Por Raquel Freire, para o TechTudo


O Vivaldi é um navegador web relativamente novo. Criado em 2016 por Jon von Tetzchner, ex-CEO do Opera, o browser tem grande quantidade de adeptos, atraídos principalmente pela grande quantidade de recursos e ferramentas de customização. Sem ficar atrás de concorrentes como Chrome e Firefox no que diz respeito às funções, o Vivaldi é grátis e está disponível para Windows, Linux e Mac.

O fato de ser multiplataforma facilita bastante a adoção em massa do browser, mas as inovações do navegador podem causar estranheza a novos usuários. Por isso, o TechTudo reuniu três pontos positivos e negativos do Vivaldi. Se você pensa em usar o navegador, conheça a seguir vantagens e desvantagens do programa para desktop.

Conheça pontos fortes e fracos do Vivaldi, navegador desenvolvido pelo criador do Opera — Foto: Raquel Freire/TechTudo Conheça pontos fortes e fracos do Vivaldi, navegador desenvolvido pelo criador do Opera — Foto: Raquel Freire/TechTudo

Conheça pontos fortes e fracos do Vivaldi, navegador desenvolvido pelo criador do Opera — Foto: Raquel Freire/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Vantagens

1. Personalização

O Vivaldi apresenta extensa capacidade de customização: logo após instalar o programa, o assistente já sugere que você importe favoritos e configurações de outros browsers (do Chrome, Chromium, Microsoft Edge, Internet Explorer e do próprio Vivaldi); escolha um entre oito temas e determine a posição das guias (no topo, na parte inferior, à direita ou à esquerda da tela).

Essas ferramentas já seriam suficientes para garantir um nível de personalização à frente dos concorrentes, mas o Vivaldi vai além. É possível criar o seu próprio tema para o navegador a partir da janela de configurações, escolhendo a cor desejada para o fundo da janela, primeiro plano, seleção e cor de destaque. O usuário também pode definir pequenos detalhes, como a curvatura das bordas e a transparência da janela.

Com muitas ferramentas de personalização, Vivaldi permite criar temas com qualquer combinação de cores — Foto: Reprodução/Raquel Freire Com muitas ferramentas de personalização, Vivaldi permite criar temas com qualquer combinação de cores — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Com muitas ferramentas de personalização, Vivaldi permite criar temas com qualquer combinação de cores — Foto: Reprodução/Raquel Freire

O navegador ainda permite customizar a aparência do Speed Dial (a página de inicialização rápida do Vivaldi), podendo mudar a posição do painel, das guias e da barra de endereços, além de criar atalhos de teclado e configurar comandos de gestos para o mouse.

O resultado de todas essas capacidades combinadas é um navegador que se encaixa perfeitamente nas preferências de cada pessoa, e cuja interface pode variar imensamente de usuário para usuário. Essa característica é um prato cheio para os "early adopters" que adoram inventividade, sem atrapalhar os mais conservadores, que podem escolher posicionar as ferramentas onde já estão acostumados.

2. Funções inovadoras

Um dos grandes atrativos do Vivaldi é a presença de várias funcionalidades inovadoras. Entre elas destaca-se o Tab Stack, que pode ser traduzido como "Pilha de Guias". O recurso permite "empilhar" diversas abas em uma só de forma que, ao posicionar o mouse sobre a ferramenta, o usuário visualiza a miniatura de todas as janelas abertas.

É possível criar várias pilhas, permitindo organizar as abas por assunto, por exemplo. A função tem manuseio simples e é extremamente útil, especialmente para quem trabalha com diversas janelas abertas ao mesmo tempo.

Recurso Tab Stack organiza guias em pilhas e promete reduzir confusão com várias abas abertas — Foto: Reprodução/Raquel Freire Recurso Tab Stack organiza guias em pilhas e promete reduzir confusão com várias abas abertas — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Recurso Tab Stack organiza guias em pilhas e promete reduzir confusão com várias abas abertas — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Outro recurso inédito é o Web Panel (ou "Painel Web"). Localizada na barra lateral do browser, a função permite incluir atalhos para sites que você mais acessa. A inovação está em como essas janelas são abertas: em vez de simplesmente carregar toda a página, como acontece nos outros navegadores, o Vivaldi abre a versão mobile do site adicionado no painel na lateral esquerda da tela.

Na imagem abaixo, por exemplo, a página do TechTudo está aberta enquanto a versão móvel do Facebook aparece no canto. Assim, o usuário pode verificar rapidamente suas redes sociais, e-mail ou qualquer outro serviço de acesso recorrente sem sair da janela de trabalho principal.

Função Web Panel permite abrir uma versão mobile de qualquer site para acesso rápido sem fechar janela principal — Foto: Reprodução/Raquel Freire Função Web Panel permite abrir uma versão mobile de qualquer site para acesso rápido sem fechar janela principal — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Função Web Panel permite abrir uma versão mobile de qualquer site para acesso rápido sem fechar janela principal — Foto: Reprodução/Raquel Freire

O novo navegador também conta com uma ferramenta nativa para captura de tela. Ela permite tirar print da página inteira ou de uma área específica sem precisar de extensões. Você ainda pode determinar se o arquivo será salvo em PNG, JPG ou apenas copiado para a área de transferência. Também há um sistema integrado de criação de notas para escrever lembretes nas páginas da web e anexar imagens e documentos.

3. E-mail e blog grátis

Você pode usar o Vivaldi sem criar uma conta específica para o navegador. Porém, ao optar por fazê-la, você tem direito a um serviço de e-mail, um blog gratuito e acesso ao fórum, além de poder sincronizar as informações através dos dispositivos, que podem ser Windows, Mac ou Linux.

O aspecto mais interessante do servidor de e-mail é que, por ainda haver poucos usuários, é possível registrar nomes curtos e sem numerais — algo inconcebível atualmente no Gmail, por exemplo. O endereço extra também pode servir para uso específico, como destinado ao trabalho, melhorando a organização dos outros endereços de e-mails já existentes.

Vivaldi oferece conta de e-mail, blog gratuito e fórum para usuários — Foto: Reprodução/Raquel Freire Vivaldi oferece conta de e-mail, blog gratuito e fórum para usuários — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Vivaldi oferece conta de e-mail, blog gratuito e fórum para usuários — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Desvantagens

1. Não tem versão para celular

O Vivaldi não tem aplicativo para celular ainda — seja Android ou iPhone (iOS). Os desenvolvedores afirmam estarem trabalhando no momento em uma versão mobile para o sistema do Google, o que poderia indicar o lançamento do app na Play Store em breve.

Mas os usuários não devem se animar muito com essa perspectiva. O aplicativo para Android está prometido desde 2017 e até agora não foi liberado, indicando que o desenvolvimento segue a passos lentos. No caso do iPhone, a espera deve ser ainda maior.

Em entrevista ao site Techpp concedida em 2016, o CEO da Vivaldi Jon von Tetzchner disse que o navegador poderia ter problemas no ambiente fechado do sistema da Apple. Já no início de 2018, o perfil oficial da empresa no Twitter reforçou que não está trabalhando ainda no aplicativo para iOS, e que ele "vai demorar um pouco".

Conta oficial do Vivaldi no Twitter afirma que app para iOS vai demorar para ser lançado — Foto: Reprodução/Twitter Conta oficial do Vivaldi no Twitter afirma que app para iOS vai demorar para ser lançado — Foto: Reprodução/Twitter

Conta oficial do Vivaldi no Twitter afirma que app para iOS vai demorar para ser lançado — Foto: Reprodução/Twitter

Este déficit não é pouco importante. Ao contrário do que ocorre no caso dos concorentes, o usuário do Vivaldi não consegue acessar os favoritos salvos no computador pelo celular, enviar uma página do smartphone para o desktop ou qualquer outra ação que exija sincronização com um dispositivo móvel. E, pela demora na criação, parece que as coisas continuarão assim por algum tempo.

2. Organização dos favoritos importados

Uma mecanismo que deixou a desejar durante os testes do TechTudo foi a importação dos favoritos de outros navegadores (mais precisamente, do Chrome). O Vivaldi importa as páginas corretamente, mantendo até mesmo as pastas e subpastas criadas. Mas a exibição dessa informação é bastante defeituosa.

O problema é que o navegador traz uma quantidade enorme de favoritos salvos por padrão — algo desagradável por si só. Já os marcadores importados, que o usuário realmente favoritou e tem interesse em acessar, ficam "escondidos" em uma pasta sem nome, embaixo das páginas que vêm no Vivaldi.

A impressão inicial, ao usar o recurso, é de que a importação não funcionou. É preciso mexer por um tempo até achar os marcadores antigos. É uma questão simples de resolver, mas que, enquanto existir, tende a irritar o novo usuário nos seus primeiros contatos com o novo ambiente.

Favoritos importados de outros navegadores ficam escondidos entre páginas marcadas pelo Vivaldi como padrão — Foto: Reprodução/Raquel Freire Favoritos importados de outros navegadores ficam escondidos entre páginas marcadas pelo Vivaldi como padrão — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Favoritos importados de outros navegadores ficam escondidos entre páginas marcadas pelo Vivaldi como padrão — Foto: Reprodução/Raquel Freire

3. Alto consumo de memória

O Vivaldi é um programa que consome muita memória. Isso ocorre mesmo quando comparado com o Chrome, navegador que já é conhecido pelo alto consumo e exigência do PC.

Abrindo três abas iguais nos dois browsers, o Vivaldi apresenta um número bem maior de processos e, consequentemente, maior consumo de RAM. Ou seja: seu desempenho tende a comprometer máquinas menos eficientes ou mais antigas.

Vivaldi apresenta alto consumo de memória e energia — Foto: Reprodução/Raquel Freire Vivaldi apresenta alto consumo de memória e energia — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Vivaldi apresenta alto consumo de memória e energia — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Via Techpp

Sincronização do Chrome desloga sozinho; o que fazer? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo.

Project Spartan: saiba tudo sobre o novo browser da Microsoft

Project Spartan: saiba tudo sobre o novo browser da Microsoft

Mais do TechTudo