Por Thássius Veloso, da redação


O horário de verão entra em vigor nos estados de regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste neste domingo, dia 4 de novembro – mesma data em que será aplicado Exame Nacional do Ensino Médio, o que por si só já deixa alguns participantes de cabelo em pé. Para completar, no últimos mês foram registrados episódios em que celulares, PCs e até relógios de rua mudaram antes do previsto. Permanece a dúvida se desta vez os equipamentos vão entrar automaticamente no novo horário.

Nos debruçamos sobre o assunto para te explicar o motivos dos bugs e como a indústria se prepara para encarar a nova mudança de horário. De início, podemos antecipar que não existe um órgão responsável por coordenar o update automático, tornando mais difícil encontrar os responsáveis por eventuais problemas.

Como mudar a hora em um celular Android e no iPhone

Como mudar a hora em um celular Android e no iPhone

Entenda o caso

Aparelhos eletrônicos possuem diversas formas de informar a hora certa ao usuário. Normalmente, no caso de smartphones, esse dado chega de duas formas: pela rede celular e por meio de um arquivo que sai de fábrica com o smartphone. O problema é quando o arquivo está desatualizado, o que faria com o que o aparelho entrasse no fuso de horário na data errada.

O Governo Federal criou uma regra no ano passado para tornar mais simples a vida dos brasileiros (e de setores relacionados à tecnologia): determinou que o horário de verão se iniciaria sempre no terceiro domingo de outubro. Em tese a questão estaria resolvida, não fosse o mesmo poder público que decidiu mudar de dia em 2018. Resultado: seu equipamento eletrônico pode não ter a instrução para trocar de data em 4 de novembro (o governo tentou passar para 18 de novembro, mas desistiu).

O especialista em tecnologia Antônio Moreiras, do Núcleo de Informação e Gestão do Ponto BR, afirma que a comunidade foi pega de surpresa. “Talvez mal lembrassem da correria que existia antes da nova regra”, pondera.

Consultamos criadores de sistemas móveis, operadoras de telefonia e fabricantes. No entanto, nenhum dos elos foi consistente ao tratar do tema. Vários, inclusive, fugiram do assunto. A principal evidência é de que empresas do naipe de Samsung, Apple, Motorola e LG, para citar as maiores do mercado, têm a palavra final sobre o sistema que roda em seus dispositivos, a forma como ele obtém as informações automáticas de hora e quais correções são enviadas ao aparelho durante o ciclo de vida.

Operadoras dizem que setor está preparado

Neste ponto, é importante considerar o que diz o órgão que representa Claro, Oi, TIM, Vivo e Nextel, as principais companhias do setor, porque tanto o sistema Android quanto o iOS recebem instruções da rede de telefonia sobre o início do horário de verão. Neste ano, a TIM chegou a assumir a culpa pelo episódio em que clientes acordaram mais cedo porque o despertador do smartphone tocou antes da hora.

O sindicato das operadoras de telefonia celular afirma que está tudo certo para a madrugada de domingo. Em nota, informa o seguinte: “As empresas reforçam que programam o horário de suas plataformas de rede e serviços de acordo com o calendário oficial, reprogramando sua rede quando há alteração. Além disso, realizam o monitoramento online nas datas de mudança para se certificarem que a alteração ocorreu conforme o esperado.”

No entanto, não é só da rede de telecomunicações que chega a hora automática do seu smartphone. E é justamente aí que a situação fica mais complicada de compreender.

Operadoras estão prontas para o horário de verão, segundo sindicato — Foto: Lucas Mendes/TechTudo Operadoras estão prontas para o horário de verão, segundo sindicato — Foto: Lucas Mendes/TechTudo

Operadoras estão prontas para o horário de verão, segundo sindicato — Foto: Lucas Mendes/TechTudo

De quem é a responsabilidade?

O Google explica que o sistema Android conta com uma tabela com todos os fusos horários do planeta, conforme comentamos mais acima, bem como as datas de entrada e saída de horário de verão. O documento é publicado por uma coalizão internacional voltada para a operação de dispositivos conectados à internet. Segundo o gigante das buscas, as grandes versões do sistema (Android 8.0, Android 8.1, Android 9.0) são liberadas para fabricantes com a tabela mais atual. A partir daí, cada empresa do setor pode fazer modificações.

No nosso exemplo, uma fabricante qualquer poderia pegar o Android 8.0 (do ano passado, com a tabela antiga) liberado pelo Google para colocar num novo smartphone. Ao finalizar a implementação de interface de sistema e recursos adicionais, caberia a ela atualizar novamente o registro de fusos antes de colocar o aparelho no mercado. De acordo com o Google, patches de segurança do Android, com correções menores, também poderiam trazer a tabela, mas isso não parece ser prioridade das fabricantes do setor.

