E-commerce

Por Isabela Cabral, para o TechTudo


É difícil passar a Black Friday sem alguns problemas nas compras com desconto e este ano não é diferente. O portal ReclameAQUI contabilizou 4.058 queixas deixadas pelos consumidores entre as 11h de quarta-feira (21) e as 16h desta sexta-feira (23). Propaganda enganosa e maquiagem de preço foram os motivos mais citados nas reclamações, representando 16,1% dos casos. Enquanto isso, o ranking de produtos e serviços mais reclamados é liderado por celulares (11%), TVs (5,6%) e passagens aéreas (4,8%).

Celulares e Smart Tvs com preços baixos? Saiba como aproveitar a Black Friday

Celulares e Smart Tvs com preços baixos? Saiba como aproveitar a Black Friday

Outro dado que chama atenção no monitoramento é o volume de reivindicações na tarde de hoje. O período foi agitado: os usuários fizeram em média 230 queixas por hora. Houve um aumento em relação a madrugada, considerada "hora do rush" das reclamações. Da 0h à 1h, por exemplo, o site teve 126 registros.

De acordo com o site de reclamações, ainda é preciso aguardar o final oficial da Black Friday para um balanço geral, mas já pode-se dizer que a edição de 2018 teve um crescimento de contestações em comparação ao ano anterior.

No ano passado, durante as 24 horas de ofertas do dia da Black Driday, houve 3,5 mil queixas no site. Na Black Friday 2016, o Reclame Aqui recebeu 2,9 mil e, em 2015, o número chegou 4,4 mil reclamações.

Reclame Aqui registtra mais de 4 mil reclamações nesta Black Friday — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo Reclame Aqui registtra mais de 4 mil reclamações nesta Black Friday — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo

Reclame Aqui registtra mais de 4 mil reclamações nesta Black Friday — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo

Veja abaixo os rankings completos divulgados pelo ReclameAQUI.

Produtos mais reclamados

  1. Smartphone e celulares - 11%
  2. TV - 5,6%
  3. Passagem aérea - 4,8%
  4. Tênis - 3,9%
  5. Cartão de crédito - 3%

Principais motivos de reclamações

  1. Propaganda enganosa - 16,1%
  2. Divergência de valores - 8,3%
  3. Problemas na finalização de compra - 7,1%
  4. Atraso na entrega - 3,9%
  5. Estorno do valor pago - 2,8%

Mais do TechTudo