Por inovabra habitat


Uma das startups habitantes do inovaBra habitat – a Nuveo utiliza três tecnologias combinadas para automatizar processos burocráticos, simulando o raciocínio de um ser humano ao analisar e tomar decisões por meio de imagem, áudio e vídeo. Utilizando algumas tecnologias de redes neurais e machine learning, o sistema é capaz de realizar sozinho diversos processos.

Inteligência artificial é tema de entrevista com CEO da Nuveo, José Flávio — Foto: Divulgação/Bradesco Inteligência artificial é tema de entrevista com CEO da Nuveo, José Flávio — Foto: Divulgação/Bradesco

Inteligência artificial é tema de entrevista com CEO da Nuveo, José Flávio — Foto: Divulgação/Bradesco

A ferramenta inteira é baseada em informações públicas e o modelo foi desenvolvido com problemas reais dos clientes atendidos. “Imagine alguém que lê documentos ou vê uma imagem e precisa tomar uma decisão em cima disso. Por exemplo, a pessoa lê um contrato social ou processo judicial, faz um resumo daquilo e com base nisso toma uma decisão. Nós automatizamos esse processo”, explica o CEO e fundador, José Flávio. “Aplicamos Inteligência Artificial, mas de forma muito simples. Como a tecnologia é nossa, acabamos moldando-a para vencer esses desafios. Basicamente vendemos para os clientes uma caixa fechada, que eles plugam em suas estruturas e automaticamente começam a usar”, relata.

Com escritórios no Brasil, Canadá e Suíça, a empresa conta com 35 colaboradores e tem dois anos e meio. A Nuveo já fez duas experimentações (provas de conceito ou POCs) com o Bradesco e, recentemente, foi contratada pelo Banco.

A inteligência artificial, tecnologia usada pela Nuveo, é um dos eixos do inovaBra habitat, espaço de coinovação do Bradesco. Os demais pilares tecnológicos do local são API, blockchain, computação imersiva, internet das coisas (IoT) e big data.

Confira a entrevista do CEO da Nuveo no vídeo abaixo:

inovabra habitat
Mais do TechTudo