Por Bruno Magalhães, para o TechTudo

Project xCloud: serviço da Microsoft leva games do Xbox aos celulares  Project xCloud: serviço da Microsoft leva games do Xbox aos celulares 

A Microsoft revelou oficialmente o Project xCloud, iniciativa que pretende levar games das plataformas Xbox aos computadores e dispositivos móveis pela tecnologia de streaming. A grande motivação do serviço, na visão da empresa, é dar a possibilidade para que jogadores de celulares consigam acessar “mundos, personagens e histórias imersivas” que eles não foram capazes de experienciar até então.

Há testes fechados acontecendo em celulares e tablets com controles de Xbox conectados via bluetooth, mas também será possível aproveitar os games com comandos através das telas sensíveis ao toque. A Microsoft está desenvolvendo uma interface específica para cada jogo a todos que preferirem jogar diretamente na tela dos dispositivos.

Assista ao vídeo de anúncio, em inglês, a seguir:

Segundo a empresa, para que isso funcione adequadamente, deve ser fácil para que os desenvolvedores levem os seus jogos ao Project xCloud. Foi assegurado que todos os estúdios que publicam jogos no Xbox atualmente poderão usufruir do serviço “sem trabalho adicional”.

Um dos grandes desafios nos serviços de streaming para jogos atualmente é oferecer uma qualidade visual de altíssima qualidade, uma taxa de quadros por segundo estável e uma baixa latência. “Diferentemente de outras formas de entretenimento digital, jogos são experiências interativas que mudam drasticamente com base nos comandos do jogador”, explicou a Microsoft em postagem no seu blog oficial.

Sea of Thieves rodando em tablet com protótipo de interface para comandos touch — Foto: Divulgação/Microsoft Sea of Thieves rodando em tablet com protótipo de interface para comandos touch — Foto: Divulgação/Microsoft

Sea of Thieves rodando em tablet com protótipo de interface para comandos touch — Foto: Divulgação/Microsoft

A perspectiva é que o Project xCloud entre em fase de testes públicos a partir de 2019. Com o Microsoft Azure instalado em 54 regiões do globo — incluindo o Brasil —, a Microsoft acredita que o serviço tem a capacidade para entregar uma experiência fluída mundialmente.

“Atualmente, os testes estão rodando a 10 megabits por segundo. Nossa meta é entregar experiências de alta qualidade com base na menor taxa de bitrate possível na quantidade de redes possível, considerando as particularidades de todos os dispositivos e conexões à internet”, pontuou a empresa.

Mais do TechTudo