Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A JBL Charge 4 é uma caixa de som da JBL que oferece som poderoso, graves reforçados e certificação à prova d’água. Esse conjunto de recursos não é inédito, pois já apareciam na antecessora, mas receberam melhorias, como ganho em potência, que agora chega a 30 watts RMS, e bateria maior.

Por outro lado, os pontos negativos da nova Charge 4 são o preço salgado e a falta de microfone para a conveniência das chamadas telefônicas sem desconectar o celular. Abaixo, listamos essas e outras características da JBL Charge 4 para que você descubra se a caixinha de som sem fio é ideal para você.

Quer comprar uma caixa de som barata? Encontre os melhores preços no Compare TechTudo

JBL Charge 4 tem mais potência que a Charge 3 — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo JBL Charge 4 tem mais potência que a Charge 3 — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

JBL Charge 4 tem mais potência que a Charge 3 — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Ficha técnica:

  • Versão Bluetooth: 4.2
  • Transdutores: 50 x 90 mm
  • Potência de saída: 30 watts RMS
  • Resposta de frequência: 60 Hz a 20 kHz
  • Relação sinal/ruído: 80 dB
  • Tempo de carga da bateria: aproximadamente 5,5 horas
  • Tempo de reprodução de músicas: até 20 horas
  • Dimensões: 22 x 9,5 x 9,3 cm
  • Peso: 960 gramas
  • Cores: preto ou cinza
  • Extras: Connect+ e certificação IPX7
  • Preço: a partir de R$ 850

PONTOS POSITIVOS:

1. Som potente

A Charge 4 é uma caixa de som com som potente e que pode facilmente ser usada para embalar suas festas. Com potência de 30 watts RMS, o dispositivo tem 10 watts de vantagem sobre sua antecessora, a Charge 3. A potência se refere diretamente à capacidade dos alto-falantes em reproduzir som alto e claro. Quanto mais potente a caixa, maior será essa capacidade.

2. Compatibilidade com o JBL Connect

Aplicativo da JBL melhora a experiência de uso das caixinhas da JBL — Foto: Raquel Freire/TechTudo Aplicativo da JBL melhora a experiência de uso das caixinhas da JBL — Foto: Raquel Freire/TechTudo

Aplicativo da JBL melhora a experiência de uso das caixinhas da JBL — Foto: Raquel Freire/TechTudo

A Charge 4 é compatível com o JBL Connect, aplicativo oficial da JBL para celulares. A ferramenta é útil para gerenciar a caixa de som e permite acompanhar a bateria em tempo real mesmo à distância, além de criar uma rede com caixas da fabricante para deixar o som ainda mais poderoso. Segundo a empresa, o acessório suporta a tecnologia Connect+ que permite conectar até 100 caixas de som sem fio ao mesmo tempo.

3. À prova d’água

Com certificação IPX7, a Charge 4 pode ser usada na borda da piscina e deve continuar funcionando normalmente caso seja derrubada na água. Essa característica atesta que o dispositivo tem resistência para sobreviver em até 1 metro de profundidade por meia-hora. Além de dar mais segurança para os mais desastrados, a proteção significa que a Charge 4 pode ser uma boa companheira para passeios na praia, trilhas para cachoeiras ou qualquer atividade em que a chuva pode aparecer de repente.

PONTOS NEGATIVOS

1. Preço

Charge 4 tem preço salgado — Foto: Anna Kellen Bull / TechTudo Charge 4 tem preço salgado — Foto: Anna Kellen Bull / TechTudo

Charge 4 tem preço salgado — Foto: Anna Kellen Bull / TechTudo

A Charge 4 é uma caixa de som cara. Na loja oficial da JBL, o produto está à venda por R$ 1.299. Em lojas do varejo, já é possível encontrá-la com preços mais em conta, na faixa dos R$ 850. Em todo caso, os valores ainda são altos frente a outras alternativas no mercado, como a Charge 3. Embora seja menos potente, a caixa antecessora tem os mesmos recursos e pode ser encontrada por menos de R$ 600, de acordo com o Compare TechTudo.

2. Maior e mais pesada

JBL Charge 4 ficou maior e um pouco mais pesada que a Charge 3 — Foto: Anna Kellen Bull / TechTudo JBL Charge 4 ficou maior e um pouco mais pesada que a Charge 3 — Foto: Anna Kellen Bull / TechTudo

JBL Charge 4 ficou maior e um pouco mais pesada que a Charge 3 — Foto: Anna Kellen Bull / TechTudo

Para aumentar a potência, a Charge 4 precisou de drivers maiores e isso tem impacto nas dimensões da caixa. O tamanho também reflete no peso, que foi das 800 gramas para 960 gramas. Como é maior, a caixa vai tomar mais espaço na mochila, por exemplo, e pode perder um pouco do apelo de portabilidade para quem deseja levar o sistema de som para todo lugar.

3. Sem integração com assistentes de voz

Embora seja uma das caixas mais caras da JBL, a Charge 4 chama a atenção por não oferecer microfone para atendimento de chamadas telefônicas, recurso comum, inclusive, nos produtos mais baratos da marca.

Outro detalhe associado à falta do microfone é que a caixinha não permite tirar proveito das assistentes por voz de celulares Android e iPhone (iOS). A capacidade de usar essas plataformas com caixas de som tem ganho bastante popularidade, sobretudo depois dos produtos de Amazon e Google com esse enfoque.

Caixa de som Bluetooth: cinco dicas para usar melhor

Caixa de som Bluetooth: cinco dicas para usar melhor

Qual é a melhor caixa de som Bluetooth? Comente no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo