Por Isabela Cabral, para o TechTudo


O Beddit, à venda no site oficial a Apple, é um sensor em forma de tira que monitora o sono do usuário. O aparelho deve ser colocado na cama, embaixo do lençol, para acompanhar seus movimentos ao longo da noite. Após a análise, os dados sobre batimentos cardíacos, temperatura, respiração, entre outros, ficam disponíveis em um aplicativo para iPhone (iOS).

Além disso, o dispositivo pode ser utilizado junto ao Apple Watch e fornece informações ao app Saúde, também para iOS. O Beddit está disponível por US$ 150, algo em torno de R$ 590 ,de acordo com a cotação atual. Por enquanto, o site brasileiro não traz o produto em seu catálogo e ainda não há previsão de chegada ao país.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Beddit é o monitor de sono da Apple — Foto: Divulgação/Apple Beddit é o monitor de sono da Apple — Foto: Divulgação/Apple

Beddit é o monitor de sono da Apple — Foto: Divulgação/Apple

O monitor é capaz de medir a duração do sono, frequência cardíaca, respiração, ronco, temperatura e umidade do quarto. Com esses dados, o Beddit promete ajudar o usuário a dormir melhor. A partir da configuração de um horário e tempo para descansar, ele motiva a pessoa a atingir seus objetivos com notificações de resultados pela manhã, lembretes diários e relatórios semanais.

Diferente de outros gadgets do tipo, o Beddit não é um wearable, ou seja, não precisa ser utilizado no corpo. A tira de 2 mm de espessura se conecta à tomada e fica na cama, que pode ser de qualquer tamanho, sem incomodar. É possível, inclusive, utilizar individualmente o monitor mesmo com outra pessoa na cama.

Aparelho da Apple deve ser coloado na cama para acompanhar o sono do usuário — Foto: Divulgação/Apple Aparelho da Apple deve ser coloado na cama para acompanhar o sono do usuário — Foto: Divulgação/Apple

Aparelho da Apple deve ser coloado na cama para acompanhar o sono do usuário — Foto: Divulgação/Apple

Além do app próprio para iPhone, o aparelho pode também ser conectado ao Apple Watch, que ainda não tem funções nativas de monitoramento do sono. Apesar disso, o vestível traz uma versão do aplicativo. Outra possibilidade é o acesso dos dados e análises do sono pelo app Saúde, do iOS.

Mais do TechTudo