Por Gabriel Saguias, para o TechTudo


Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) recebeu um update na última quinta-feira (13) que trouxe grandes mudanças para o game. O patch alterou o sistema de prêmio por rounds perdidos e promete causar grande impacto na jogabilidade, economia do game e, consequentemente, seu meta. Também foram feitas melhorias nos mapas Canals e Vertigo e houve a adição Prisma Case, nova caixa com skins para as facas mais recentes do game. Entenda, a seguir, o possível efeito do update na economia do FPS da Valve, aspecto mais impactante da atualização.

Atualização aposta em mudanças drásticas na economia do CS:GO — Foto: Divulgação/Valve Atualização aposta em mudanças drásticas na economia do CS:GO — Foto: Divulgação/Valve

Atualização aposta em mudanças drásticas na economia do CS:GO — Foto: Divulgação/Valve

Impacto do update na economia

O jogo abandonou o antigo sistema de recompensas por rounds perdidos, no qual as derrotas consecutivas de uma equipe eram somadas. Antes do update, o time derrotado em uma rodada ganhava $1,400, e ao perder os próximos rounds o valor passava para $ 1,900, $ 2,400, $ 2,900 e $ 3,400, respectivamente. As próximas derrotas eram fixas em $3,400. Porém, se no meio delas houvesse uma vitória, o valor da premiação por derrotas era resetado.

Valores por round perdido

Round 1 $ 1,400
Round 2 $ 1,900
Round 3 $ 2,400
Round 4 $ 2,900
A partir do round 5 $ 3,400

Com o update, os valores ganhos por rounds perdidos continuam os mesmos. No entanto, não haverá reset da premiação caso o time ganhe uma rodada. Agora, o lucro dos perdedores será baseado no número de derrotas que o time teve, menos o número de vitórias.

Por exemplo, se um time tiver cinco derrotas, vencer o round seguinte e perder novamente, ele ganhará $ 2,900 pela derrota (cinco derrotas, menos uma vitória, totalizam quatro). Antes, o time teria o reset econômico e receberia somente $ 1,400.

A mudança é de grande impacto para economia do CS:GO e deve alterar o metagame. A equipe que está na posição de Contra-Terrorista, por exemplo, possui equipamentos mais caros e geralmente é a mais prejudicada com derrotas alternadas. Com essa mudança, os CTs podem diminuir essa desvantagem.

No exemplo dado acima, com a nova economia o time teria $ 1,500 a mais do que na economia antiga, o que abre uma gama de possibilidades para rounds que antes seriam econômicos ou forçados. É claro que a mudança ainda será posta à prova no cenário profissional. No entanto, é muito provável que a nova mecânica flexibilize mais o andamento do jogo, já que as compras dos rounds serão menos previsíveis.

Algumas armas também passaram por mudanças, como a M4A1-S, que recebeu um buff na capacidade — Foto: Reprodução/Gabriel Saguias Algumas armas também passaram por mudanças, como a M4A1-S, que recebeu um buff na capacidade — Foto: Reprodução/Gabriel Saguias

Algumas armas também passaram por mudanças, como a M4A1-S, que recebeu um buff na capacidade — Foto: Reprodução/Gabriel Saguias

Ainda, a atualização retornou a AUG para o valor de $ 3,300 após popularizar a arma, que chegou a ser bastante utilizada em campeonatos como o IEM Katowice Major 2019. A M4A1-S também recebeu modificações na munição de pente, que agora comporta 25 balas e na munição reserva, que agora é de 75 balas. As shotguns tiveram mudanças nos preços, como a Nova ($ 1,050), a Sawed-Off ($ 1,100) e a Mag7 ($ 1,300). A Nova e a Sawed-Off receberam melhoras nos atributos de penetração e alcance, respectivamente.

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

MAIS DO TechTudo