Celulares

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O Moto G7 Plus e o Redmi Note 6 Pro são celulares que disputam a preferência do usuário que busca um smartphone com especificações intermediárias. O primeiro é o mais poderoso da família Moto G7 da Motorola e está à venda no Brasil desde fevereiro, quando chegou por R$ 1.899. Já o segundo é uma das principais apostas da Xiaomi no retorno ao país em parceria com a DL Eletrônicos. O telefone chinês de ficha técnica equivalente ainda não está à venda oficialmente, mas pode ser encontrado no comércio eletrônico por volta de R$ 1.160 – a depender da oferta do dia.

Apesar da diferença de preço, os telefones compartilham várias características, como processador, tela, memória e câmera dupla na traseira. Entenda, no comparativo a seguir, os principais detalhes dos lançamentos e conheça as particularidades de cada um antes de comprar.

Nova linha Moto G7 chega ao Brasil; veja preço e ficha técnica

Nova linha Moto G7 chega ao Brasil; veja preço e ficha técnica

Tela e design

Os celulares têm telas muito parecidas. Em ambos os casos, o painel tem cerca de 6,2 polegadas de diagonal e resolução Full HD+, além de formato mais alongado 19:9. Com medidas tão parecidas, os aparelhos acabam tendo quase a mesma altura, largura, espessura e peso. Porém, o Moto G7 Plus oferece mais espaço disponível no display, pois conta com notch menor, em forma de gota.

A principal disparidade entre os modelos será no desenho e construção da carcaça. O mais sofisticado é o Moto G7 Plus, que conta com acabamento em vidro curvado na traseira, além de resistência a respingos de água (não é à prova de mergulhos). O Redmi, por outro lado, é feito com materiais mais simples: a parte de trás, por exemplo, é toda em plástico.

Moto G7 Plus traz notch em forma de gota e display de 6,2 polegadas com resolução Full HD+. — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Moto G7 Plus traz notch em forma de gota e display de 6,2 polegadas com resolução Full HD+. — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Moto G7 Plus traz notch em forma de gota e display de 6,2 polegadas com resolução Full HD+. — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Desempenho e armazenamento

Apesar de mais barato, o Redmi Note 6 Pro traz os mesmos processador Snapdragon 636 e 4 GB de memória RAM do rival. Por isso, tem chances de oferecer o mesmo desempenho. Os telefones também se equivalem no armazenamento, pois ambos contam com 64 GB de espaço interno e suporte a expansão de memória em até 256 GB. Porém, apenas o Moto G7 Plus deixa aproveitar um cartão de memória junto com duas linhas de telefonia. No Redmi, o usuário deve escolher entre o microSD e o segundo chip de operadora.

O celular da Xiaomi conta ainda com uma versão mais simples disponível em algumas lojas, com 32 GB de espaço e 3 GB de RAM. O processador não muda.

Redmi Note 6 Pro tem versões com 3 GB ou 4 GB de memória RAM — Foto: Divulgação/Xiaomi Redmi Note 6 Pro tem versões com 3 GB ou 4 GB de memória RAM — Foto: Divulgação/Xiaomi

Redmi Note 6 Pro tem versões com 3 GB ou 4 GB de memória RAM — Foto: Divulgação/Xiaomi

Câmeras

O Redmi Note 6 Pro pode parecer superior por contar com quatro câmeras, mas a diferença no papel pode não se refletir na vida real. O Moto G7 Plus conta com câmera principal de 16 MP com estabilização óptica e lente de abertura maior, conjunto que deve apresentar melhores resultados em cenários noturnos. Além disso, o celular da Motorola tende a se sair melhor em filmagem, pois permite gravar vídeos menos tremidos e com resolução superior.

Em contrapartida, a câmera principal na parte de trás do Redmi Note 6 Pro conta com sistema Dual Pixel, conhecido pela velocidade de foco. Com essa tecnologia, o smartphone chinês pode apresentar bom desempenho ao fotografar objetos próximos, ou em situações desafiadoras que requerem agilidade para enquadrar o sujeito rapidamente para não perder o clique.

Os dois dispositivos oferecem recurso de retrato com as câmeras traseiras, mas apenas o Redmi oferece a mesma função para selfies: como tem câmera dupla também na parte frontal, o aparelho consegue capturar a profundidade de campo para recortar o personagem. Todavia, é importante ter em mente que esse tipo de foto também depende muito de software, e apenas um review completo dos dois celulares poderia dar o veredito.

