Por Bruna Telles, para o TechTudo


Overwatch recebeu a atualização 1.30 no último dia 13. Além de fazer ajustes e corrigir bugs de heróis e mapas, a grande novidade do patch é a chegada de Ashe, líder da gangue Deadlock e 30ª personagem do jogo. Confira, a seguir, as novidades do update e o que pode mudar no meta do jogo. Vale registrar que o conteúdo é uma análise, ou seja, apenas o contato dos jogadores com a atualização vai pode confirmar o novo meta game.

Ashe chegou

Ashe é líder da gangue Deadlock e rival do McCree — Foto: Divulgação/Blizzard Ashe é líder da gangue Deadlock e rival do McCree — Foto: Divulgação/Blizzard

Ashe é líder da gangue Deadlock e rival do McCree — Foto: Divulgação/Blizzard

Anunciada na Blizzcon 2018, Ashe é a nova heroína de dano de Overwatch. A expectativa é que os jogadores DPS sejam os mais interessados na personagem, pois suas habilidades a tornam uma opção versátil, capaz de criar situações para atacar inimigos à distância, ou causar grande dano de área. Ashe tem grande potencial de entrar no meta atual.

Sua arma principal é a Víbora, um rifle de ação por alavanca que funciona em dois modos: semiautomático e mira. No semiautomático ela dispara rapidamente, com alta difusão. Na mira, Ashe enfileira disparos precisos, perde velocidade, porém aumenta o dano causado.

Já a Escopeta é a sua arma secundária, de curto alcance e alto impacto. Ela permite duas situações: causar dano e empurrar os inimigos próximos (pushback), ou dar um tiro no chão, fazendo Ashe se afastar e ganhar mais mobilidade. Nesse caso, a Escopeta pode ser usada para melhorar o posicionamento, mira, ou fugir da perseguição dos inimigos.

Com a Dinamite, Ashe tem também duas situações ofensivas. Na primeira, ela joga um explosivo que detona após alguns instantes, causando dano de área, ateando fogo aos inimigos e causando dano ao longo do tempo. No segundo caso, Ashe pode atirar na dinamite e denotá-la antes da hora, o que pode surpreender inimigos desprevenidos. Por fim, com a sua suprema, B.O.B., Ashe invoca o mordomo ômnico B.O.B., que golpeia os inimigos e ataca com seu canhão de braço.

Atualizações dos heróis

Roadhog passou por grandes atualizações em Overwatch — Foto: Divulgação/Blizzard Roadhog passou por grandes atualizações em Overwatch — Foto: Divulgação/Blizzard

Roadhog passou por grandes atualizações em Overwatch — Foto: Divulgação/Blizzard

Além de uma atualização geral, que deixou a altura dos saltos mais consistente entre todos os heróis, outros quatro personagens receberam mudanças:

MERCY

  • Valquíria: custo da habilidade suprema reduzido em 15%, e cura por segundo aumentada de 50 para 60.

REAPER

  • Espingardas infernais: aleatoriedade da difusão reduzida em 50%, e padrão da difusão ajustado;
  • A Ceifa: roubo de vida aumentado de 20% para 30% do dano causado.

ROADHOG

  • Corrente de Gancho: intervalo antes de puxar um alvo enganchado reduzido de 0,5 para 0,3 segundos; redução significativa do impulso do alvo quando ele é enganchado; a recarga da habilidade tem começo imediato, e não após o alvo ser puxado.
  • Arma de Sucata: padrão de difusão ajustado nos disparos primário e secundário; aleatoriedade da difusão reduzida em 50%.
  • Cair Matando: velocidade máxima da repulsão aumentada em 25% (de 8 para 10 metros por segundo); recuo horizontal ligeiramente reduzido.

SYMMETRA

  • Projetor de Fótons: o feixe do disparo primário carrega 20% mais rápido.

Com a mudança, Reaper, herói fora do meta atual (pick rate 8,43%/win rate 49,67%), torna-se mais viável, pois o update reforça sua especialidade do combate próximo. Roadhog, outro fora do meta (pick rate 7,47%/49,06% win rate), tem passado por grandes mudanças e isso deve incentivar os picks dos jogadores.

