Por Taysa Coelho, para o TechTudo


Donos de celulares Galaxy S8 Active, LG V30 e LG V40 nos Estados Unidos começaram a ver, no último fim de semana, que os aparelhos estavam conectados a uma rede 5G E. Trata-se de uma farsa que vem recebendo intensa cobertura dos veículos de imprensa por lá, além de causar confusão entre os consumidores. Na realidade, tudo não passa de uma estratégia de marketing da operadora de telefonia AT&T, que começou a chamar a rede 4G LTE de 5G E. A pequena letra “E” indicaria "Evolution" (evolução, em livre tradução).

Visor mostra marcador 5GE — Foto: Divulgação/ AT&T Visor mostra marcador 5GE — Foto: Divulgação/ AT&T

Visor mostra marcador 5GE — Foto: Divulgação/ AT&T

Segundo o site The Verge, a rede 4G LTE da empresa de fato recebeu melhorias e deve ser mais veloz que o LTE tradicional. O avanço, porém, não impressiona tanto, uma vez que a tecnologia atinge velocidade de aproximadamente 40 Mb/s, bem distante dos quase 1.000 Gb/s que a indústria promete para o 5G de verdade.

A estratégia faz parecer que a AT&T está na frente das concorrentes, o que não é verdade. Tanto a Verizon quanto a Sprint oferecem rede o mesmo tipo de conexão 4G LTE – sem chamá-lo de 5G E. Quando a quinta geração de internet móvel efetivamente sair do papel, dependerá de suporte à tecnologia mmWave. A AT&T adotar o ícone de “5G+” quando isso acontecer.

A operadora informou que 17 celulares Android já podem desfrutar o chamado 5G E e que mais dispositivos vão receber a “novidade” durante a primavera (outono no Brasil).

A operadora T-Mobile não deixou barato. Por meio do Twitter, postou um vídeo colando um adesivo de “9G” sobre o originalmente seria “LTE”, na tela de um iPhone. A companhia ironizou: “Não percebemos que era tão fácil. Já voltamos, atualizando”.

Relembre os celulares que marcaram 2018

Relembre os celulares que marcaram 2018

MAIS DO TechTudo