Moto G7 Plus tem sensores de 16 megapixels e 5 megapixels — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Moto G7 Plus tem sensores de 16 megapixels e 5 megapixels — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Moto G7 Plus tem sensores de 16 megapixels e 5 megapixels — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Bateria

O celular da Xiaomi traz bateria maior, de 4.000 mAh, contra apenas 3.000 mAh do rival da Motorola. Como não há nada na ficha técnica que pareça provocar diferença de consumo de energia, o smartphone chinês tende a oferecer autonomia maior antes de precisar recarregar. Por outro lado, ao conectar na tomada, o Moto G7 Plus deve agradar: ele conta com carregador Turbo Power, que promete horas de bateria em apenas 15 minutos.

Redmi Note 6 Pro tem bateria grande de 4.000 mAh — Foto: Divulgação/Xiaomi Redmi Note 6 Pro tem bateria grande de 4.000 mAh — Foto: Divulgação/Xiaomi

Redmi Note 6 Pro tem bateria grande de 4.000 mAh — Foto: Divulgação/Xiaomi

Versão do Android

O Moto G7 Plus sai de fábrica com o Android 9 (Pie), sistema mais novo que o Android 8 (Oreo) presente no Redmi Note 6 Pro. Apesar de ter chegado recentemente ao Brasil, o telefone asiático foi lançado mundialmente em setembro de 2018 e ainda não foi atualizado. Essa diferença dá ao celular da Motorola um possível ganho de autonomia por conta de melhorias implementadas pelo Google. No entanto, o Redmi tem bateria maior para compensar.

De resto, há experiências bem distintas de usabilidade. Se o Moto G7 Plus traz uma interface mais limpa, tradicionalmente presente em telefones da Motorola, o software do Redmi Note 6 Pro é conhecido pela ampla variedade de funções embutidas. O nome do sistema se chama MIUI 9.

Moto G7 tem Android 9 (Pie) de fábrica — Foto: Thássius Veloso / TechTudo Moto G7 tem Android 9 (Pie) de fábrica — Foto: Thássius Veloso / TechTudo

Moto G7 tem Android 9 (Pie) de fábrica — Foto: Thássius Veloso / TechTudo

Preço e disponibilidade

A Motorola lançou o Moto G7 Plus no Brasil por R$ 1.899 e o preço permanece no mesmo patamar. O Xiaomi Redmi Note 6 Pro é vendido mais barato: na versão de ficha técnica similar, está disponível no comércio eletrônico na faixa de R$ 1.410, enquanto o modelo mais simples custa em torno de R$ 1.160. A DL ainda não informou o valor e a data de lançamento oficial do smartphone.

É importante lembrar que apenas o Redmi Note 6 Pro mais caro será distribuído oficialmente pela DL Eletrônicos, algo que garante suporte técnico em caso de defeitos em todo território nacional. Já a versão com menos memória é proveniente de importação e, por isso, não conta com essa vantagem.

Ficha técnica do Moto G7 Plus e do Redmi Note 6 Pro

Especificações Moto G7 Plus Redmi Note 6 Pro
Lançamento no Brasil fevereiro de 2019 indefinido
Preço de lançamento R$ 1.899 indefinido
Tela 6,24 polegadas 6,26 polegadas
Resolução de tela Full HD+ (2270 x 1080 pixels) Full HD+ (2280 x 1080 pixels)
Processador Snapdragon 636 Snapdragon 636
Memória RAM 4 GB 3 GB ou 4 GB
Armazenamento 64 GB 32 GB ou 64 GB
Cartão de memória microSD – até 256 GB microSD – até 256 GB
Câmera traseira dupla, de 16 e 5 megapixels dupla, de 12 e 5 megapixels
Câmera frontal 12 megapixels dupla, de 20 e 2 megapixels
Sistema operacional Android 9 (Pie) Android 8 (Oreo)
Bateria 3.000 mAh 4.000 mAh
Dimensões e peso 157 x 75,3 x 8,27 mm; 172 gramas 157,9 x 76,4 x 8,3 mm; 182 gramas
Cores disponíveis Vermelho e índigo (azul escuro) Preto e azul claro
Mais do TechTudo