Segurança

Por Eduardo Manhães, da Redação


Cibercriminosos usam o WhatsApp para se aproveitar da campanha Outubro Rosa, ganhar dinheiro e roubar dados dos usuários. A estratégia começa com uma mensagem que oferece camisetas em apoio à causa, a partir de uma iniciativa feita pelas "maiores lojas do Brasil". Em seguida, o link redireciona para um site com questionário. Por fim, os interessados devem compartilhar o recado falso com mais 10 amigos para retirar a peça.

O ataque foi identificado pela Kaspersky Lab, empresa especializada em segurança na Internet, nesta quinta-feira (18). Até o momento, as mensagens maldosas só foram vistas no Brasil. Não há estimativa sobre o número de vítimas.

Criminosos usam campanha Outubro Rosa para aplicar golpe — Foto: Divulgação/Kaspersky Criminosos usam campanha Outubro Rosa para aplicar golpe — Foto: Divulgação/Kaspersky

Criminosos usam campanha Outubro Rosa para aplicar golpe — Foto: Divulgação/Kaspersky

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A sequência de perguntas parece inofensiva: "Você já participou da campanha Outubro Rosa?", "Você é a favor da campanha na luta contra o câncer?", "Qual o tamanho da sua camiseta?". Mas, ao entrar no endereço eletrônico, é solicitada a instalação de uma VPN (rede privada virtual). Então, os bandidos conseguem seu objetivo: aumentar a quantidade de visitantes. Dessa maneira, eles podem monetizar o ataque e, assim, captar dinheiro.

"Por ser um tema em alta e que dura o mês todo, os cibercriminosos se aproveitam do interesse da população para disseminar o golpe", reforça Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab. "Eles ganham de muitas formas, seja pelos milhares de page-views no site da enquete com propagandas, seja em um esquema de pay-per-install ou até mesmo com a instalação de programas maliciosos", finaliza Assolini.

Questionário falso era estratégia para ganharem dinheiro — Foto: Divulgação/Kaspersky Questionário falso era estratégia para ganharem dinheiro — Foto: Divulgação/Kaspersky

Questionário falso era estratégia para ganharem dinheiro — Foto: Divulgação/Kaspersky

A campanha anual Outubro Rosa é famosa por alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero. Esse tipo é o que mais atinge e as mulheres brasileiras e são esperados cerca de 59.700 novos casos, de acordo com as previsões do Instituto Nacional do Câncer (Inca). O mês é dedicado para ações de precaução, com a oferta de exames e consultas por todo o país.

Como se proteger

1. Desconfie de mensagens e anúncios no Facebook

Anúncio é uma novidade entre as estratégias dos golpistas, que têm usado as redes sociais para disseminar o golpe. Duvide também de supostas ofertas recebidas pelo Facebook. Para confirmar a veracidade da promoção, abra o navegador, vá até o site indicado e procure pelo produto anunciado. A dica também vale para outras plataformas, como Instagram e Twitter.

2. Não clique em links suspeitos

Tenha atenção redobrada com informações recebidas de desconhecidos. Evite acessar links suspeitos, mesmo quando enviados por seus amigos pelas redes sociais ou e-mail. Os endereços eletrônicos podem ser mal-intencionados, criados para baixar malware no dispositivo ou direcionar a páginas de phishing que coletam dados do usuário, como senhas de banco ou cartões de crédito.

3. Mantenha o antivírus atualizado

Vale verificar com regularidade o funcionamento do programa de segurança instalado no PC. Ele pode ser útil para detectar movimentações duvidosas na web, bloquear o acesso de programas maliciosos e impedir que você caia em golpes de cibercriminosos. Algumas opções são: Kaspersky Total Security, Avast Free Antivirus, AVG Antivirus e McAfee Total Protection.

Como tirar vírus no Google Chrome? Descubra no Fórum do TechTudo.

Como escolher um bom antivírus

Como escolher um bom antivírus

Mais do TechTudo