Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A JBL Xtreme 2 e a Beats Pill+ da Beats são duas caixas de som sem fio disponíveis para comprar no Brasil que aparecem como boas opções de qualidade e potência. A primeira já chegou a ser eleita a melhor do mundo no segmento, enquanto a segunda apresenta um bom desempenho e eficiência de acordo com a análise do TechTudo.

O modelo da JBL está à venda por aproximadamente R$ 1.600 no e-commerce nacional, de acordo com o Compare TechTudo, um valor bastante acima dos R$ 900 cobrados oficialmente pela Pill+. Confira a seguir mais detalhes a respeito dos dois aparelhos Bluetooth e saiba qual delas é a melhor opção para você.

Quer comprar uma caixa de som barata? Encontre os melhores preços no Compare TechTudo

Caixa de som Bluetooth: cinco dicas para usar melhor

Caixa de som Bluetooth: cinco dicas para usar melhor

Design

Ambos os modelos são bem grandes, mas a Xtreme é ainda maior: seu peso, de acordo com a JBL, é de 2,3 kg. Já a Pill+ pesa cerca de 745 gramas, característica que, aliada ao tamanho de 6,92 x 6,36 x 21 cm (L x A x P), faz do modelo mais portátil que o rival.

No entanto, a principal diferença entre as duas caixas, no que diz respeito a recursos disponíveis, é a resistência à água, fator interessante que está presente na Xtreme 2. O aparelho de som da JBL pode, portanto, ser utilizado em locais com risco de respingos – além de, inclusive, poder ficar debaixo d'água por um tempo –, algo impossível com a Pill+. A JBL disponibiliza em sua loja oficial três opções de cor: preto, verde escuro e azul. Enquanto isso, a caixa da Beats pode ser comprada em branco, preto ou vermelho.

JBL Xtreme 2 é bem maior e mais pesada; entretanto caixa se destaca por ser à prova d'água — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo JBL Xtreme 2 é bem maior e mais pesada; entretanto caixa se destaca por ser à prova d'água — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

JBL Xtreme 2 é bem maior e mais pesada; entretanto caixa se destaca por ser à prova d'água — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Qualidade de som

As duas caixas de som têm som estéreo e se destacam por soluções que visam cobrir tanto som de assinatura mais grave quanto os médios e agudos. Entretanto, os produtos da Beats cosumam ser associados à reprodução mais voltada para os graves, característica que foi confirmada na Pill+ durante os testes. A Xtreme 2 também apresenta qualidade na reprodução de frequências mais baixas, contando com woofer integrado, responsável direto pelos baixos e batidas potentes.

Beats é bem economica na divulgação das especificações da Pill+ — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo Beats é bem economica na divulgação das especificações da Pill+ — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Beats é bem economica na divulgação das especificações da Pill+ — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Mas, em termos de potência e som vibrante, a vantagem deve ficar mesmo com a JBL Xtreme 2. A caixa de som da JBL abriga alto-falantes maiores, que movem mais ar e, por isso, prometem maior sucesso ao reproduzir áudio. Comparações mais aprofundadas em relação às especificações técnicas e a qualidade de som de uma e outra acabam prejudicadas pelo fato de que a Beats não divulga muitas informações sobre o produto.

Recursos e bateria

Ambas tem bateria de longa duração que pode se comportar como powerbank — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo Ambas tem bateria de longa duração que pode se comportar como powerbank — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Ambas tem bateria de longa duração que pode se comportar como powerbank — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Algumas funções frequentes no segmento de caixas de som sem fio estão presentes nos dois modelos. É o caso do microfone integrado, que possibilita ao usuário a realização de chamadas telefônicas por voz, ou da conectividade Bluetooth e entrada 3,5 mm, para conectar cabo auxiliar com plugue P2 e ouvir suas músicas favoritas. Além disso, os modelos contam com aplicativos oficiais de suas respectivas fabricantes. A Xtreme 2, por exemplo, pode ser conectada a uma "rede" de caixas da marca.

Com relação à bateria, o modelo da JBL acaba beneficiada por trazer um componente de maior tamanho e autonomia, com duração estimada de até 15 horas. Já a Pill+ tem carga para resistir por 12. Em comum, as duas caixas de som podem se comportar como baterias externa por meio de porta USB e cabos para abastecer smartphones e outros dispositivos.

Preço e disponibilidade

A Xtreme 2 pode ser encontrada no Brasil a preços na faixa dos R$ 1.600. Apesar disso, ainda não foi lançada oficialmente no país, sendo encontrada apenas no e-commerce nacional. Portanto, os preços podem variar bastante até que o modelo chegue na loja oficial da fabricante. Outro possível problema é a existência de "réplicas" mais baratas, bastante encontradas no mercado nacional.

Já a Pill+ desembarcou oficialmente no Brasil com preços a partir de R$ 1.099 de acordo com a loja oficial, valor bastante inferior ao praticado pela JBL. O produto pode ser encontrado por ainda menos nas lojas online, ficando disponível por a partir de R$ 900.

JBL Xtreme 2 vs. Beats Pill+

Especificações JBL Xtreme 2 Beats Pill+
Lançamento Julho de 2018 Julho de 2017
Preço a partir de R$ 1.600 a partir de R$ 900
Potência 2x 20 watts RMS não informado
Frequência de resposta 55 Hz a 20 kHz não informado
Drivers 2x 20 mm, 2x woofers não informado
Conectividade Bluetooth, cabo, USB Bluetooth, cabo, USB
Bateria até 15 horas até 12 horas
Cores preto, azul, verde branco, preto e vermelho

Qual é a melhor caixa de som Bluethooth? Saiba no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo