Por Fernando Sousa, para o TechTudo


A Nvidia lançou recentemente a GTX 1660 Ti, placa de vídeo de entrada que conta com arquitetura Turing, a mesma utilizada na linha RTX. O modelo chegou para substituir a GTX 1060, GPU da fabricante lançada em 2016 que também é voltada para o quem não quer gastar muito mas não abre mão de um bom desempenho. Ambas rodam jogos com maior facilidade em Full HD, com média de 60 quadros por segundo.

Além disso, os componentes têm outras semelhanças, como TDP e velocidade de clock, por exemplo. Em contrapartida, a GTX 1660 Ti apresenta memória mais atual, no padrão GDDR6. Confira a seguir mais detalhes da ficha técnica das placas e saiba qual delas é a melhor opção para você.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

GTX 1060 pode ser encontrada com 3 ou 6 GB de VRAM — Foto:  Divulgação/Nvidia GTX 1060 pode ser encontrada com 3 ou 6 GB de VRAM — Foto:  Divulgação/Nvidia

GTX 1060 pode ser encontrada com 3 ou 6 GB de VRAM — Foto: Divulgação/Nvidia

Especificações

A placa GTX 1060 pode ser encontrada no mercado com duas opções de VRAM: 3 GB ou 6 GB, enquanto o novo modelo, GTX 1060 Ti, aparece apenas na versão de 6 GB. A principal diferença nesse quesito é que a GTX 1060 faz uso de memórias GDDR5, enquanto sua sucessora já conta com o padrão GDDR6, que oferece mais velocidade na transmissão dos dados.

Já com relação ao clock base das placas, os números são bem parecidos. A GTX 1060, essa taxa é de 1506 MHz, enquanto o componente recém lançado oferece 1500 MHz. Com boost, o clock passa a ser de 1708 MHz e 1770 MHz, respectivamente. Os valores parecidos justificam a proposta das placas, que, apesar de pertencerem a gerações diferentes, são voltadas para o mesmo público.

Os núcleos CUDA disponíveis nos modelos variam bastante, inclusive nas versões de 3 GB e 6 GB da GTX 1060. Essas, trazem 1152 e 1280, enquanto a GTX 1660 Ti aparece com 1536. Portanto, o processamento da nova placa deve ser mais rápido em relação à GTX anterior.

Performance

Ambas as placas devem entregar um desempenho bom para a maioria dos jogos atuais. Apesar disso, alguns títulos mais pesados – e atuais – podem rodar com mais dificuldade com a GTX 1060 de 3 GB, que deve funcionar melhor em configurações intermediárias. Já a versão de 6 GB da GPU pode ser suficiente na hora de jogar em alta, assim como a GTX 1660 Ti, que conta com a mesma quantidade de memória.

Portanto, para jogar títulos em Full HD a 60 fps de maneira estável, como Forza Horizon 4, Shadow of the Tomb Rider ou até mesmo o recém lançado Resident Evil 2 Remake, o modelo recente deve ser mais interessante. Mas vale também optar pela versão mais robusta da GTX 1060, que, apesar do padrão de memória mais antigo, promete funcionar bem e está disponível por preços mais baixos.

GTX 1660 Ti é compacta e para caber em gabinetes mini — Foto: Divulgação/Nvidia GTX 1660 Ti é compacta e para caber em gabinetes mini — Foto: Divulgação/Nvidia

GTX 1660 Ti é compacta e para caber em gabinetes mini — Foto: Divulgação/Nvidia

Consumo

Os modelos da GTX 1060 possuem consumo estimado de 120 Watts, sendo que a Nvidia recomenda a utilização de uma fonte de pelo menos 400 Watts com conector de seis pinos para alimentação da VGA. Já a GTX 1660 Ti utiliza um conector de oito pinos, mas também tem consumo estimado em 120 Watts. Para o novo modelo, a fonte recomendada pela fabricante é de, no mínimo 450 Watts, valores razoáveis levando em consideração o bom desempenho oferecido por ambos os modelos.

Preço e disponibilidade

A GTX 1060 já está há quase dois anos no mercado, o que significa uma grande variedade de ofertas no mercado. O modelo de 6 GB da GTX 1060 lançado em 2016 por cerca de R$ 2.000, hoje já pode ser encontrado no varejo online por R$ 1.300. A versão de 3 GB, por sua vez, pode ser adquirida a preços por volta de R$ 900 – vale reforçar que é sempre uma boa ideia investir em modelos com mais VRAM.

Por sua vez, a GTX 1660 Ti acabou de ser lançada, e, como toda novidade, ainda possui preço mais elevado. Além disso, o novo modelo ainda não está disponível na grande maioria das lojas e conta com uma oferta menor de variantes de parceiras. Seu preço oficial de lançamento é de R$ 1.699, sendo que, de acordo com a distribuidora da placa, o preço ainda pode variar um pouco para mais ou para menos.

Placa usa a mesma arquitetura Turing das RTX mais caras — Foto: Divulgação/Nvidia Placa usa a mesma arquitetura Turing das RTX mais caras — Foto: Divulgação/Nvidia

Placa usa a mesma arquitetura Turing das RTX mais caras — Foto: Divulgação/Nvidia

Custo-benefício

Diante de tudo que vimos em relação aos modelos, uma coisa é certa: a GTX 1060 de 3 GB pode não ser uma opção tão interessante, já que os jogos mais modernos devem exigir muito da memória VRAM da placa. Quem busca gráficos de qualidade e uma taxa de quadros satisfatória, não vai se decepcionar com os modelos de 6 GB da GTX 1060 e da nova GTX 1660 Ti. Ambos prometem bom desempenho e trazem especificações parecidas.

Outro ponto que merece destaque é que a quantidade um pouco maior de núcleos CUDA da placa recém lançada não deve significar um ganho muito significativo no desempenho de jogos. Portanto, o valor passa a ser decisivo: a GTX 1060 deve sofrer uma queda de preço, enquanto o novo modelo ainda está disponível por cifras mais altas.

Ficha técnica GTX 1060 vs GTX 1660 Ti

Especificações GTX 1060 3 GB GTX 1060 6 GB GTX 1660 Ti
Preço R$900 R$1.300 R$1.700
Arquitetura Pascal Pascal Turing
CUDA Cores 1152 1280 1536
VRAM 3 GB GDDR5 6 GB GDDR5 6 GB GDDR6
Largura banda memória 192 bit 192 bit 192 bit
VR Ready Sim Sim Sim
Fonte recomendada 400 W 400 W 450 W
Alimentação 1 conector 6 pinos 1 conector 6 pinos 1 conector 8 pinos

Qual placa de vídeo eu deveria comprar? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo