Placas

Por Igor Nishikiori, para o TechTudo


Placa de vídeo virtual são programas que emulam uma placa de vídeo real e permitem, por exemplo, instalar um jogo em um computador que não possui os requisitos mínimos para rodá-lo. Na Internet, existem diversos sites que ensinam como baixar esses softwares, com a promessa rodar games recentes em PCs mais antigos.

Mas será que elas realmente funcionam? Entenda, a seguir, o que são as placas de vídeo virtuais e veja quais são as vantagens e os riscos de fazer o download em seu computador.

Como descobrir o modelo de sua placa-mãe

Como descobrir o modelo de sua placa-mãe

Um exemplo de uma placa de vídeo virtual é o 3D-Analyze. O programa consegue fazer com que placas antigas ou integradas simulem funções disponíveis no Directx e no OpenGL. Assim, o computador passa nos testes iniciais para rodar o game e engana o instalador. Ele também permite mexer em algumas configurações internas de vídeo, mas não é atualizado desde meados dos anos 2000 e só serve para placas bem antigas.

Não há nenhuma vantagem em instalar e executar games em um PC incompatível. Na maioria dos casos, esses jogos com placa de vídeo virtual só vão funcionar em baixa resolução, além de estarem sujeitos a travamentos e FPS (frames por segundo) aquém do ideal. Vale ressaltar que é justamente por essa razão que as produtoras definem configurações mínimas para seus games.

Software 3d-Analyze não é atualizado desde meados dos anos 2000 e só serve para placas bem antigas — Foto: Reprodução/Igor Nishikiori Software 3d-Analyze não é atualizado desde meados dos anos 2000 e só serve para placas bem antigas — Foto: Reprodução/Igor Nishikiori

Software 3d-Analyze não é atualizado desde meados dos anos 2000 e só serve para placas bem antigas — Foto: Reprodução/Igor Nishikiori

GPU real x virtual

Para entender melhor porque essas tais placas de vídeo virtual não conseguem fazer milagres é preciso saber como as GPUs funcionam: diferente dos processadores (CPU), que são capazes de fazer cálculos complexos com dois, quatro, seis ou até oito núcleos (cores), as GPUs contam com centenas e até milhares de pequenos núcleos, mas que executam apenas tarefas simples e específicas para processamento gráfico.

Por conta dessa especialização, é fisicamente impossível emular o desempenho de uma boa placa de vídeo usando esses softwares. Mesmo com um processador potente e bastante memória RAM, suas funções são diferentes. Portanto, não há solução mágica: a melhor opção é juntar dinheiro e fazer o upgrade da placa de vídeo do computador.

Entre as opções com melhor custo-benefício do mercado nacional estão modelos como a Nvidia Geforce GTX 1050, que pode ser encontrada por a partir de R$ 500, e a AMD RX 560, com valor mínimo de R$ 740. Uma opção mais barata é investir em uma boa placa de vídeo onboard, que, embora tenha desempenho bem abaixo das placas dedicadas, consegue rodar diversos jogos mais pesados.

Outra alternativa, sobretudo para quem usa notebooks sem suporte a placa de vídeo, é apostar em uma placa de vídeo externa, como as da Asus e da Razer. O único empecilho é o preço, que costuma ultrapassar dos R$ 1.000 facilmente.

Placas externas, como Razer Core, transformam laptops comuns em notebooks gamer — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Placas externas, como Razer Core, transformam laptops comuns em notebooks gamer — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Placas externas, como Razer Core, transformam laptops comuns em notebooks gamer — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Desvantagens da placa de vídeo virtual

As placas de vídeo virtual fazem mal ao PC? Do ponto de vista do funcionamento da máquina, a resposta é não, pois esses programas não fazem overclock dos componentes. Na verdade, o que elas fazem é justamente o contrário: os programas forçam um downgrade para que o game se adapte às configurações do PC.

No entanto, como muitos desses programas são de origem duvidosa, não é incomum encontrar malwares embutidos neles. Por isso, caso queira se arriscar, sempre use um bom antivírus e um antimalware. Antes de começar, também é válido verificar se a sua placa de vídeo consegue rodar jogos pesados.

Via DotTech

Qual placa de vídeo comprar? Opine no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo