Por Raquel Freire, para o TechTudo


A opção de colocar preços no Instagram chegou ao Brasil em março de 2018 e, desde então, mais e mais estabelecimentos comerciais solicitam acesso ao botão "Comprar agora". O recurso permite colocar uma espécie de etiqueta nos produtos anunciados na publicação e direciona o leitor ao site ou aplicativo da loja, aumentando o volume de vendas.

Em princípio, a ferramenta pode ser usada por qualquer conta comercial do Instagram, seja no Android ou iPhone (iOS). Mas é preciso atender a uma série de requisitos determinados pelo Facebook, dono da rede social de fotos. Confira abaixo tudo o que você deve fazer para conseguir usar os recursos de preço e compras no Instagram e ganhar dinheiro com a plataforma.

Instagram permite que empresas adicionem tags com preços de produtos — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo Instagram permite que empresas adicionem tags com preços de produtos — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Instagram permite que empresas adicionem tags com preços de produtos — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Quer comprar celular, PC e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Estar em conformidade com as políticas do Facebook

Para que uma uma conta tenha acesso ao botão de compras, a primeira providência é estar em conformidade com o acordo de vendedor de produtos comerciais e com as políticas comerciais do Facebook, proprietária do Instagram. No geral, o acordo de vendedor descreve aspectos inerentes à sua relação com o Facebook enquanto um agente de vendas.

A empresa deixa claro, por exemplo, que ao se cadastrar na plataforma de vendedores você automaticamente aceita os termos de serviço do Stripe e PayPal, os operadores de pagamentos atualmente usados pelas redes sociais. O documento também informa a taxa de transação cobrada por cada operação e dá outras orientações, que podem ser conferidas na íntegra aqui.

Acordo de vendedor de produtos comerciais do Facebook, dono do Instagram  — Foto: Reprodução/Facebook Acordo de vendedor de produtos comerciais do Facebook, dono do Instagram  — Foto: Reprodução/Facebook

Acordo de vendedor de produtos comerciais do Facebook, dono do Instagram — Foto: Reprodução/Facebook

Já as políticas comerciais explicam como você deve se comportar diante de seu público. O texto, acessível por aqui, explicita que não se pode vender drogas ilegais, sejam elas recreativas ou prescritas; produtos de tabaco ou acessórios relacionados a esse componente; armas, munição ou explosivos; animais vivos; entre outros itens.

Os produtos também devem estar dentro dos padrões da comunidade do Facebook, que veta, entre outras coisas, promoção de discurso de ódio, bullying e facilitação ou coordenação de ações criminosas futuras com a intenção de causar danos a pessoas, empresas ou animais.

O Instagram possui ainda regras específicas. A principal é que a plataforma proíbe venda de serviços de qualquer natureza, permitindo apenas itens físicos. Além disso, estão vetados também entre os produtos "reais" suprimentos médicos, maquinário perigoso, automóveis e combustíveis, fora os que já são proibidos no geral pelo Facebook.

Restrições específicas para o Instagram nas Políticas comerciais do Facebook  — Foto: Reprodução/Facebook Restrições específicas para o Instagram nas Políticas comerciais do Facebook  — Foto: Reprodução/Facebook

Restrições específicas para o Instagram nas Políticas comerciais do Facebook — Foto: Reprodução/Facebook

2. Ter perfil comercial do Instagram

O vendedor também precisa ter um perfil de negócios no Instagram. Para isso, é possível criar uma nova conta ou transformar seu perfil pessoal em comercial, procedimento que é quase idêntico no Android e no iPhone (iOS).

Ao entrar na aba do perfil pelo app, basta tocar no botão de configurações, ir para a seção "Conta" e selecionar "Mudar para conta comercial" ou "Cadastrar-se para um perfil comercial", dependendo se você quer aproveitar sua conta existente ou não.

Criação de perfil comercial no Instagram é necessário para ter acesso ao botão de compras — Foto: Reprodução/Raquel Freire Criação de perfil comercial no Instagram é necessário para ter acesso ao botão de compras — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Criação de perfil comercial no Instagram é necessário para ter acesso ao botão de compras — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Depois basta seguir as orientações dadas pelo app, o que incluir escolher categoria e subcategoria do perfil comercial (empresa, negócio local, música, blog pessoal etc). Feito isso, é preciso apenas conectar a conta a uma página no Facebook e confirmar as informações de contato.

3. Ter uma Página do Facebook conectada

Você pode criar um perfil comercial no Instagram sem conectá-lo a uma página no Facebook, mas isso é necessário para ter acesso ao botão de compras. Quando estiver criando ou transformando sua conta, selecione uma página da qual você seja administrador. Se não houver nenhuma, clique em "Criar uma nova página" e depois prossiga com a confirmação de dados de contato.

Conexão de perfil comercial do Instagram à página do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire Conexão de perfil comercial do Instagram à página do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Conexão de perfil comercial do Instagram à página do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire

4. Vender bens materiais

Como mencionado no primeiro tópico, a conta comercial do Instagram deve vender bens materiais para que o perfil tenha acesso ao botão de compra. Ou seja: se você oferece um serviço, pode até usar o perfil empresarial na plataforma, mas não pode vincular o botão "Comprar" em suas postagens.

A rede social afirma que espera expandir a disponibilidade para mais contas no futuro próximo, mas, por ora, essa restrição ainda é válida.

5. Conectar perfil comercial a um catálogo do Facebook

Os itens que são vendidos no Instagram devem estar cadastrados em um catálogo do Facebook, que, por sua vez, deve ser conectado ao perfil comercial da rede de fotos. Há algumas formas de criar e vincular esse catálogo: por meio de uma plataforma de comércio eletrônico de terceiros, com o Gerenciador de Catálogos do Facebook, com o Gerenciador de Negócios do Facebook e adicionando uma loja à página do Facebook.

Para efeito deste guia, explicaremos como usar o Gerenciador de Catálogos do Facebook. Acesse a ferramenta (www.facebook.com/products/catalogs/new) e clique em "Criar catálogo". Nesta primeira tela, selecione a categoria de produto que pretende vender no Instagram e clicar em "Avançar".

Tela inicial do Gerenciador de Catálogos do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire Tela inicial do Gerenciador de Catálogos do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Tela inicial do Gerenciador de Catálogos do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Em seguida selecione "Carregar informações de produto", escreva um nome para seu catálogo e apertar o botão "Criar". O Facebook exibirá uma mensagem de "Catálogo criado". Aperte o botão "Visualizar catálogo" para editá-lo.

Escolha de carregamento de informações dos produtos que farão parte do catálogo do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire Escolha de carregamento de informações dos produtos que farão parte do catálogo do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Escolha de carregamento de informações dos produtos que farão parte do catálogo do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire

O Gerenciador de Catálogos possui dois tipos de catálogo: o "Anúncios dinâmicos", que tem como objetivo alcançar pessoas potencialmente interessadas em comprar seus produtos, e o "Anúncios para gerar tráfego", cujo foco é aumentar a visitação do seu dite ou aplicativo. Selecione um dos dois e clique em "Adicionar produtos".

Seleção do tipo de catálogo de produto no Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire Seleção do tipo de catálogo de produto no Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Seleção do tipo de catálogo de produto no Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Você pode carregar as informações de um banco de dados, usando um pixel do Facebook ou manualmente. Nesta última opção, escolhida para este tutorial, é preciso carregar uma foto e digitar nome, descrição, site, moeda e preço. Clique em "Adicionar produto" e repita o procedimento pelo menos três vezes, pois o catálogo precisa ter pelo menos quatro itens para ser usado.

Inclusão manual de produto a novo catálogo do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire Inclusão manual de produto a novo catálogo do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Inclusão manual de produto a novo catálogo do Facebook — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Por fim, abra o Gerenciador de catálogos (www.facebook.com/products#) e clique sobre o catálogo que acabou de criar. Na seção "Mais formas de usar o seu catálogo", selecione "Instagram Shopping", entre em "Conectar seus perfis comerciais do Instagram" e então escolha "Conectar perfil".

Se a opção "Instagram Shopping" não aparecer é porque você precisa conectar um pixel do Facebook ou SDK do Facebook ao seu catálogo antes, pois essas ferramentas permitirão à plataforma verificar se os produtos estão qualificados para serem veiculados em anúncios, além de possibilitar que o serviço identifique com quais dos seus produtos as pessoas interagem mais no Instagram.

Vinculação de catálogo do Facebook à conta comercial do Instagram — Foto: Reprodução/Raquel Freire Vinculação de catálogo do Facebook à conta comercial do Instagram — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Vinculação de catálogo do Facebook à conta comercial do Instagram — Foto: Reprodução/Raquel Freire

Quando uma conta atende a todos os requisitos listados acima, o proprietário pode solicitar análise para ter acesso ao recurso. Em caso de aprovação, o Instagram envia uma notificação para que o dono do perfil verifique suas configurações e faça os ajustes necessários afim de ativar a marcação de produtos.

MAIS DO TechTudo