Por Gabriel Saguias, para o Techtudo


Gwent é um card game que surgiu como um passatempo em The Witcher 3: Wild Hunt. Disponível para download em PC, PS4 e Xbox One de graça, o jogo tem um sistema de ranking baseado em patentes e está ativo na cena competitiva. A Gwent Masters, sua liga, ofecere torneios com prêmios de até US$ 250 mil (aproximadamente R$ 930 mil na cotação atual) e já conta com a participação de grandes orgs. Conheça, a seguir, um pouco mais sobre Gwent, seus sistema de patentes e cenário competitivo.

Gwent já conta com um circuito profissional  — Foto: Divulgação/CD Projekt Gwent já conta com um circuito profissional  — Foto: Divulgação/CD Projekt

Gwent já conta com um circuito profissional — Foto: Divulgação/CD Projekt

A Origem de Gwent

O game, que inicialmente tinha apenas a pretensão de entreter o bruxo Geralt na sua jornada, ficou muito popular na comunidade. Com o sucesso dos card game, desenvolvedora CD Projekt Red decidiu lançar uma versão própria para ele. Assim, Gwent ganhou seu beta fechado no dia 25 de outubro de 2016 e foi lançado oficialmente quase dois anos depois, no dia 23 de outubro de 2018, apenas para PC, pelo GOG Galaxy. No dia 4 de dezembro do mesmo ano, o game foi lançado para Playstation 4 e Xbox One.

O game é free-to-play, com venda de itens que não interfere o equilíbrio entre jogadores pagantes e não pagantes. Aqueles que desejarem investir alguma quantia no jogo, podem fazê-lo ao comprar barris de cartas, que funcionam como booster packs de cinco cartas aleatórias, ou podem dar upgrade em suas cartas para versões animadas.

Com mecânica diferenciada, Gwent é a aposta da CD Projekt Red para os esports — Foto: Divulgação/CD Projekt Red Com mecânica diferenciada, Gwent é a aposta da CD Projekt Red para os esports — Foto: Divulgação/CD Projekt Red

Com mecânica diferenciada, Gwent é a aposta da CD Projekt Red para os esports — Foto: Divulgação/CD Projekt Red

Competitivo do Gwent

O jogo possui uma estrutura competitiva estabelecida desde 2017, quando ainda estava em beta. A liga, denominada por Gwent Masters, é organizada pela produtora do game e conta com três tipos de torneios: os criados pela comunidade, os licenciados e os oficiais. O último tipo tem um total de 8 jogadores competindo entre si por uma premiação de até US$ 250 mil (aproximadamente R$ 930 mil na cotação atual). Os torneios oficiais são divididos nas categorias Open, Challenger e World Masters.

A categoria Open é o acesso aos torneios, que oferece US$ 25 mil (cerca de R$ 93 mil) em premiações totais e que garante vaga na categoria Challenger para os dois finalistas. A Challenger acontece a cada quatro temporadas do modo ranqueado e tem premiação de US$ 100 mil (R$ 372 mil). A categoria mais alta, a World Masters, define o campeão mundial de Gwent e dá prêmio total de US$ 250 mil. Todas as regras e formatos encontram-se no site oficial dedicado à Gwent Masters.

Além dos torneios oficiais, há também o modo competitivo, que é o principal requerimento para participar da Gwent Masters. O modo é organizado em temporadas que duram exatamente um mês.

Ranking

Sistema de ranking atual em Gwent é um pouco complicado para novos jogadores entenderem — Foto: Divulgação/CD Projekt Red Sistema de ranking atual em Gwent é um pouco complicado para novos jogadores entenderem — Foto: Divulgação/CD Projekt Red

Sistema de ranking atual em Gwent é um pouco complicado para novos jogadores entenderem — Foto: Divulgação/CD Projekt Red

As patentes de Gwent são organizadas de uma maneira pouco usual. Existem, ao todo, 30 patentes disponíveis, representadas por avatares. Todo jogador começa na última patente, a 30, e o objetivo é subir até a patente de número um. Para subir, é necessário completar o avatar da patente seguinte, e isso se dá ao montar pedaços de vidro ganhos por cada partida. Se um jogador encontra-se na patente de número 30 e vence uma partida competitiva, por exemplo, ele ganha um dos cinco pedaços necessários para montar o avatar da patente de número 29. No entanto, se o jogador vier de uma série de três ou mais vitórias, ele ganhará um pedaço adicional para montar o avatar.

Grandes organizações dos esports, como compLexity Gaming, G2 Esports e Evil Geniuses, já estão competindo no Gwent. Uma das equipes dominantes da cena até 2018 foi a Team Aretuza, que até a data já tinha lucrado cerca de US$ 106 mil (R$ 394 mil), e o Team TopDeck, com US$ 86 mil (R$ 319 mil).

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Mais do TechTudo