais da metade dos jovens e crianças participantes da pesquisa (58%) disseram que seus pais conferem seus smartphones periodicamente. Além disso, 60% deles afirmaram que os responsáveis colocam regras para o uso de celulares e 57% não deixam que o dispositivo seja utilizado o tempo todo.

Como configurar controle parental em contas no PS4? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo.

Problemas no Wi-Fi e possíveis soluções

Problemas no Wi-Fi e possíveis soluções

Mais do TechTudo