A atualização também alcança dois problemas recorrentes. Mercy é o terceiro herói de suporte mais jogado do meta atual (13,49%/win rate 49,21%), mesmo sofrendo constantes mudanças. Na nova atualização, ela recupera parte da força da sua suprema, permitindo o carregamento mais rápido. Com a chegada de Ashe, Mercy pode fazer uma potencial boa dupla no meta atual, reforçando sua preferência entre os jogadores.

Já Symmetra, que recebeu mudanças radicais e saiu da função de suporte para dano, tem pick rate atual baixo (2,17%), mas win rate alto (55,10%). Uma vez que o Projetor de Fótons ainda não é bem utilizado, a personagem deve tornar-se uma opção mais forte e aparecer mais nas partidas.

Atualizações de mapas

Os mapas de Ataque, Escolta e Ataque/Escolta tiveram o cronômetro de preparação reduzido de 1 minuto para 45 segundos. Já o cronômetro da fase "Reúna sua equipe" aumentou de 10 para 25 segundos na segunda rodada dos mapas de Ataque, Ataque/Escolta e Escolta.

Correções de bugs

Doomfist, vítima de alguns bugs, deve melhorar depois da atualização 1.30 — Foto: Divulgação/Blizzard Doomfist, vítima de alguns bugs, deve melhorar depois da atualização 1.30 — Foto: Divulgação/Blizzard

Doomfist, vítima de alguns bugs, deve melhorar depois da atualização 1.30 — Foto: Divulgação/Blizzard

Enquanto apenas quatro heróis receberam mudanças em seus kits de habilidades, 9 tiveram bugs em problemas de valor competitivo corrigidos. Neste ponto, o destaque é Doomfist, que com pick rate de 15,39% e win rate de 52,69%, tende a manter sua posição de terceiro herói de dano mais jogado no meta atual.

Brigitte

  • Corrigido o problema que impedia que o Disparo Açoitador entrasse em recarga quando era interrompido antes da corrente se retrair.

Doomfist

  • Corrigido o problema que impedia os inimigos atingidos pelo Soco Foguete de saírem voando se fossem eliminadas pela habilidade;
  • Corrigido o problema que impedia o Gancho Ascendente de causar dano aos inimigos;
  • Corrigido o problema que impedia o Abalo Sísmico de causar dano quando era atingido por uma habilidade de repulsão no momento de aterrisar.

Junkrat

  • Corrigido o problema que fazia Junkrat retornar à animação de ociosidade quando era atordoado durante o uso do Pneu da Morte.

Orisa

  • Corrigido o problema que impedia o Fortificar de Orisa de cancelar os efeitos de controle aéreo do Gancho Ascendente de Doomfist.

Reinhardt

  • Corrigido o problema que permitia o Abalo Terrestre de Reinhardt atingir Brigitte se ela bloqueasse com a Barreira de Escudo enquanto andava de lado em períodos de alta latência.

Roadhog

  • Corrigido o problema que impedia a Corrente de Gancho entrar em recarga quando era interrompida antes da corrente se retrair;
  • Corrigido o problema que impedia a Corrente de Gancho destruir objetos ao puxar o alvo para trás.

Symmetra

  • Corrigido o problema que impedia Symmetra de carregar sua arma primária em muralhas de gelo inimigas.

Tracer

  • Corrigido o problema que fazia Tracer acelerar um pouco mais devagar e desacelerar um pouco mais rápido do que outros heróis.

Zarya

  • Corrigido o problema que permitia os heróis de atravessar correndo um Surto de Grávitons sem ficarem presos.

Com os mapas foi corrigido o problema que impedia que a carga curasse atacantes se os personagens recebessem dano enquanto a empurravam em mapas de Escolta e Ataque/Escolta.

Quando a atualização chega no competitivo

Até a presente data, não foi divulgado quando a atualização 1.30 será liberada em competições. Vale registrar que o calendário competitivo de Overwatch encerra-se em novembro, com o início da Season 3 da Overwatch Contenders na América do Norte, América do Sul, Austrália, China, Europa, Coreia e Pacífico. Em 2019, a competição trará grandes mudanças no formato.

Via Overwatch

MAIS DO TechTudo