Horário de verão automático pode ser desativado no Android — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo Horário de verão automático pode ser desativado no Android — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Horário de verão automático pode ser desativado no Android — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Não se sabe como o Android se comportaria caso haja informações discrepantes entre o horário informado pela rede de telefonia e a hora prevista na tabela instalada no aparelho.

Também não se sabe como é o funcionamento do sistema iOS. Procurada, a Apple não deu detalhes.

Google recomenda ajuste manual

Tornou-se impossível garantir que todos os smartphones e tablets entrarão automaticamente no horário brasileiro de verão durante a passagem de sábado para domingo. Tendo em vista a situação complexa, o Google recomendou que usuários de Android definam manualmente a hora do telefone antes do início do período.

O procedimento inclui acessar os ajustes do Android para desligar “Data e hora automáticas” e “Fuso horário automático”. Depois é preciso adicionar uma hora, fazendo com que o telefone pule de 00h00 para 01h00. Confira o passo a passo de como deixar o Android em modo manual.

Horário de verão: Google recomenda ajuste manual — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Horário de verão: Google recomenda ajuste manual — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Horário de verão: Google recomenda ajuste manual — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Vai além: instrui que os mesmos clientes desfaçam os ajustes no dia seguinte. “O horário deve então estar de acordo com o sinal enviado pelas operadoras”, diz a empresa em documento publicado na web.

Apple diz que está tudo pronto

Donos de iPhone fizeram barulho nas redes sociais quando a TIM antecipou o horário de verão. A despeito das tentativas para que contasse detalhes do sistema, a Apple limitou-se a dizer que “vai ter ajuste automático do iOS”. Também recomendou procurar as operadoras de telefonia – como você já sabe, o setor diz estar a postos.

Indústria de eletroeletrônicos recomenda ajuste automático

Na contramão do que diz o detentor do sistema Android, o mais usado do país, a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) recomenda que os consumidores deixem smartphones com horário automático, para que a rede de telefonia atualize as informações. Entre as empresas representadas pela Abinee estão LG e Motorola. As duas fabricantes não quiseram detalhar o funcionamento técnico de seus sistemas.

Diz a nota: “No dia 4 de novembro, a zero hora, terá início o horário brasileiro de verão nos estados em que este sistema é adotado. Nestes locais o relógio de seu smartphone deverá ser atualizado automaticamente através da rede de sua operadora celular. Para isso, verifique se as configurações de ‘data e hora automáticas’ e ‘fuso horário automático’ estão habilitadas no menu “data e hora” de seu smartphone.”

A entidade indica que “opcionalmente” os clientes poderão fazer o ajuste manual, tal qual recomenda o Google. Nós buscamos um porta-voz de perfil técnico que pudesse dirimir outras dúvidas, mas a organização não indicou nenhum profissional.

Horário de verão: Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) recomenda ajuste automático — Foto: Thássius Veloso / TechTudo Horário de verão: Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) recomenda ajuste automático — Foto: Thássius Veloso / TechTudo

Horário de verão: Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) recomenda ajuste automático — Foto: Thássius Veloso / TechTudo

Donos de celular Galaxy devem ficar acordados

A Samsung sugere que os consumidores permaneçam alerta até a meia-noite. Diz a nota: “A Samsung recomenda que os consumidores (...) verifiquem, à meia noite do dia 04 de novembro, se os dispositivos estão ajustados com o horário de verão. A empresa reitera seu comprometimento com seus consumidores e os orienta de forma antecipada para evitar quaisquer transtornos.”

A companhia se manifestou sobre o tema depois que o Galaxy A6 Plus recebeu, nesta semana, uma pequena atualização para ajustar o horário automático. A Samsung não quis informar demais smartphones que teriam recebido o mesmo patch.

Em nota, Samsung sugere que usuários permaneçam alerta até a meia-noite — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo Em nota, Samsung sugere que usuários permaneçam alerta até a meia-noite — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Em nota, Samsung sugere que usuários permaneçam alerta até a meia-noite — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Resumo da ópera

Não temos como dizer se o seu smartphone será atualizado para o horário de verão. Por via das dúvidas, o melhor procedimento parece ser o do Google: desligar os ajustes automáticos e adiantar o telefone em uma hora antes de dormir. No dia seguinte, o ideal é reativar os ajustes automáticos para se certificar de que está tudo em ordem.

Um procedimento adicional pode ser a criação de um timer no relógio do aparelho. Normalmente a função não depende de fuso horário: ao habilitar um contador de 8 horas às 23h de sábado, o usuário naturalmente seria acordado às 8h de domingo.

A situação é confusa e carece de respostas. Ainda assim, são os melhores conselhos para todos os brasileiros – e em especial os 5,5 milhões de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio.

Mais do TechTudo