Telefonia

Por Thássius Veloso, da redação


Clientes da Vivo se queixam de dificuldade para acessar conteúdo armazenado no site Openload. A plataforma é popular entre donos de sites – em especial aqueles com material adulto –, que salvam vídeos pelo endereço openload.co, mas exibem o player em outras páginas. Tanto consumidores de internet móvel (4G/3G) quanto de banda larga fixa relatam dificuldades no acesso.

“A Vivo informa que o bloqueio foi realizado em cumprimento a uma decisão judicial”, disse em nota ao TechTudo por e-mail. A prestadora não forneceu outros detalhes.

Mensagem de erro ao tentar acessar o Openload a partir da banda larga da Vivo — Foto: Reprodução / Twitter Mensagem de erro ao tentar acessar o Openload a partir da banda larga da Vivo — Foto: Reprodução / Twitter

Mensagem de erro ao tentar acessar o Openload a partir da banda larga da Vivo — Foto: Reprodução / Twitter

Reclamações em redes sociais sugerem que o sistema de DNS da Vivo passa por uma instabilidade. O DNS possibilita que endereços iniciados em http sejam direcionados para os computadores centrais onde as informações estão guardadas.

Por meio do Twitter, um usuário postou que o atendimento telefônico da Vivo tentou “dar várias soluções como se o problema fosse no meu computador”. A ligação teria durado 28 minutos. Diz ainda que a plataforma VidtoMP3 também está inacessível na rede da Vivo.

Outro usuário nos relatou por DM que o Wi-Fi de casa, fornecido pela Vivo, não consegue exibir conteúdos armazenados no Openload. Já o celular conectado à rede da Claro mostra normalmente as informações. As tentativas de acesso ocorreram no Rio de Janeiro (RJ).

Parte das queixas começou nesta terça-feira (25), durante o feriado de Natal. Um consumidor disse no Reclame Aqui que determinados sites exibem mensagem de erro DNS. De acordo com ele, o problema estaria na internet fixa da Vivo. O usuário ainda acrescenta: “Isso configura um desrespeito ao direito do consumidor. O consumidor tem o direito de acessar qualquer site que ele queira, já que bloqueio deste tipo não estão previstos no contrato.” O acesso partiria de Feira de Santana (BA).

Donos de sites se mobilizam para contornar a situação. Páginas com conteúdo adulto passaram a alertar usuários da Vivo de que poderiam passar por transtornos ao tentar reproduzir vídeos que são originalmente armazenados no Openload.

Mais do TechTudo