Produtividade

Por Juliana Gálico, para o TechTudo


A Yellow estreou seu sistema de bicicletas elétricas compartilhadas nesta segunda-feira (11). A empresa é pioneira no sistema dockless (sem estação para retirada e devolução) para esse tipo de veículo. Disponível para celulares Android e iPhone (iOS), o serviço custa a taxa fixa de R$ 5 para o desbloqueio da bike, mais R$ 0,40 centavos a cada minuto de uso. Os interessados podem se locomover das 8h às 21h, período de funcionamento do transporte. Para isso, precisam escanear o QR Code na parte traseira do equipamento e dar início à corrida. Inicialmente, a novidade está disponível em São Paulo, Vitória e Curitiba, e tem o funcionamento parecido com a Uber.

A retirada das bikes pode ser feita em pontos privados parceiros da companhia. Para entregar o equipamento após o transporte, o usuário pode optar pelos locais parceiros ou em qualquer local da área de atendimento da Yellow, 21 quilômetro quadrados – assim como as patinetes da marca brasileira. A velocidade máxima das bicicletas é de 25 km/h e o uso de capacete é obrigatório nesse tipo de veículo. O pagamento pode ser feito com cartão de crédito ou dinheiro. Os créditos podem ser comprados em estabelecimentos parceiros na cidade e transferidos na hora para o aplicativo do usuário.

Yellow investe em bicicleta elétrica para enfrentar o tráfego de São Paulo — Foto: Yellow/Divulgação Yellow investe em bicicleta elétrica para enfrentar o tráfego de São Paulo — Foto: Yellow/Divulgação

Yellow investe em bicicleta elétrica para enfrentar o tráfego de São Paulo — Foto: Yellow/Divulgação

Ao fim do dia, as bicicletas são recolhidas para recarga, manutenção e limpeza. Na manhã seguinte estarão distribuídas nos estabelecimentos parceiros, prontas para serem utilizadas. Os equipamentos da Yellow não têm acelerador, mas oferecem pedal assistido, um sensor responsável por ativar o auxílio do motor conforme detecta as pedaladas. A promessa é que o dispositivo entregue maior leveza durante as pedaladas e facilidade para atingir a velocidade desejada. Além disso, as bikes recebem campainha, sinalização noturna dianteira, traseira e lateral e espelhos retrovisores, conforme resolução do Contran.

Vale lembrar que a empresa de mobilidade urbana individual já atua com outros serviços de transportes no país. Ela dispõe de bicicletas comuns e patinetes elétricas. Estas chegaram no Brasil em novembro de 2018, também na capital paulista, e um mês depois foram para a cidade do Rio de Janeiro. As opções de transporte servem como alternativa para fugir do trânsito nas grandes metrópoles.

Como conseguir códigos de descontos no Uber, Cabify e 99POP

Como conseguir códigos de descontos no Uber, Cabify e 99POP

Mais do TechTudo