Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A Samsung anunciou a primeira tela OLED de 15,6 polegadas criada para notebooks. A tecnologia é aguardada há anos para laptops e chega com resolução até 4K, além de recursos de imagem como HDR. Segundo a fabricante sul-coreana, a fabricação em larga escala é esperada para fevereiro, e o display deve estar disponível nos novos XPS 15, da Dell, e Xpectre 360, da HP.

O padrão oferece LEDs orgânicos que emitem luz própria, descartando a necessidade de muitas camadas para reproduzir as cores no monitor. Esse tipo de tela é comum nas TVs da LG, como a C8. O aparelho foi testado pelo TechTudo e se destacou pelas imagens reproduzidas no painel.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Samsung promete fabricação em massa da tela já para fevereiro — Foto: Divulgação/Samsung Samsung promete fabricação em massa da tela já para fevereiro — Foto: Divulgação/Samsung

Samsung promete fabricação em massa da tela já para fevereiro — Foto: Divulgação/Samsung

As vantagens do OLED estão vinculadas sobretudo aos níveis superiores de contraste, que chegam a 120.000:1, e capacidade de reproduzir cores escuras de forma mais precisa e intensa. De acordo com a fabricante, o display OLED entrega pretos 200 vezes mais escuros em relação aos painéis LCD atuais.

Além disso, a nova tela exibe brancos duas vezes mais brilhantes, e também oferece brilho entre 0,0005 e 600 nits. Ainda segundo a Samsung, podem ser reproduzidas 3,4 milhões de cores, o dobro da capacidade das LCD de mesmo tamanho.

Display OLED deve marcar presença nos laptops top de linha de 2019 — Foto: Divulgação/Samsung Display OLED deve marcar presença nos laptops top de linha de 2019 — Foto: Divulgação/Samsung

Display OLED deve marcar presença nos laptops top de linha de 2019 — Foto: Divulgação/Samsung

O OLED é uma tecnologia dominante em celulares, monitores e TVs premium, mas demorou para chegar nos notebooks. Isso porque o processo de fabricação desse tipo de painel é mais complexo, o que representa custos mais altos. Portanto, notebooks intermediários e de entrada devem ficar de fora da novidade.

Apesar das vantagens mencionadas anteriormente, painéis OLED estão também sujeitos a problemas como o burn-in. Isso ocorre quando uma imagem fica gravada na tela, sobreposta ao que está sendo reproduzido. A vida útil menor e o desgaste mais acelerado também são pontos negativos.

Como usar uma TV como segunda tela do PC? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo