Por Victor de Abreu, para o TechTudo


Warcraft é uma das franquias da Blizzard Entertainment de maior sucesso de todos os tempos. Lançado na década de 1990, o jogo foi febre entre os fãs, mas só emplacou no cenário competitivo nos anos 2000, com Warcraft 3. Relembre, a seguir, o sucesso do jogo que marcou geração, sua evolução nos torneios e veja os campeonatos da franquia até hoje.

Warcraft 3 foi sucesso nos anos 2000 e emplacou no cenário competitivo — Foto: Reprodução/Warcraft Warcraft 3 foi sucesso nos anos 2000 e emplacou no cenário competitivo — Foto: Reprodução/Warcraft

Warcraft 3 foi sucesso nos anos 2000 e emplacou no cenário competitivo — Foto: Reprodução/Warcraft

Warcraft: Orcs & Humans (1994) e Warcraft II: Tides of Darkness (1995)

O primeiro Warcraft trouxe o modo multplayer e levou os RTS a um novo patamar, servindo de inspiração para outras desenvolvedoras. Apesar do sucesso de crítica e entre os fãs, o esporte eletrônico ainda estava engatinhando entre 1994 e 1995 e o jogo não chegou a ter destaque no competitivo.

Warcraft: Orcs & Humans foi a primeira versão da franquia de sucesso — Foto: Divulgação/Blizzard Warcraft: Orcs & Humans foi a primeira versão da franquia de sucesso — Foto: Divulgação/Blizzard

Warcraft: Orcs & Humans foi a primeira versão da franquia de sucesso — Foto: Divulgação/Blizzard

Entre 1995 e os anos 2000, ocorreu uma verdadeira onda de jogos RTS. Com o lançamento da sequência Warcraft II: Tides of Darkness, a Blizzard trouxe o multiplayer via Internet e tornou o modo de duelos mais visado. Apesar do avanço importante, Warcraft II ainda não viria a aparecer em grandes competições nesses anos.

No mesmo período, Starcraft, outro RTS da Blizzard, ganhou destaque e foi o carro chefe da desenvolvedora nas competições. Command and Conquer, concorrente, foi outro jogo que conquistou espaço nos primórdios dos esports.

Warcraft II não teve aparições em grandes eventos de esports — Foto: Reprodução/Warcraft II Warcraft II não teve aparições em grandes eventos de esports — Foto: Reprodução/Warcraft II

Warcraft II não teve aparições em grandes eventos de esports — Foto: Reprodução/Warcraft II

Warcraft III: Reign of Chaos (2002)

Foi no terceiro jogo da franquia que Warcraft conseguiu espaço nos maiores eventos de esportes eletrônicos no período. Warcraft III: Reign of Chaos, que já em 2003 recebeu a expansão Frozen Throne, foi um sucesso. Seu modo multiplayer chamou a atenção dos fãs do gênero e ocasionou em um enorme crescimento de competições pelo mundo.

A forma complexa de como as raças, Human, Orc, Undead e Night Elf, interagiam entre si e os diferentes mapas disponíveis praticamente obrigavam os profissionais a focarem em apenas uma raça. Assim, criou-se um estilo de jogo único, o que agradava tanto os competidores como os espectadores.

Warcraft 3 conseguiu colocar a franquia no topo dos esports — Foto: Divulgação/Blizzard Warcraft 3 conseguiu colocar a franquia no topo dos esports — Foto: Divulgação/Blizzard

Warcraft 3 conseguiu colocar a franquia no topo dos esports — Foto: Divulgação/Blizzard

No geral, Warcraft III teve suas maiores cenas na Europa, China e Coreia do Sul, mas também esteve em competições na América do Norte. Eventos como da WCG (World Cyber Games), CPL (Cyberathlete Professional League ) e ESL (Electronic Sports League) tinham quase como obrigação a presença do game em na line up de jogos. As premiações no período foram de até US$ 50 mil (cerca de R$ 200 mil em conversão direta). Os valores atraíram grandes organizações, como a europeia SK Gaming e a chinesa World Elite.

Entre os atletas de destaque de Warcraft III, destaque para o sul-coreano Jang "Moon" Jae Ho, que além de ser considerado o melhor jogador de Night Elf do mundo, faturou algo em torno de US$ 500 mil (cerca de R$ 2 milhões) apenas com Warcraft. O holandês Manuel "Grubby" Schenkhuizen e o sueco Fredrik "MaDFroG" Johansson também fizeram sucesso internacional. Entre os brasileiros, Bernardo "PaTo" Rodrigues acumulou conquistas, como o WCG Panamericano no México em 2006.

Essa febre foi do lançamento do game até 2010, quando os MOBAs começaram a ficar populares e o gênero RTS perdeu espaço.

World of Warcraft (2004)

Apesar de ser um MMORPG (Massively Multiplayer Online Role-Playing Game), World of Warcraft também tem seu espaço nos esports. As batalhas no WoW Arena e as corridas contra o tempo no WoW Mythic Dungeon são opções que agradam aqueles que preferem o PvP clássico e os jogadores que optam pela execução de dungeons.

Mesmo com toda a fama de World of Warcraft, muitos não sabem que esse forte cenário competitivo existe desde 2007 e que seus torneios já tiveram premiações de quase US$ 300 mil (cerca de R$1,2 milhão). Em 2018, o torneio de WoW que teve final na BlizzCon premiou as equipes campeãs com US$ 120 mil (cerca de R$ 450 mil).

Competições de World of Warcraft continuam a todo o vapor — Foto: Divulgação/Blizzard Competições de World of Warcraft continuam a todo o vapor — Foto: Divulgação/Blizzard

Competições de World of Warcraft continuam a todo o vapor — Foto: Divulgação/Blizzard

Hearthstone: Heroes of Warcraft (2014)

Além do WoW, outro jogo que carrega o nome do Warcraft nas competições hoje em dia é o Hearthstone: Heroes of Warcraft, um TCG (Trading Card game) lançado em 2014 e que também é baseado no universo da franquia. O jogo agradou os fãs de Warcraft e de jogos de carta, e construiu uma cena sólida nos esports pouco tempo depois do seu lançamento oficial. Entre os seus torneios, destaque para o Hearthstone World Championship 2017, que teve uma premiação total de US$ 1 milhão (cerca de R$ 4 milhões).

Lucas "Rase" Guerra é o brasileiro de mais destaque no competitivo de Hearthstone — Foto: Divulgação/Blizzard Lucas "Rase" Guerra é o brasileiro de mais destaque no competitivo de Hearthstone — Foto: Divulgação/Blizzard

Lucas "Rase" Guerra é o brasileiro de mais destaque no competitivo de Hearthstone — Foto: Divulgação/Blizzard

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Como jogar Hearthstone

Como jogar Hearthstone

MAIS DO TechTudo